Curiosidades Destaque Listas

10 curiosidades sobre os primeiros shows de Paul McCartney no Brasil, há 30 anos


Nos dias 20 e 21 de abril de 1990, Paul McCartney realizava seus primeiros shows no Brasil. As apresentações, realizadas no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ), faziam parte da turnê ‘The Paul McCartney World Tour 1989-1990’, anunciada para promover o álbum ‘Flowers in the Dirt’, de 1989.

Assista ao show do dia 21 de abril de 1990, que bateu recorde de público, na íntegra:

A lista a seguir apresenta 10 curiosidades sobre a primeira turnê de Paul McCartney no Brasil. Muitas delas foram extraídas de uma reportagem de André Bernardo para a ‘BBC News Brasil’, com acréscimos de outras referências e ligeiras correções.

– Leia também: Por que Paul McCartney ainda faz shows, mesmo em idade avançada?

1) Primeiro show de um Beatle no Brasil

A passagem de Paul McCartney pelo Brasil representou os primeiros shows de um dos integrantes dos Beatles no país. A banda encerrou suas atividades em 1970 e deixou de fazer turnês quatro anos antes, dedicando-se apenas ao trabalho em estúdio.

Por outro lado, não foi a primeira visita de um Beatle ao Brasil. Em 1979, o guitarrista George Harrison veio ao país para acompanhar o Grande Prêmio de Fórmula 1 de 1979, no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Ele foi convidado pelo piloto Émerson Fittipaldi, seu amigo pessoal.

Apesar disso, Harrison, que era grande admirador de automobilismo, não chegou a tocar no país – nem naquela ocasião, nem futuramente. O músico faleceu em 2001, aos 58 anos.

2) Primeira turnê em mais de uma década

A ‘The Paul McCartney World Tour’ começou em setembro de 1989 e terminou em julho de 1990. Foram, ao todo, 103 shows em vários países da Europa, além de Estados Unidos, Canadá, Japão e, claro, Brasil – único país da América do Sul a receber a tour.

– Leia também: O dia em que, sob efeito de drogas, Paul McCartney viu Deus

A turnê em questão foi a primeira de Paul McCartney em mais de uma década. Ele não fazia tours desde a última do Wings, sua banda na década de 70. Na ocasião, o grupo excursionou pelo Reino Unido em 1979, pouco antes de encerrar suas atividades.

Foi, ainda, a primeira turnê mundial de Paul McCartney em um período ainda maior. Desde 1976, com a ‘Wings Over the World Tour’, ele não girava pelo globo. Na ocasião, McCartney e sua banda haviam tocado na Europa, América do Norte e Austrália.

3) Primeira turnê com mais músicas dos Beatles

Para acentuar o tempero especial da primeira passagem de Paul McCartney pelo Brasil, a ‘The Paul McCartney World Tour’ foi a primeira turnê do músico a incluir mais músicas dos Beatles no repertório. Desde o fim da banda, ele tocava poucas daquelas canções, já que buscava focar no material do Wings.

Esse foi o fio condutor da turnê, apesar de Macca estar promovendo o álbum ‘Flowers in the Dirt’. Alguns shows da tour foram registrados no álbum ao vivo ‘Tripping the Live Fantastic’, no vídeo ‘Get Back’ e no documentário ‘From Rio to Liverpool’.

– Leia também: Paul McCartney relembra sofrimento com vícios após fim dos Beatles

Os dois shows no Brasil trouxeram o mesmo repertório, com 30 músicas ao todo. Delas, 18 eram dos Beatles, como ‘Got to Get You Into My Life’, ‘Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band’, ‘Can’t Buy Me Love’, ‘Eleanor Rigby’, ‘I Saw Her Standing There’, ‘Hey Jude’, ‘Let It Be’, ‘Yesterday’ e ‘The End’, entre outras.

O restante do setlist era composto por quatro músicas do Wings (‘Jet’, ‘Band on the Run’, ‘Let Em In’ e ‘Live and Let Die’), sete do álbum ‘Flowers in the Dirt’ (‘Figure of Eight’, ‘My Brave Face’, ‘Put It There’, ‘Rough Ride’, ‘This One’ e ‘We Got Married’, além do B-side ‘P.S. Love Me Do’), uma do disco ‘McCartney II’ (‘Coming Up’) e um cover de ‘Ain’t That a Shame’, de Fats Domino.

