Rolling Stone lista os 50 melhores álbuns de hair metal de todos os tempos; veja

O site da revista 'Rolling Stone' publicou um ranking com os 50 melhores álbuns de hair metal - o famigerado hard rock da década de 1980 -, na avaliação de seus curadores. A publicação engloba nomes consagrados e bandas que não conseguiram fama na época.

O site da revista “Rolling Stone” publicou um ranking com os 50 melhores álbuns de hair metal – o famigerado hard rock da década de 1980 -, na avaliação de seus curadores. A publicação engloba nomes mais consagrados, como Def Leppard, Twisted Sister, Poison e Ratt junto a bandas que não ficaram tão populares, como Lord Tracy, Kik Tracee e Love/Hate.

A introdução à lista diz que o hair metal era “cativante, conciso e mais comprometido a farrear ou pegar groupies do que conquistar Valhalla ou ter pensamentos depressivos”. “O que passou como metal inicialmente na década de 1980 da MTV não tinha muito em comum com o que é chamado de metal hoje – ou o que era chamado na década de 1970”, afirma.

- Advertisement -

– Leia também: Os 50 melhores discos de hard rock do século 21 (até 2016)

O texto destaca, ainda, que o hair metal deve mais ao Aerosmith ou a bandas de glam rock da Inglaterra do que ao Black Sabbath. O nome “hair metal” era, inclusive, considerado pejorativo, mas pegou.

Os 50 melhores álbuns de hair metal, segundo a Rolling Stone

50. Lord Tracy — Deaf Gods of Babylon (1989)
49. Mr. Big — Lean Into It (1991)
48. Precious Metal — Right Here Right Now (1985)
47. Lita Ford — Lita (1988)
46. Kik Tracee — No Rules (1991)
45. Pretty Boy Floyd — Leather Boyz With Electric Toyz (1989)
44. KISS — Lick It Up (1983)
43. Vixen — Vixen (1988)
42. D-A-D — No Fuel Left For The Pilgrims (1989)
41. Winger — Winger (1988)
40. Stryper — To Hell With The Devil (1986)
39. Vinnie Vincent Invasion — Vinnie Vincent Invasion (1986)
38. Britny Fox — Britny Fox (1988)
37. Bang Tango — Psycho Café (1989)
36. Alice Cooper — Trash (1989)
35. Badlands — Badlands (1989)
34. Junkyard — Junkyard (1989)
33. Saigon Kick — The Lizard (1992)
32. Great White — …Twice Shy (1989)
31. Slaughter — Stick It To Ya (1990)
30. BulletBoys — Freakshow (1991)
29. Dangerous Toys — Dangerous Toys (1989)
28. Black ‘N Blue — Black ‘N Blue (1984)
27. L.A. Guns — Cocked And Loaded (1989)
26. Poison — Open Up And Say…Ahh! (1988)
25. David Lee Roth — Eat ‘Em And Smile (1986)
24. Enuff Z’Nuff — Enuff Z’Nuff (1989)
23. Hanoi Rocks — Self Destruction Blues (1982)
22. White Lion — Pride (1987)
21. Dokken — Under Lock And Key (1985)
20. Love/Hate — Black Out In The Red Room (1990)
19. Warrant — Cherry Pie (1990)
18. Cinderella — Night Songs (1986)
17. Def Leppard — Pyromania (1983)
16. Twisted Sister — Stay Hungry (1984)
15. Quiet Riot — Metal Health (1983)
14. Warrant — Dirty Rotten Filthy Stinking Rich (1989)
13. Extreme — Extreme II: Pornograffiti (1990)
12. Whitesnake — Whitesnake (1987)
11. Tesla — The Great Radio Controversy (1989)
10. Cinderella — Long Cold Winter (1988)
09. Mötley Crüe — Too Fast For Love (1981)
08. Kix — Blow My Fuse (1988)
07. Faster Pussycat — Faster Pussycat (1987)
06. Ratt — Out of The Cellar (1984)
05. Skid Row — Skid Row (1989)
04. Mötley Crüe — Shout At The Devil (1983)
03. Bon Jovi — Slippery When Wet (1986)
02. Poison — Look What The Cat Dragged In (1986)
01. Def Leppard — Hysteria (1987)

Leia também:  Não é dos Beatles a melhor música de Paul McCartney, segundo Joe Elliott

Sobre “Hysteria”, do Def Leppard, que ocupa o primeiro lugar, o veículo aponta: “Com ‘Hysteria’, Def Leppard e o produtor Mutt Lange decidiram criar, na palavra do guitarrista Phil Collen, ‘a versão hard rock de ‘Thriller’ (Michael Jackson)’. O que significava apoiar-se no lado ‘pop’ do pop metal e focar no ritmo e nos vocais ao invés das guitarras. O resultado? Mais de 20 milhões de cópias vendidas. O mais impressionante é que as músicas são incrivelmente variadas”.

Já a respeito do segundo colocado, “Look What The Cat Dragged In”, do Poison, a publicação afirma: “Bret Michaels pode dizer que suas inspirações eram Zeppelin e Skynyrd e sua banda não tinha conexão ao glitter da década de 1970, mas o Poison surgiu do nada como o Bay City Rollers tentando ser o New York Dolls – e foi isso que os deixou divertidos. O segundo disco ‘Open Up And Say… Ahh!’ (1988) pode vencer em termos de consistência, mas sua estreia independente, rapidamente gravada, é a epítome definitiva do metal do jardim de infância”.

Com relação a “Slippery When Wet”, do Bon Jovi, que fecha o pódio, é dito: “‘Slippery When Wet’ fez o Bon Jovi sair de seu sucesso moderado para se tornar um dos maiores grupos do mundo, dentro ou fora do spandex. Com histórias sendo contadas (‘Wanted Dead Or Alive’) e paredes de guitarras de Richie Sambora (‘Raise Your Hands’), o álbum vendeu mais de 12 milhões de cópias até hoje”.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioListasRolling Stone lista os 50 melhores álbuns de hair metal de todos...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades