Por que Steve Hackett deixou o Genesis, a “maior banda do mundo”

Músico disse que abriu mão do sucesso por uma carreira onde teria maior controle, mas admitiu gostar dos trabalhos feitos sem ele

O guitarrista Steve Hackett participou do período conhecido pelos fãs do Genesis como sua fase clássica. Gravou seis discos de estúdio, três ao vivos e um EP. Até hoje faz turnês solo celebrando sua época com a banda.

Porém, houve um momento em que a ligação precisou ser rompida. Em entrevista ao Rock Talk With Mitch Lafon (transcrita pelo Ultimate Guitar), o músico deu sua versão da história.

“Bem, na época, eu estava determinado a fazer material solo. Eu amo os trabalhos que eles gravaram depois que saí. Mas ter a capacidade de lançar álbuns solo sucessivos era algo que estava sendo negado a mim na banda. Eles disseram: ‘ou você faz isso ou vai ter que sair’. Então eu pensei sobre o assunto por alguns anos. E chegou ao ponto em que me dei conta de que não tinha nenhuma garantia de que minhas criações seriam gravadas pela banda. Não era um membro fundador, mas um empregado.

No fim das contas, decidi: ‘não, minha lealdade tem que ser com a música’. Eu amo a banda. E eu acho que foi a maior do mundo em sua época. Mesmo assim, era hora de mudar. E seguimos nossos caminhos separados. Dito isso, não foram diferenças musicais, mas a política interna.”

- Advertisement -
Leia também:  Um relato apaixonado de Kate Bush sobre a beleza dos discos de vinil

O guitarrista ainda deixou claro que, se dependesse dele, o grupo não teria encerrado atividades, como aconteceu ao final da turnê “The Last Domino?”.

“Se eu ainda fosse um membro da banda, o que não sou, nunca daria um ponto final. Fomos campeões mundiais. Trabalhamos duro, suamos sangue juntos para fazer funcionar. Por que você iria querer limitar e dizer: ‘that’s all, folks’? Não éramos um desenho animado.”

Steve Hackett e Genesis

Steve Hackett fez parte do Genesis entre 1971 e 1977. Saiu após a turnê do álbum “Wind & Wuthering”, única da história da banda a ter passado pelo Brasil.

Leia também:  Por que internet dificultou sucesso dos guitarristas, segundo Matteo Mancuso

Entre várias participações em trabalhos alheios, se destaca para o público nacional a aparição na faixa-título do álbum “Voo de Coração” (1983), do cantor Ritchie – o mesmo LP que continha o hit “Menina Veneno”.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Steve Hackett deixou o Genesis, a “maior banda do mundo”
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades