“Fique na escola”: a sensata dica de Mustaine para jovens bandas

Vocalista e guitarrista do Megadeth destaca conhecimentos fundamentais apresentados durante ensino fundamental e médio

Antes de construir uma carreira como gigante do thrash metal no Megadeth e ter passado por bandas como Panic e Metallica, Dave Mustaine se formou no ensino médio pela Marina High School, em Huntington Beach, nos Estados Unidos. Outros músicos consagrados abandonaram os estudos antes de atingir tal nível de escolaridade.

Reside neste tópico um dos conselhos que Mustaine daria a outros artistas. Em entrevista ao site grego Rocking, o frontman refletiu sobre a relevância de seu trabalho como letrista e destacou a importância da educação escolar para a formação dos músicos.

- Advertisement -

Inicialmente, ele disse:

“Eu me sinto bastante sortudo. E isso apenas reforça o que sempre digo quando alguém me pergunta o que eu diria para novas bandas… Eu sempre digo: ‘fiquem na escola’. Sabe, você quer ser o mais inteligente possível, porque precisa aprender matemática para descontar cheques e receber seu dinheiro. Você precisa dominar seu idioma para escrever letras e ler coisas. Você precisa conhecer história para ter algo interessante sobre o que escrever. Há muita vida que você precisa aprender para ser bem-sucedido na música.”

O líder do Megadeth ainda revelou que busca sempre expandir seu vocabulário a cada novo trabalho. “Something That I’m Not”, faixa do álbum “The System Has Failed” (2004), foi citada como exemplo. 

“Sempre tento encorajar nossos fãs a aprender com a música. E você pode perceber isso em muitas das canções. Quero dizer, todo disco terá pelo menos uma palavra realmente interessante que as pessoas não costumam usar. Por exemplo, você estava falando sobre ‘The System Has Failed’, certo? Foi você ou foi o entrevistador anterior? De qualquer forma, alguém estava falando sobre ‘The System Has Failed’ e há uma música lá, ‘Something That I’m Not’, que tem uma palavra chamada ‘enissofobia’. Eu nunca soube o que era enissofobia, então foi uma nova palavra que aprendi e compartilhei no disco. Depois desta entrevista, você deveria procurar essa palavra.”

Leia também:  A maior influência de Eddie Van Halen, segundo o próprio

A letra de “Something That I’m Not” aborda a decepção e traição no contexto de uma relação que permeia as esferas pessoais e profissionais. Nesse sentido, a palavra “enissofobia” — que se refere ao medo excessivo e irracional de críticas severas ou de ser criticado — é usada para sugerir que a pessoa em questão comprometeu sua autenticidade por um medo que levou ao afastamento. 

“[…] Você disse que não tem nada entre a gente
O modo de se fazer as coisas que nós queríamos fazer
Então a enissofobia te colocou sob influência dela
Até que você comprometeu seu estilo.”

Megadeth atualmente 

Na estrada com a turnê “Crush the World” — que promove o álbum mais recente, “The Sick, the Dying… and the Dead!” de 2022 —, o Megadeth passou pelo Brasil em abril, com apresentação única em São Paulo. A excursão se estende até o fim do mês de setembro, com apresentações pelo hemisfério norte. Já existem planos para a produção de um novo disco.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidades“Fique na escola”: a sensata dica de Mustaine para jovens bandas
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades