Quando Pat Smear acabou parando em um clipe do Prince

Futuro integrante do Foo Fighters esteve na filmagem de “Raspberry Beret”, música lançada no álbum “Around the World in a Day”, de 1985

Durante os anos 1980, Pat Smear se tornou uma daquelas figuras quase folclóricas da indústria artística americana. O músico e ator era o tipo de pessoa que encarava qualquer parada e ainda conhecia as pessoas certas para sempre descolar algum “bico” e poder se sustentar.

Um desses casos ocorreu quando Prince resolveu fazer um videoclipe para “Raspberry Beret”, faixa do álbum “Around the World in a Day”, de 1985. Um amigo da cena punk havia se tornado recrutador de cast e descolou uma vaga para Pat na produção. Tudo certo? Parecia que sim.

Quando chegou aos estúdios da SIR Los Angeles, Smear descobriu que precisaria realizar uma rotina de dança simples – o que estava além de sua capacidade, como revelou ao Feel Numb em 2019.

“Como tenho dois pés esquerdos e não posso dançar, presumi que não seria escolhido para o vídeo. Quando eu estava indo embora, uma das pessoas de Prince me parou e disse que ele havia gostado do meu visual e queria que eu sentasse ao lado da bateria.”

Pat Smear realmente é visto em frente ao piano. “Raspberry Beret” ganhou o prêmio de Melhor Coreografia no MTV Video Music Awards de 1986. A música chegou ao 2º lugar no Billboard Hot 100, principal parada de singles americana, além de ganhar disco de ouro no Reino Unido.

Sobre Pat Smear

Atualmente com 62 anos, Georg Albert Ruthenberg nasceu em Los Angeles. Despontou na cena punk americana ao formar o Germs, em parceria com o vocalista Darby Crash. Em sua versão original, a banda durou de 1976 a 1980.

Na década seguinte, participou de vários grupos temporariamente, além de ter tocado com a cantora Nina Hagen e lançado álbuns solo. Paralelamente, seguiu carreira como ator. Apareceu em séries como “Chips” e “Quincy M.E.”, além de filmes como “Blade Runner”, “Breakin’” e “Howard The Duck”.

Entre 1993 e 1994, integrou o Nirvana, participando da turnê do álbum “In Utero” e gravando o “MTV Unplugged”. Após o fim do grupo, seguiu com Dave Grohl no Foo Fighters, saindo em 1997 e retornando dez anos mais tarde, para seguir até hoje.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
22
Share