Judas Priest deve soar mais prog e na vibe de “Killing Machine” em novo álbum

Informação foi revelada em entrevista por Richie Faulkner, que declarou: “É difícil para um artista definir a própria música. Porém, posso afirmar que não será um ‘Firepower’ parte dois, tem características próprias”

O guitarrista Richie Faulkner falou sobre a sonoridade do próximo álbum do Judas Priest em entrevista ao The Metal Voice. A banda vem trabalhando em material inédito desde o começo da pandemia, novamente com o produtor Andy Sneap, que também integra o grupo desde que Glenn Tipton precisou se ausentar das atividades ao vivo por conta da doença de Parkinson.

Conforme transcrito pelo Sleaze Roxx, o músico prometeu novidades em relação ao trabalho anterior, “Firepower”.

“Quando as gravações começam você nunca sabe o que acontecerá, apenas segue uma ideia até onde ela leva. É difícil para um artista definir a própria música. Porém, posso afirmar que não será um ‘Firepower’ parte dois, tem características próprias.”

- Advertisement -
Leia também:  A atitude do Rock in Rio 2024 após críticas por ausência de artistas do Norte no Dia Brasil

Na sequência, surpreendeu ao tentar detalhar um pouco mais.

“Diria que se trata de algo um pouco mais progressivo em algumas partes, remetendo a ‘Killing Machine’. Porém, não dá para ser definitivo nas conclusões ainda.”

Judas Priest, “Killing Machine” e “Firepower”

Lançado em 9 de outubro de 1978, “Killing Machine” foi o 5º disco de estúdio do Judas Priest. A partir da turnê de promoção, o grupo adotou o visual com couro e acessórios que os caracterizaria, assim como o heavy metal de forma mais ampla.

O disco foi lançado no mercado norte-americano com o título “Hell Bent for Leather” e o acréscimo da versão para “The Green Manalishi (With the Two-Pronged Crown)”, do Fleetwood Mac.

Leia também:  Morte de Matthew Perry é alvo de investigação criminal

Décimo-oitavo álbum de estúdio, “Firepower” saiu no dia 9 de março de 2018. Além de Sneap, o disco marcou a reunião da banda com o produtor Tom Allom após três décadas. Chegou ao 5º lugar na Billboard 200, melhor desempenho do grupo nos Estados Unidos em toda a carreira.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJudas Priest deve soar mais prog e na vibe de “Killing Machine”...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades