Foto: pitpony.photography / CC BY-SA 3.0

Após repercussão de fala, Kerry King projeta futuro na música sem o Slayer

Guitarrista pretendia anunciar nova banda, mas pandemia travou planejamento

Repercutiu nos últimos dias a declaração de Kerry King arrependido pelo fim do Slayer. Em mensagem de vídeo homenageando os trinta anos do Machine Head, o guitarrista ressaltou que sua banda parou cedo demais, não escondendo a insatisfação com o ocorrido.

Agora, o músico falou à Metal Hammer sobre seus planos futuros.

“A ideia era anunciar algo ano passado. Então surgiu a pandemia. Quero que a situação se resolva antes de eu planejar a volta à estrada. Aqui estamos, acabando 2021 e eu estou analisando as possibilidades para o final de 2022.

Veremos o que acontece, a situação está evoluindo. Não pretendo fazer as coisas sentindo que preciso me cuidar, quero sair e me divertir. Não estou sendo egoísta, só quero que as coisas estejam suaves. Sem pressa.”

O projeto de Kerry King pós-Slayer

Ano passado, Kerry King havia revelado já ter material suficiente para dois discos. O baterista Paul Bostaph confirmou presença no projeto.

Especulações apontavam uma possível participação do vocalista Phil Anselmo, mas o eterno frontman do Pantera não se manifestou sobre o assunto até o momento.

De qualquer modo, Kerry deixa claro que a ideia é pegar todo mundo de surpresa.

“Não vou anunciar uma banda, disco, nada. A única coisa que direi é que vocês ouvirão falar de mim no futuro e será foda”.

O Slayer fez seu último show dia 30 de novembro de 2019 no The Forum, em Los Angeles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
1
Share