Foto: Max Wanger

Taylor Swift lança ‘Evermore’, seu 2° álbum de 2020, e expande flerte com indie folk; ouça

A cantora Taylor Swift divulgou, nesta sexta-feira (11), seu segundo álbum de 2020. Intitulado ‘evermore’, o trabalho não só dá sequência a ‘folklore’, liberado no último mês de julho, como, também, é citado como um “disco-irmão” do antecessor.

A cantora Taylor Swift divulgou, nesta sexta-feira (11), seu segundo álbum de 2020. Intitulado ‘evermore’, o trabalho não só dá sequência a ‘folklore‘, liberado no último mês de julho, como, também, é citado como um “disco-irmão” do antecessor.

‘evermore’ foi gravado em esquema semelhante ao de ‘folklore’: à distância, com os músicos envolvidos compondo e gravando suas partes de casa. Os irmãos Aaron e Bryce Dessner (ambos do The National) e Jack Antonoff (Fun) foram os principais colaboradores, seja em co-autoria das canções ou em produção.

Há, ainda, participações e colaborações de nomes como Haim, Bon Iver, Marcus Mumford (Mumford and Sons), William Bowery, Thomas Bartlett, entre outros. Alguns dos nomes mencionados também estiveram em ‘folklore’.

Ouça ‘evermore’ no player a seguir, via Spotify ou YouTube (playlist):

O que diz Taylor Swift sobre o álbum

Em comunicado divulgado nas redes sociais, Taylor Swift conta que ‘evermore’, o novo álbum de estúdio de sua carreira, foi produzido porque não conseguia parar de compor músicas. O disco chegou a ter canções incluídas dias antes de seu lançamento, o que mostra que não houve planejamento específico para esse novo material.

“Sendo clara, simplesmente não conseguimos parar de escrever músicas. Sendo mais poética, parece que estávamos à beira do bosque folclórico e tínhamos que escolher entre virar e voltar ou viajar mais para dentro da floresta dessa música. Escolhemos nos aprofundar mais.”

A artista destacou que nunca fez algo parecido no passado, pois trata seus álbuns como “eras separadas”. Porém, segundo ela, há algo diferente na essência de ‘folklore’, que originou ‘evermore’.

“Ao fazer ‘folklore’, senti menos como se estivesse partindo e mais como se estivesse voltando. Adorei o escapismo que encontrei nesses contos imaginários / não-imaginários. Adorei a maneira como vocês receberam as paisagens de sonho, as tragédias e os contos épicos de amor perdidos e encontrados em suas vidas. Então, continuei compondo.”

Como soa ‘evermore’

Foto: Beth Garrabrant / divulgação

Musicalmente, ‘evermore’ trilha caminho similar ao de ‘folklore’, já que tem o indie folk como principal fio condutor. Entretanto, trata-se de um álbum mais versátil – o que não indica que seja melhor ou pior -, com algumas referências específicas ao country, como em ‘ivy’ e ‘cowboy like me’, e mais momentos pop, notáveis nas primeiras faixas.

As letras seguem bem escritas e com a proposta de storytelling que não é incomum na carreira de Taylor Swift, mas ganhou reforço em ‘folklore’. Ainda não são temáticas exatamente profundas, até porque não é a proposta, mas soam honestas.

Não dá para ignorar o fato de que ‘evermore’ não deve causar o mesmo impacto que ‘folklore’. Entretanto, quem gostou do primeiro álbum, certamente vai curtir o novo. Que mais artistas sejam inquietos e produtivos como Taylor Swift.

‘evermore’ está representado em minha playlist de lançamentos, atualizada semanalmente. Siga e dê o play:

Taylor Swift – ‘evermore’

1. willow
2. champagne problems
3. gold rush
4. ‘tis the damn season
5. tolerate it
6. no body, no crime (feat. Haim)
7. happiness
8. dorothea
9. coney island (feat. The National)
10. ivy
11. cowboy like me
12. long story short
13. marjorie
14. closure
15. evermore (feat. Bon Iver)

Bônus:

16. right where you left me
17. it’s time to go

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share