Vale destacar que a versão de ‘The Long and Winding Road’ tocada no segundo show no Rio está presente no álbum ao vivo ‘Tripping the Live Fantastic’.

Veja, abaixo, o repertório completo dos dois shows:

1. Figure of Eight
2. Jet (Wings)
3. Got to Get You Into My Life (Beatles)
4. Rough Ride
5. Band on the Run (Wings)
6. We Got Married
7. Let ‘Em In (Wings)
8. The Long and Winding Road (Beatles)
9. The Fool on the Hill (Beatles)
10. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (Beatles)
11. Good Day Sunshine (Beatles)
12. Can’t Buy Me Love (Beatles)
13. Put It There
14. Things We Said Today (Beatles)
15. Eleanor Rigby (Beatles)
16. This One
17. My Brave Face
18. Back in the U.S.S.R. (Beatles)
19. I Saw Her Standing There (Beatles)
20. Coming Up
21. Let It Be (Beatles)
22. Ain’t That a Shame (Fats Domino)
23. Live and Let Die (Wings)
24. Hey Jude (Beatles)

Bis 1:

25. Yesterday (Beatles)
26. P.S. Love Me Do
27. Get Back (Beatles)

Bis 2:

28. Golden Slumbers (Beatles)
29. Carry That Weight (Beatles)
30. The End (Beatles)

4) Volta ao topo com Flowers in the Dirt

Como dito anteriormente, Paul McCartney promovia, na época, o álbum ‘Flowers in the Dirt’. Trata-se do oitavo disco solo do músico – ou nono, caso ‘Ram’, também creditado à esposa dele, Linda McCartney, seja considerado.

O trabalho é considerado como uma verdadeira volta de Paul McCartney à sua forma. Músicas como ‘My Brave Face’, ‘This One’, ‘Figure of Eight’ e ‘Put it There’ foram lançadas como singles, obtendo boa repercussão. O álbum em si chegou ao primeiro lugar das paradas do Reino Unido, conquistando disco de platina por lá.

Em outros países, como Estados Unidos, França, Canadá, Japão, Alemanha, Suécia e Suíça, ‘Flowers in the Dirt’ foi certificado com disco de ouro. Uma repercussão bem maior que a de seus trabalhso anteriores.

5) Paul, Linda, banda enxuta e equipe enorme

Paul McCartney veio ao Brasil com uma banda considerada enxuta para astros dessa magnitude. O músico trouxe sua esposa e tecladista, Linda McCartney, além dos guitarristas Hamish Stuart e Robbie McIntosh, do também tecladista Paul “Wix” Wickens e do baterista Chris Whitten. Dois dos quatro filhos do casal, Stella (à época com 19 anos) e James (13), também vieram.

A banda de Paul McCartney na época

Por outro lado, a equipe e a estrutura de Paul McCartney era enorme. Contando com os músicos, o “time” de Macca contava com 50 pessoas. Ele também trouxe um avião com 150 toneladas de luz e som para serem utilizados na turnê.

O palco tinha 600 metros quadrados e 12 metros de altura. Foram necessários 400 profissionais para trabalhar na montagem. Placas de madeira foram espalhadas por todo o gramado, para não danificá-lo.

6) Show adiado

Originalmente, o primeiro show aconteceria no dia 19 de abril de 1990, uma quinta-feira. Porém, a apresentação teve que ser adiada para o dia seguinte, 20 de abril, uma sexta.

O motivo para a mudança foi o mau tempo. Um legítimo temporal caiu no Rio de Janeiro naquela quinta-feira, o que impediu que os sistemas de luz e som fossem devidamente montados.

O show acabou acontecendo normalmente na sexta, porém, debaixo de chuva. O público estimado foi de 60 mil pessoas.

Assista ao show do dia 20 de abril de 1990 na íntegra:

7) Recorde mundial

São Pedro deu uma trégua no sábado, 21 de abril de 1990. A ausência de chuva contribuiu para que um recorde fosse batido naquela noite: com 184.368 fãs presentes, foi o show pago de um único artista (ou seja, fora de festival) com maior público até aquele momento.

