Dee Snider diz que “fascistas de m*rda rezam” por Trump voltando à presidência dos EUA

"Trump tem sido usado como uma distração das verdadeiras intenções da direita radical", afirma o vocalista do Twisted Sister ao opinar sobre o Projeto 2025

Após um vínculo passado, Dee Snider deixou claro o seu descontentamento com o ex-presidente americano Donald Trump nos últimos tempos. Chegou ao ponto de o vocalista do Twisted Sister mencionar a possibilidade de reunir-se com os antigos colegas de banda temporariamente a fim de protestar contra o político. Todavia, enquanto o encontro não acontece, o cantor usou as redes sociais para opinar a respeito de uma questão envolvendo o novamente candidato à presidência. 

A fundação Heritage Foundation elaborou um plano chamado Projeto 2025. Basicamente, a estratégia de mais de 900 páginas engloba uma série de propostas conservadoras, cuja ideia é consolidá-las caso Trump vença a eleição presidencial deste ano.

- Advertisement -

De acordo com a BBC, entre as medidas, estão a demissão de servidores públicos, expansão dos poderes do presidente, desmantelamento do ministério da Educação e corte de impostos.

Segundo o New York Times, o ex-presidente vem tentando manter distância do Projeto 2025. O próprio disse que não sabia do plano ou das pessoas envolvidas na iniciativa — mesmo que algumas delas estivessem entre os principais conselheiros de seu primeiro mandato.

Para Dee Snider, porém, o problema vai além. Por meio do X/Twitter, o artista destacou o perigo do Projeto 2025 independentemente do posicionamento de Trump.

Isso porque, em suas palavras, “fascistas de m#rda de ultradireita estão rezando para que ele vença” com o intuito de colocar os ideais em prática. Ao seu ver, o político atua apenas como um meio de distração.

Em uma sequência de tweets, ele escreveu: 

“Trump tem sido usado como uma distração das verdadeiras intenções da direita radical. Ele é como o assistente de um mágico: simplesmente está lá para nos distrair. Quem seria melhor para servir de fantoche da ultradireita do que um analfabeto com o foco de um aluno do 2º ano do ensino fundamental? Ele é perfeito.”

“Então Trump nega que esteja vinculado ao Projeto 2025… Não importa se ele está ou não! Fascistas de merda de ultradireita estão esperando à espreita, rezando para que ele vença para que possam usar esse narcisista como forma de implementar o plano. Vote não no Projeto 2025!”

“Esqueçam o espetáculo paralelo Trump/Biden agora mesmo. É uma confusão intencional e sem sentido para tirar a nossa atenção da verdadeira missão da direita radical: o Projeto 2025. Perderemos nossos direitos civis e liberdades pessoais se os evangélicos fascistas chegarem ao poder!”

Dee Snider e Donald Trump

Leia também:  O guitarrista galês que Slash gostou tanto a ponto de financiar ida para os EUA

O Twisted Sister encerrou atividades em definitivo no ano de 2016, após uma reunião iniciada na década anterior. Desde então, a banda só se reuniu para homenagem no Heavy Metal Hall of Fame, em janeiro de 2023. No entanto, o hiato está próximo de ser encerrado.

No fim do ano passado, em entrevista ao The Metal Voice, o vocalista Dee Snider deixou a possibilidade em aberto. O motivo seria de causar chiliques em quem acha que rock e política não se misturam: a banda quer deixar claras suas posições anti-Donald Trump.

“Bem, não ficarei surpreso se nos reunirmos neste ano eleitoral para defender algumas causas importantes. Estamos todos na mesma página – praticamente todos nós estamos na mesma página – e posso nos ver ajudando a lutar a boa luta. Porque esta é uma eleição geral, com assuntos como o direito de escolha das mulheres. Temos que enfrentar o outro lado. Eu disse ‘o outro lado’, porque não sou daquele lado, o do Sr. Trump.”

A causa em questão tem a ver com a recente recriminalização do aborto em território americano, combatida por vários artistas.

“Não podemos voltar no tempo. Vamos avançar. O fato de minha neta não ter o direito de escolher me surpreende. Portanto, essas são questões muito importantes. Será menos sobre os políticos e mais sobre os partidos e o que eles representam. Questões como controle de armas. A propósito, eu sou estranho… Estou armado, cara. Mas sou a favor do controle inteligente de armas. Sou o moderado. Dirijo um Tesla e um Hummer H2. Sou ambientalista e ando de motocicleta.”

Apesar de ser abertamente contrário a Trump, Snider não considera o ex-presidente americano racista. Em outra entrevista, ao podcast “Wild Ride”, de Steve-O (Jackass), ele explicou sua posição.

“Sou anti-Trump, contra o que ele representa. Acredito que ele é um vendedor e está procurando alguém para comprar seu produto. E as pessoas que encontrou e compraram são pessoas com quem não concordo. E ele assume a posição de que concorda com eles, mas eu o conheci antes. Howard Stern fala longamente sobre isso. Nunca mostrou qualquer evidência de ser evangélico, de ser contra o direito de escolha das mulheres. Ele é um cara de Nova York. Nunca mostrou nenhuma dessas coisas. Só estou dizendo a vocês, pessoal. Eu sei que há pessoas por aí gritando que eu fui político aqui. Só estou dizendo que nunca houve qualquer evidência dessas coisas. E acredito firmemente que a situação seja algo do tipo ‘Ei, olha. Estou vendendo Trump como um produto. São essas pessoas que estão comprando’.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasDee Snider diz que “fascistas de m*rda rezam” por Trump voltando à...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades