Foto: divulgação

Por que reunião do Genesis com Peter Gabriel não rolou, segundo Steve Hackett

A trajetória do Genesis é bem dividida em duas fases: até 1975, com Peter Gabriel nos vocais, e a partir daí, com o baterista Phil Collins assumindo o posto.

A trajetória do Genesis é bem dividida em duas fases: até 1975, com Peter Gabriel nos vocais, e a partir daí, com o baterista Phil Collins assumindo o posto.

Mesmo com Collins há tantos anos no microfone principal, muitos fãs seguiram pedindo por uma reunião com Gabriel. Nunca aconteceu, inclusive após uma tentativa relativamente recente. Por quê?

O guitarrista Steve Hackett explicou, em entrevista ao canal Sofa King Cool transcrita pelo Ultimate Guitar, que existiram algumas oportunidades pelo caminho, mas que, ao menos na última ocasião, houve “resistência” por parte de um dos colegas.

Conversas recentes sobre o Genesis

Inicialmente, Steve Hackett fez questão de destacar o bom relacionamento atual com Peter Gabriel. Os dois, inclusive, ficaram fora da última reunião do Genesis, que renderia shows em 2020, adiados pela pandemia.

Em seguida, ele comentou:

“A última vez que todos nos falamos sobre uma reunião foi diretamente com o Genesis. E o que estava em pauta era a ideia de fazer um show com ‘The Lamb Lies Down on Broadway’ (álbum de 1974). Agora eu tenho que te dizer, Peter Gabriel estava bem ansioso para que isso se tornasse um musical, bem como para fazer um número de shows.”

Sem citar nomes, o guitarrista contou que houve “resistência” diante da ideia. Por isso, o retorno com Peter Gabriel e com o próprio Hackett não rolou nessa ocasião.

“Mas havia uma resistência para esta ideia – não de mim, eu vou deixar para você adivinhar quem. Mas eu acho que isso perdeu parte do entusiasmo bem aí, e voltou para a as políticas da banda e todo aquele tipo de coisa.”

O músico pode estar falando sobre o baixista e guitarrista Mike Rutherford, o tecladista Tony Banks ou mesmo Phil Collins. Os três são os únicos envolvidos na formação atual do Genesis, que é completa por músicos de turnê.

Amizade entre Steve Hackett e Peter Gabriel

Ainda durante o bate-papo, Steve Hackett observou que mantém contato com Peter Gabriel, mas que os dois só conversam sobre trivialidades. Ou seja: o assunto não chega na música.

“Em algum momento, obviamente, direi a Pete que se ele quiser fazer algo, tudo bem. Mas estou feliz por sermos amigos e conversarmos sobre tudo: sobre o clima, perguntas do tipo ‘como está sua família?’ e tudo isso. Não quero que ninguém me faça favores ou implorar por nada a essa altura da vida. Tenho uma carreira longa e brilhante. Entrei para o Genesis há 50 anos e está indo tudo muito bem desde então. Meus dedos seguem trabalhando, estou muito feliz.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share