Além do clima favorável, a marcação de um show no sábado e o fato de o Rio ser a única cidade da América do Sul a receber a turnê contribuíram para a marca. Não à toa, fãs de outros estados e até países compareceram à apresentação.

8) Exigências básicas

Paul McCartney é um homem de hábitos simples, porém, ideais invioláveis. Por isso, ele fez apenas duas exigências iniciais para topar trazer sua turnê ao Brasil.

A primeira era utilizar seu próprio equipamento de som e luz, além de audiovisual, para o show. Por isso, as toneladas de carga vieram junto dele.

– Leia também: Quando os Beatles quase estrelaram um filme de O Senhor dos Anéis

A segunda era não ter o nome dele ou seu show associado a marcas de cigarro, bebida alcoólica ou carne. Macca teve problemas com drogas e álcool no passado, especialmente após o fim dos Beatles. Além disso, ele é vegetariano – e militante da causa animal – desde 1975.

Paul e Linda McCartney em 1990

Entre as exigências mais comuns, de cardápio nos bastidores, Paul e Linda pediram, segundo o ‘BBC News Brasil’, pratos como: canelone com recheio de espinafre e nozes de pinho, pão de alho com salada de espinafre e abacate, lasanha recheada com queijo de soja e cenoura, curry de legumes com tofu e molho de amendoim, arroz de amêndoas com passas e espaguete ao molho de legumes e lentilhas.

9) Paul McCartney, o Pelé dos palcos

Quase uma década após os shows, em outubro de 1999, Paul McCartney relembrou de sua primeira vinda ao Brasil em entrevista ao jornal ‘O Globo’. Na ocasião, não poupou palavras ao definir como foi a apresentação.

– Leia também: Beatles planejava novo álbum após Abbey Road com mais George Harrison; como seria?

“Eu me senti o próprio Pelé em campo”, disse Macca ao jornal. O cantor e multi-instrumentista é um grande fã de futebol e torcedor do Everton, equipe que disputa a Premier League – o Campeonato Inglês.

10) Início de uma boa relação

A primeira visita de Paul McCartney ao Brasil estabeleceu uma boa relação do músico com o país. Contando com a turnê em 1990, ele já veio ao Brasil para shows em nove ocasiões diferentes – a maior parte delas, na última década.

Curiosamente, McCartney é um dos artistas internacionais que visitaram mais estados do Brasil. Seus 27 shows no país aconteceram em 11 estados diferentes, além do Distrito Federal.

Ele gosta tanto daqui que chegou a lançar, em 2018, uma música em homenagem ao Brasil: ‘Back in Brazil’, presente no álbum ‘Egypt Station’. A faixa ganhou clipe que, claro, foi gravado no país.

Relembre as outras oito turnês de Paul McCartney pelo Brasil:

– ‘The New World Tour’, 1993: em São Paulo (03/12) e Curitiba (05/12);
– ‘Up and Coming Tour’, 2010: em Porto Alegre (07/11) e São Paulo (21/11 e 22/11);
– ‘Up and Coming Tour’, 2011: no Rio de Janeiro (22/05 e 23/05);
– ‘On the Run Tour’, 2012: no Recife (21/04 e 22/04) e Florianópolis (25/04);
– ‘Out There! Tour’, 2013: em Belo Horizonte (04/05), Goiânia (06/05) e Fortaleza (09/05);
– ‘Out There! Tour’, 2014: em Cariacica (10/11), Rio de Janeiro (12/11), Brasília (23/11) e São Paulo (25/11 e 26/11);
– ‘One on One Tour’, 2017: em Porto Alegre (13/10), São Paulo (15/10), Belo Horizonte (17/10) e Salvador (20/10);
– ‘Freshen Up Tour’, 2019: em São Paulo (26/03 e 27/03) e Curitiba (30/03).

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Apaixonado por rock desde a pré-adolescência, começou a escrever sobre música na internet em 2007. Anos depois, co-fundou o site Van do Halen e trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia. Atualmente, é redator-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia sites como o Cifras, Ei Nerd e outros. Também é redator do Whiplash.Net, o maior site de rock e heavy metal do Brasil.
http://igormiranda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *