O melhor e o pior álbum do Aerosmith, segundo Steven Tyler e Joe Perry

Escolhas não surpreendem tanto, mas trazem alguns comentários sinceros dos músicos

Qual o melhor álbum do Aerosmith? E o pior? Em uma longa discografia, é difícil escolher, mas o vocalista Steven Tyler e o guitarrista Joe Perry têm seus prediletos – e seus patinhos feios.

Em entrevista à revista Classic Rock, os dois revelaram suas escolhas. As opções não surpreendem tanto.

“Não sei se ‘Done With Mirrors’ (1985) foi um dos nossos melhores”, disse Joe Perry, inicialmente, ao ser questionado sobre o álbum do qual menos gosta. Steven Tyler, em seguida, perguntou se Perry escutou o disco após ele ter sido lançado. O guitarrista respondeu que não o ouve há algum tempo.

Tyler, então, deu a entender que “Done With Mirrors” tem bons momentos e que “Night in the Ruts” (1979) seria o menos inspirado – embora a opinião sobre o álbum em questão também tenha mudado com o tempo.

“Há quatro ou cinco músicas (em ‘Done With Mirrors’) que… há algumas músicas estranhas, mas é um lado diferente de nós. Eu costumava pensar que ‘Night in the Ruts’ não era tão bom, mas á algumas coisas boas ali”, disse o cantor.

Por fim, Steven Tyler e Joe Perry entraram em um consenso: “Done With Mirrors” é o álbum “menos melhor” do Aerosmith. “Há algumas coisas boas em ‘Mirrors’, mas, se eu tivesse que escolher um, seria esse”, disse Perry. “Sim, ele não tem continuidade”, complementou Tyler.

O melhor álbum do Aerosmith

E o melhor do Aerosmith? “É difícil dizer. Você fica por aí tanto tempo que nem sabe o que fez. Você ouve as coisas velhas, pensa no quão longe foi…”, disse Steven Tyler, inicialmente, antes de tentar mudar de assunto.

O entrevistador, então, pergunta de “Rocks” (1976), que é citado como “bom” por Steven Tyler. Em seguida, a questão mais direta foi repetida: qual o melhor disco do Aerosmith? Joe Perry escolheu “Live! Bootleg” (1978), enquanto Tyler optou por “Pump” (1989).

Concorda com as escolhas? Diga nos comentários!

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.

** Artigo publicado originalmente em 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
1
Share