Quando Eric Carr, mesmo doente, insistiu para participar de gravação com o Kiss

Baterista não só participou do videoclipe de “God Gave Rock and Roll to You II”, como também gravou trecho dos vocais na parte acapella

A década de 80 foi cheia de altos e baixos para o Kiss, que parecia ter alcançado um certo equilíbrio ao fim do período. No entanto, a virada para os anos 90 trouxe uma enorme complicação: o baterista Eric Carr foi diagnosticado com um raro tipo de câncer no coração.

A notícia do câncer veio logo após a turnê que divulgou o álbum “Hot in the Shade” (1989) e caiu como uma bomba no grupo. Carr, que vomitava sangue, precisou ser submetido a uma cirurgia no coração e a um longo tratamento contra o tumor.

Impossibilitado de tocar e preocupado com seus compromissos, o baterista foi tranquilizado por Paul Stanley, que relatou a conversa no documentário “Biography: KISStory”, de 2021.

“Queríamos seguir com a ideia de que Eric ficaria melhor, porque não podia imagina-lo morrendo. Nunca tinha lidado com nada parecido. E eu disse a ele ‘o mais importante agora é a sua saúde. Você precisa pensar em si mesmo e não na banda, a banda estará lá. Mesmo se trabalharmos, a banda ainda estará lá.’”

Kiss segue em frente

Enquanto Eric Carr se recuperava, o Kiss recebeu uma proposta para gravar um single que seria usado na trilha sonora do filme “Bill & Ted: Dois Loucos no Tempo” (1991). Acompanhada novamente pelo produtor Bob Ezrin, com quem já haviam trabalhado em “Destroyer” (1976) e “Music from The Elder” (1981), a banda faria uma versão de “God Gave Rock and Roll to You”, hit do grupo Argent.

O grupo alterou trechos da música original, que falava sobre o cantor britânico Cliff Richard, e mexeu em arranjos. Nada mais justo do que renomear a faixa, que se tornou “God Gave Rock and Roll to You II”.

Para gravar a bateria da faixa, o Kiss trouxe Eric Singer, que já havia tocado com Paul Stanley em sua turnê solo de 1989. Além disso, o músico tinha nomes como Lita Ford, Black Sabbath, Gary Moore e Badlands no currículo.

A última participação de Eric Carr

Apesar de não poder tocar, Eric Carr fez questão de participar da gravação de alguma forma. E seria cantando: sua voz pode ser ouvida no interlúdio acappella, no meio da música, junto de Paul Stanley.

Ouça abaixo, a partir de 3min14seg.

Essa seria a curta e discreta última participação musical do baterista com o Kiss, mas não sua última aparição com a banda: Carr insistiu para participar do videoclipe de “God Gave Rock and Roll to You II”, que seria gravado também em 1991.

Na época, o baterista já estava sem seu volumoso cabelo, devido às sessões de quimioterapia. Mas nem isso foi problema: ele arrumou uma peruca que lhe deu o visual de sempre.

Dedicado, o músico se dispôs a aprender todas as partes tocadas por Eric Singer na gravação e replicou cada trecho no instrumento. Gene Simmons relembrou:

“Recebemos um telefonema de Eric, que implorou para fazer o vídeo, e nós fizemos. Era Eric Carr com um câncer profundo tocando com o coração pela última vez. Pouco depois disso, ele faleceu. E foi a coisa mais triste, porque só os bons morrem jovens.”

Ainda seguindo em frente

Lançado em 22 de agosto de 1991, poucos meses antes da morte de Eric Carr, o single de “God Gave Rock and Roll to You II” acabou se tornando um tributo não-oficial ao baterista.

A música foi incluída no próximo álbum do grupo, “Revenge” (1992), que continuaria a parceria com o produtor Bob Ezrin. Eric Singer acabou por assumir a vaga de Carr, que faleceu em 24 de novembro de 1991, aos 41 anos. O novo integrante não sabia o que sentir ao ser oficializado na formação.

“Parte de mim ficou animado: ‘serei o baterista do Kiss’. Mas então pensei: ‘nessa droga de circunstância’. Sabia que seria uma estrada difícil, sofreria muita pressão.”

Singer seguiria com a banda até o retorno da formação original, em 1996, e voltaria em duas oportunidades – a mais recente, em 2004, garantiu sua permanência até os dias de hoje. Ele segue usando a maquiagem do “Catman”, que pertenceu ao primeiro baterista, Peter Criss.

* Texto por André Luiz Fernandes, com pauta e edição por Igor Miranda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
10
Share