InícioResenhasResenhas de discos

Resenhas de discos

Wolfgang Van Halen mantém fórmula e se dá bem no 2º álbum do Mammoth WVH

Multi-instrumentista e vocalista, filho de Eddie Van Halen não foge das características do debut em novo trabalho

Icon of Sin segue com processo de reciclagem em segundo álbum, “Legends”

Banda mostra competência na execução, mas causa desconforto com o excesso de referências ao que já foi feito

Chromeskull oferece hard n’ heavy envolvente em “Screaming to the World”

Álbum de estreia traz banda paulistana apostando em músicas fortes e cantaroláveis sem abdicar de peso

“The Ballad of Darren”, o “primeiro” álbum do Blur desde os anos 90

Com a magia do auge do britpop em seu som, nono disco de estúdio da banda traz Damon Albarn se abrindo sobre tudo de ruim na vida

Greta Van Fleet sucumbe aos clichês deles e dos outros em “Starcatcher”

Terceiro álbum full-length tenta mostrar grupo “amadurecido”, mas falta de criatividade resulta em material esquecível

Blake Mills continua a explorar o futuro da guitarra em “Jelly Road”

Um dos guitarristas e produtores mais influentes da música americana na última década tem desenvolvido voz idiossincrática como compositor

Local Natives se mostra regular e satisfatório com “Time Will Wait For No One”

Coeso, quinteto de Los Angeles tenta se levar mais a sério; resultado é disco com boas letras e estrutura sonora, mas sem clímax

Cavalera promove nostalgia bem bolada com regravações do Sepultura

Novas versões de “Bestial Devastation” e “Morbid Visions” não acrescentam às originais, devendo ser encaradas como um autotributo à banda mais importante do metal brasileiro

PJ Harvey mistura folk com realismo mágico no ótimo “I Inside the Old Year Dying”

Cantora demonstra compreender em novo álbum como esse tipo de música possui nuances e terror inerente às canções

Em franca evolução, The Raven Age acerta a mão no 3º álbum, “Blood Omen”

Banda de George, filho de Steve Harris (Iron Maiden), se mostra conectada com as novas tendências metálicas sem perder contato com as raízes

Nita Strauss se reafirma como um dos grandes talentos da atualidade em “The Call of the Void”

Segundo trabalho solo da guitarrista divide o tracklist entre faixas instrumentais e parcerias com vocalistas como David Draiman e Alissa White-Gluz

5 discos para conhecer a voz poderosa de Michael Sweet

Além de trabalhos à frente do Stryper, lista inclui álbuns solo e parceria com virtuose da guitarra

Grian Chatten (Fontaines D.C.) abraça romantismo em estreia solo “Chaos for the Fly”

Vocalista do quinteto irlandês se mostra capaz de ser crooner à moda antiga além de roqueiro intenso

Sigur Rós ressurge no caos com “Átta”, documento sonoro do novo mundo

Lançado de surpresa, primeiro disco do grupo de post-rock em uma década oferece alento sem deixar de explorar e experimentar

Swans soa mais sereno que nunca e aterrorizante como sempre em “The Beggar”

Clímax de 16º álbum de estúdio da banda experimental é uma faixa com quase 44 minutos de duração que encapsula sua história sonora

Albert Hammond Jr faz em “Melodies on Hiatus” power pop não tão bom quanto Strokes

Várias vezes durante a audição o pensamento de “preferia estar ouvindo Strokes” fica aparecendo

“30” celebra três décadas de Pato Fu entre afetos e desabafos

Em 12º álbum de estúdio, grupo mais underground do mainstream brasileiro serviu experimentação e acidez em altos e baixos

King Gizzard adquire contornos metálicos em “PetroDragonic Apocalypse…”, mas continua soando como si

Pode não ser tr00, mas a intenção e admiração da banda australiana pelo heavy metal claramente é verdadeira

Gov’t Mule ativa gatilhos emocionais no pós-pandêmico “Peace…Like A River”

Décimo segundo álbum de estúdio traz grupo vestindo o capote do hard blueseiro setentista e letras que visam aos ouvintes mais sensíveis

Joel Hoekstra brinda a mediocridade em “Crash of Life”, terceiro álbum do 13

Desta vez guitarrista do Whitesnake se valeu de Girish Pradhan (Girish and the Chronicles, The End Machine, Firstborne) como vocalista fixo

“In Times New Roman…”, do Queens of the Stone Age, é o som de Josh Homme desopilando o fígado

Canções em que o líder do grupo processa seu divórcio e batalha judicial são destaques tão grandes a ponto de fazer outros temas parecerem banais

King Krule continua soando único em “Space Heavy”

Cantor e compositor Archy Marshall pode ter antecipado modinhas musicais, mas continua as transcendendo com facilidade

Jenny Lewis faz o disco mais sensual da carreira em “Joy’All”

Ex-líder do Rilo Kiley conversa, conta da vida e flerta com ouvintes ao longo de 32 minutos, como uma conversa de bar

Shakra mantém sua consistência em novo álbum, “Invincible”

Trabalho é o 13º de inéditas da banda suíça, que pode não ter alcançado status de grande, mas é garantia de boa música

The Defiants mantém a chama do Danger Danger acesa em “Drive”

Terceiro álbum do projeto conserva todos os elementos que tornaram o grupo original reconhecido na cena hard/melodic rock

Jason Isbell faz disco de rock clássico em “Weathervanes”

Cantor e compositor americano, acompanhado da 400 Unit, reflete em seu som o casamento entre rock, country e R&B no sul dos EUA

Extreme retorna em grande estilo com seu novo álbum, “Six”

Trabalho responsável por romper hiato de 15 anos sem material inédito da banda é cheio de pontos altos

Heavens Edge mira no futuro sem renegar o passado em “Get It Right”

Álbum que marca volta do grupo após 25 anos sem gravar abdica da pasteurização de outrora, mas tem balada como carro-chefe

Tortured Demon confirma status de revelação do thrash britânico em “Rise of the Lifeless”

Segundo álbum da banda de Manchester ratifica a boa impressão deixada na estreia, dois anos atrás

Com 16 músicas em menos de meia hora, Rancid se reafirma em “Tomorrow Never Comes”

Álbum rompe o maior período da história da banda sem material inédito e oferece ritmo frenético