Como polarização política levou a Rock in Rio 2024 variado, segundo Roberto Medina

Idealizador do evento acredita que "o país é de todo mundo, da esquerda, da direita e do centro" e, por isso, "a música tem a capacidade de unir os diferentes"

Para Roberto Medina, criador do Rock in Rio, “a música é sobre união”. Em mais de uma ocasião, o profissional ressaltou a ideia de que, nos últimos anos, a política dividiu o Brasil e de que, por isso, seu festival “não tem ambiente para briga”.

Essa concepção pautou o lineup do RiR 2024. O chamado “Dia Brasil”, marcado para o dia 21 de setembro, engloba artistas de variados gêneros musicais — incluindo o sertanejo e bossa nova, antes ausentes da programação.

- Advertisement -

Conversando com Maria Fortuna para o jornal O Globo, o empresário explicou que, para os 40 anos de história do evento, era necessária uma novidade que quebrasse a divisão presente no país. A saída foi apostar na diversidade da música brasileira. 

Ele declarou:

“Em 2001, fiz aquele movimento grande para um mundo melhor, o Kofi Annan participou, fizemos 70 salas de música em favelas para marcar os 30 anos. Desta vez, a minha porta-bandeira é a música brasileira, inspirado pela inquietude de ver nosso país dividido. E com algo que é simples de fazer: mande a música para um amigo que deixou na estrada. É uma forma sutil de fazer as pazes.”

Para a data, Medina resolveu reunir “a tropa toda”. Até o momento, mais de 70 artistas seguem confirmados.

Apesar das críticas quanto às atrações e à programação inteira dedicada à ação, o empresário ressalta que sua missão era justamente destacar o cenário nacional em vez de apenas “botar um a dia mais e encher”.

“A ideia é o pop convida o rock, que convida o trap, que convida a bossa nova. Vão ser shows de uma hora e meia de vários artistas brasileiros de todos os ritmos e tribos. Eu podia só botar um dia a mais e encher, mas quero tentar fazer a minha parte: que as pessoas se mobilizem por uma coisa incrível que é a música brasileira.”

Por fim, Medina também acredita na música como um meio para restaurar relações afetadas por posicionamentos políticos. É isso que busca com a próxima edição do festival.

“A ideia é como a de um abraço, quero tocar o coração das pessoas. A música tem a capacidade de unir os diferentes, não tem lado, é a mesma linguagem no mundo inteiro. Qual o problema maior que a gente está vivendo hoje no Brasil? O distanciamento que aconteceu entre as pessoas na pandemia e pós-pandemia. Tem a fome, a educação, mas não se constrói um país dividindo. A gente passou por um trauma durante dois anos e meio. Vimos a morte de frente. Eu imaginava que isso mudaria o comportamento das pessoas para o bem. […]. O país é de todo mundo: da esquerda, da direita e do centro. O mínimo que temos que fazer é ouvir o outro. Todo mundo tem uma história de uma pessoa que ficou para trás nos últimos três, quatro anos. Por que a gente não pode ser exemplo de país acolhedor? Estamos sem confiança no nosso Estado, e a música pode acordar o que tem dentro do brasileiro.”

A entrevista completa para o jornal O Globo pode ser conferida clicando no nome da publicação.

Sobre o “Dia Brasil”

A organização do Rock in Rio 2024 anunciou o lineup de 21 de setembro, seu penúltimo dia. Trata-se do chamado Dia Brasil, que promete unir diversos artistas brasileiros em prol de uma causa beneficente.

Leia também:  As atrações funk no único dia rock do Rock in Rio 2024

Da MPB ao Sertanejo, do Trap ao Samba, do Rock ao Funk, passando por outros ritmos, a data terá apresentações de Capital Inicial, Pitty, Luan Santana, Ana Castela, Daniela Mercury, Ney Matogrosso, Filipe Ret, MC Ryan SP, Chitãozinho & Xororó, Junior, Gloria Groove, Jão, Alcione, Zeca Pagodinho, Criolo, Djonga, Leila Pinheiro, Wanda Sá, Claudio Zoli, Hyldon, Jonathan Ferr, Antônio Adolpho, MC Dricka, MC Livinho, Nathan Amaral, Orquestra Jovem Da Sinfônica Brasileira, Kevin O Chris, MC Carol, Mochakk, entre outros.

No total, 72 cantores farão parte do evento neste dia, que também terá iniciativa beneficente. O festival promete atuar para chamar a atenção para duas das maiores causas urgentes no país hoje: o combate à fome e a superação da pobreza, em parceria com as ONGs Ação da Cidadania, desde já recebendo a doação de 1,5 milhão de pratos de comida, e Gerando Falcões, que por meio do projeto Favela 3D vai transformar a vida de 250 famílias nas regiões do Buraco e Sessenta do Morro da Providência.

Além do Dia Brasil, o Rock in Rio está liderando uma ação que reúne mais de 60 artistas brasileiros para a gravação de um clipe da música “Deixa o Coração Falar”, composta especialmente para este movimento. A canção provoca uma reflexão de união e as incentiva sobre a importância do diálogo e do abraço para superar divisões no mundo.

