Como Ronnie Spector salvou a E Street Band, segundo Steven Van Zandt

Banda estava quase se desmanchando em período de dificuldade financeira de Bruce Springsteen quando surgiu oportunidade de gravar single com a cantora das Ronettes

Apesar de os momentos mais marcantes da carreira de Ronnie Spectorfalecida na última quarta-feira (12) aos 78 anos – terem ocorrido à frente das Ronettes e com seu ex-marido Phil Spector, a artista protagonizou outras situações dignas de nota. Uma delas foi quando assumiu os vocais da E Street Band, à época rompida com Bruce Springsteen.

A situação é contada pelo guitarrista Steven Van Zandt em sua biografia, “Unrequited Infatuations”, e foi resgatada recentemente pelo site da revista Rolling Stone.

Para pagar as contas

O ano era 1977 e The Boss estava com dificuldades financeiras por conta de uma disputa judicial com seu antigo manager, Mike Appel. Com isso, não dispunha de recursos para pagar os salários dos músicos.

Alguns chegaram a considerar sair do grupo por já ter outras propostas de trabalho. Steven conseguiu convencê-los a permanecer e o diretor executivo da gravadora, Steve Popovich, sugeriu uma parceria com Ronnie Spector.

A cantora havia trabalhado com Van Zandt no ano anterior. Os dois participaram do álbum de estreia do Southside Johnny and The Asbury Jukes, chamado “I Don’t Want to Go Home”. O guitarrista destacou:

“Éramos todos apaixonados pela voz dela. Mesclava inocência, sensualidade e sexualidade.”

Ronnie Spector e a E Street Band

A nova colaboração entre Ronnie Spector e a E Street Band rendeu um single trazendo uma versão para “Say Goodbye to Hollywood”, de Billy Joel. A música havia sido escrita pelo cantor como um tributo ao estilo de Ronnie.

O lado B trazia “Baby Please Don’t Go”, inédita de Van Zandt. Foi a primeira vez que todos os músicos da E Street Band receberam créditos por suas participações.

E ao contrário do que se pode imaginar, Bruce Springsteen apoiou a parceria. O músico chegou a atuar como conselheiro nas sessões de gravação.

O single não obteve o sucesso imaginado, mas foi o suficiente para bancar o grupo em tempos de perrengue financeiro. Assim, todos resolveram dar mais uma chance para Bruce e veio a sequência de clássicos que deixou todo mundo rico e satisfeito.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
14
Share