Foto: Achim Raschka / CC BY-SA 3.0

Por que Jason Newsted não estava satisfeito com o Metallica nos anos 90

Desconforto por ter que tocar “Enter Sandman” “pela milésima vez” fez baixista procurar outras formas de expressar criatividade

Baixista do Metallica na fase de maior popularidade da banda, Jason Newsted começou a se sentir deslocado em meio aos colegas alguns anos antes de sair.

O headbanger convicto da turma à época, o músico revelou à Metal Hammer que o desconforto foi ocorrendo aos poucos, mesmo admitindo ter muito orgulho de sua história junto ao grupo.

“Depois da turnê do ‘Black Album’, tínhamos algum dinheiro, mas era uma direção totalmente diferente para mim. Eu gostava de tocar as músicas e ficava feliz em tocá-las para os fãs. Mas ‘Enter Sandman’ pela milésima vez… meio que te cansa.

Eu queria ser aquela pessoa que sabia ser dentro e fora do palco com o Metallica. Quando o público me via, sabia que estava recebendo tudo, cada gota de suor que dava naquele palco. Isso acontecia muito por causa da música maluca que eu estava tocando nos bastidores com meus amigos.”

As ideias de Jason resultaram no Echobrain, projeto que lançou logo após deixar seu emprego principal. Hoje, ele reconhece que as turbulências atrapalharam a carreira do trio, que durou apenas um disco.

“Havia muita negatividade no ar. Não era minha ideia inicial deixar uma megabanda para me juntar a uma banda alternativa. Acabou tudo desabando sobre os outros caras que tocavam comigo, foi uma situação chata.”

Porém, Newsted nega que o novo trabalho tenha sido o catalisador para sua saída do Metallica. Egos, relações desgastadas e até mesmo a dificuldade dos colegas em lidar com o passado trágico – e então recente – contribuíram.

“O que me afastou é o que eu chamo de ‘dis perpétuo’. Não importa o quanto eu trabalhasse em prol da banda, ainda havia desrespeito. Não falo do trote que recebi nos primeiros seis meses, mas o desrespeito geral, o descaso com as colaborações que oferecia. O fato é que eles nunca conseguiram lidar adequadamente com a dor da perda de Cliff Burton (nota da redação: baixista falecido em 1986, a quem Jason substituiu).

De repente, éramos jovens milionários e mimados. É comum esse tipo de coisa acontecer nas mentes de quem chega a esse patamar. Então, foi muito mais uma coisa pessoal. Eu precisava descansar, eles se recusaram a me dar tempo e eu tive que sair.”

Jason Newsted após o Metallica

Após o fim do Echobrain, Jason Newsted tocou brevemente na banda de Ozzy Osbourne (entrando justamente no lugar de Robert Trujillo, que foi para o Metallica) e no Voivod. Também teve uma banda com seu sobrenome, que durou um EP e um álbum. Atualmente, toca guitarra e canta na Chopphouse Band, com sonoridade voltada ao folk rock.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share