Roberto Medina, presidente da Rock World — empresa que criou, organiza e produz o Rock in Rio e o The Town —, afirmou em nota:

“Está na hora da gente mobilizar mais uma vez as pessoas, assim como fizemos em 1985, pós ditadura, e, em 2001, quando paralisamos todas as emissoras de rádio e TV por três minutos para provocar as pessoas a refletirem sobre o papel de cada um de nós na construção de um mundo melhor. O Rock in Rio sempre foi disruptivo ao unir na Cidade do Rock as mais diferentes tribos, como o funk, metal, trap, bossa nova, rock, pop e eletrônico. Para esta edição, em que celebramos os nossos 40 anos de história, este movimento será ainda maior e mais potente. Não é sobre música, mas sobre pessoas. Vamos nos abraçar e cantar, pela união, pela paz, pelo combate à fome e no combate à pobreza. Vamos todos caminhar em uma só direção: o público, os artistas, a organização e as marcas, nossos parceiros. Queremos resgatar justamente o sentimento de união do povo brasileiro, uma característica única que temos, mas que foi se perdendo nos últimos anos. Já está na hora de humanizar a nossa relação. Precisamos conversar e escutar mais uns aos outros. Essa união e esse abraço são justamente a proposta do movimento que vem do Dia Brasil. Sempre tive este momento desenhado na minha cabeça e acho que está na hora certa de concretizar esse sonho. Um dia inteiro de Rock in Rio somente com artistas brasileiros em prol de um mundo melhor. Será histórico, uma revolução.”

Sobre o Rock in Rio 2024

O Rock in Rio 2024 acontece nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. A edição marca os 40 anos de história do festival, terá sua venda geral pelo site da Ticketmaster no dia 23 de maio.

Leia também:  Bruce Dickinson toca “All the Young Dudes” e “Faith” em 1º show de turnê britânica; veja vídeos

Pela primeira vez, o Palco Sunset terá a mesma boca de cena que o Palco Mundo. Este, por sua vez, contará com megaestrutura de 104m de frente e 30m de altura.

A Cidade do Rock também contará com uma nova área: o Global Village. Esse novo espaço de entretenimento deve ocupar 7.500 m² da Cidade do Rock e, além de shows do Clube do Samba + convidados, contará com cenografia inspirada em ícones arquitetônicos de todo o mundo — onde as pessoas poderão andar por uma longa via, entrar em lojas e experimentar pratos de diversos países.  

Confira o lineup oficial até o momento.

13/09:

  • Palco Mundo: Travis Scott | 21 Savage | Matuê com part. Wiu e Teto | Ludmilla
  • Palco Sunset: MC Cabelinho + Coral das Favelas | Orochi + Chefin + convidado a ser anunciado | Veigh + Kayblack | Funk Orquestra convida MC Daniel, Rebecca e MC Soffia.
  • New Dance Order: Deadmau5

14/09:

  • Palco Mundo: Imagine Dragons | OneRepublic | Zara Larsson | Lulu Santos
  • Palco Sunset: NX Zero | James | Christone “Kingfish” Ingram” | Penélope + Pato Fu
  • New Dance Order: DJ Snake
  • Espaço Favela: Dennis DJ

15/09:

  • Palco Mundo: Avenged Sevenfold | Evanescence | Journey | Os Paralamas do Sucesso
  • Palco Sunset: Deep Purple | Incubus | Planet Hemp + Pitty | Barão Vermelho

19/09:

  • Palco Mundo: Ed Sheeran | Charlie Puth | Joss Stone | Jão
  • Palco Sunset: Gloria Groove
  • Espaço Favela: Xande de Pilares

20/09:

  • Palco Mundo: Katy Perry | Karol G | Cyndi Lauper | Ivete Sangalo
  • Palco Sunset: Iza | Gloria Gaynor | Tyla | Luedji Luna convida Tássia Reis e Xênia França
  • New Dance Order: Alison Wonderland
  • Espaço Favela: Pocah
  • Global Village: Angélique Kidjo

21/09:

  • Palco Mundo: Para Sempre: Rock (Capital Inicial, Detonautas, NX Zero, Pitty, Rogério Flausino e Toni Garrido) | Para Sempre: Sertanejo (Chitãozinho & Xororó e Orquestra Heliópolis convidam Ana Castela, Junior, Luan Santana e Simone Mendes) | Para Sempre: MPB (Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Majur, BaianaSystem, Ney Matogrosso e Margareth Menezes) | Para Sempre: Trap (MC Cabelinho, Kayblack, Matuê, Orochi, Filipe Ret, MC Ryan SP e Veigh)
  • Palco Sunset: Para Sempre: POP (Duda Beat, Gloria Groove, Jão, Ludmilla, Lulu Santos e Luísa Sonza) | Para Sempre: Samba (Zeca Pagodinho convidam Alcione, Diogo Nogueira, Jorge Aragão, Maria Rita e Xande De Pilares) | Para Sempre: Rap (Criolo, Djonga, Karol Conká, Marcelo D2 e Rael)
  • Global Village: Para Sempre: Bossa Nova (Bossacucanova com participação de Cris Delanno, Leila Pinheiro, Roberto Menescal e Wanda Sá) | Para Sempre: Soul (Banda Black Rio, Claudio Zoli e Hyldon) | Para Sempre: Jazz (Leo Gandelman, Jonathan Ferr, Antônio Adolpho e Joabe Reis)
  • Espaço Favela: Para Sempre: Funk (MC Don Juan, MC Hariel, MC IG, MC Livinho, MC Dricka, MC Ph) | Para Sempre: Música Clássica (Nathan Amaral e Orquestra Jovem Da Sinfônica Brasileira) | Para Sempre: Baile Funk (Buchecha, Funk Orquestra, MC Carol, Tati Quebra Barraco, Cidinho E Doca e Kevin O Chris)
  • New Dance Order: Para Sempre: Eletrônica (DJs Mochakk, Beltran X Classmatic, Eli Iwasa X Ratier e Maz X Antdot).

22/09:

  • Palco Mundo: Shawn Mendes | Akon | Ne-Yo
  • Palco Sunset: Mariah Carey
  • Espaço Favela: Belo

Sem data:
Luísa Sonza

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasComo polarização política levou a Rock in Rio 2024 variado, segundo Roberto...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades