Foto: Ryan Dorgan

Nikki Sixx explica por que retrucou Eddie Vedder após crítica ao Mötley Crüe

“A parada é que se você quer falar mal da minha banda, provavelmente eu vou falar algo de volta”, diz o baixista, que deixou claro não ter problema com as bandas grunge, em entrevista ao canal de Regis Tadeu

O baixista Nikki Sixx explicou em entrevista a Regis Tadeu e Paulo Baron por que rebateu o vocalista Eddie Vedder após uma crítica feita à sua banda, o Mötley Crüe.

A situação tomou as manchetes dos veículos especializados em música no início do mês passado. Vedder, que lidera o Pearl Jam, disse ao New York Times que odiava o hard rock da década de 1980 e bandas como o Mötley Crüe. Não demorou até que Sixx o retrucasse, via Twitter, ao publicar:

“Ler o quanto o cantor do Pearl Jam odeia o Mötley Crüe me fez dar risada hoje. Agora, considerando que eles são uma das bandas mais chatas da história, isso é meio que um elogio, não é?”

Agora, Nikki deixa claro que não tem um problema especificamente com a cena grunge, da qual veio o Pearl Jam. O baixista do Crüe contou que admirava grupos como o Nirvana e o Rage Against the Machine, que estouraram no início da década de 1990.

“Lembro de ir à MTV com ‘Nevermind’ antes do Nirvana lançar, Tommy (Lee, baterista) e eu estávamos lá e nos falaram para ver aquela banda, que havia outras bandas surgindo. Lembro de ter a fita cassete, acho que eram demos, do Rage Against the Machine. Falei a todos sobre aquilo.

Nunca tivemos medo de abraçar as mudanças da música pois essa é a ideia por trás da música. Se você escuta ‘Too Fast for Love’ e depois ‘The Dirt’, você sente que é a mesma banda que cresceu, então nunca tivemos problemas com isso.”

A resposta de Sixx a Vedder veio por uma questão bem mais pessoal do que profissional.

“A parada é que se você quer falar mal da minha banda, provavelmente eu vou falar algo de volta. Não entendo por que o cara está falando da minha banda. Ele é um cara de sucesso, voa com sua banda em jatos privados, mora em uma mansão em um condomínio fechado, lota estádios e se veste fingindo ser um cara dos anos 90. Mão fale mal da minha banda, cara! Pelo menos eu estou sendo honesto.”

A entrevista completa pode ser assistida, com legendas em português acessíveis dentro da própria plataforma, no player a seguir.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share