Planet Hemp lança clipe gravado em fazenda de maconha no Brasil

Vídeo foi capturado na Fazenda Sofia Langenbach, primeiro local no Rio de Janeiro autorizado a cultivar cannabis legalmente para fins medicinais

O Planet Hemp disponibilizou um novo videoclipe para a música “Jardineiro”. A faixa integra o álbum mais recente do grupo, “Jardineiros”, lançado em outubro de 2022 por meio da gravadora Som Livre e vencedor de dois prêmios no Grammy Latino do ano passado.

O clipe foi capturado na Fazenda Sofia Langenbach, o primeiro local no Rio de Janeiro autorizado a cultivar maconha legalmente para fins medicinais. Operando sob uma decisão judicial favorável, a fazenda é também sede da Associação de Apoio à Pesquisa e Pacientes de Cannabis Medicinal (Apepi), cuja produção de medicamentos beneficia anualmente mais de 10 mil famílias.

- Advertisement -

Nas cenas, os músicos Marcelo D2, BNegão, Pedro Garcia, Formigão e Nobru são partes do processo de cultivo, mostrando toda a etapa produtiva, ao lado dos trabalhadores da fazenda. Em nota, D2 afirma:

“Gravar na Fazenda Sofia Langenbach foi uma experiência reveladora para todos nós. Estar em um lugar que simboliza a luta e a vitória da cannabis no Brasil deu um significado ainda maior para o clipe. Queremos que as pessoas vejam o vídeo e reflitam sobre quem realmente está ganhando com a proibição e quem é prejudicado por ela. A discussão sobre a maconha não deve ser apenas sobre o uso recreativo, é uma conversa sobre direitos, saúde e justiça social.”

Assista abaixo ao videoclipe e confira a ficha técnica em seguida.

FICHA TÉCNICA – clipe “Jardineiros”:

  • Direção – Rapha Erichsen
  • Direção de Fotografia – Rodrigo Braga
  • Assistente de Direção – Bárbara Poerner
  • Operação de Câmera – Caroline Pires
  • Coordenação – Mayra Ceolin
  • Segunda Unidade de Câmera – Vinícius Cole
  • Assistentes de Câmera – Marina Gurgel e Victor Hugo Alves
  • Edição – Mauro Tracco
  • Colour Grading – Marcelo Cosme / The Hue
  • Produção – Impossível
  • Produção Executiva – Luiza Machado
  • Figurino – Adriane França
  • Maquiagem – Marianna Myszkowski
  • Fotografia Still – Rodrigo Braga
  • Técnico de Som – Elton Bozza
  • Roadie – Pedro Schroeter
  • Motorista – Juarez Sampaio
  • Making of – Luisa Fosco
  • Marketing: Moving
  • Assessoria de comunicação Lupa Comunicação
  • Realização: Pupila Dilatada, Elemess e Som Livre
Leia também:  Festival da Kiss FM com Ultraje a Rigor também terá Raimundos

Planet Hemp e o álbum “Jardineiros”

“Jardineiros” é o primeiro disco de inéditas do Planet Hemp desde “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça” (2000). A produção é assinada pela própria banda, ao lado de colaboradores como Nave, Mario Caldato (responsável pela finalização do álbum em Los Angeles, nos Estados Unidos) e Zegon (integrante do Tropkillaz).

O material apresenta participações especiais de artistas como:

  • Criolo (no single “Distopia”, liberado anteriormente);
  • Black Alien (membro honorário da banda carioca, que participa na faixa “O Ritmo e a Raiva”);
  • o jovem trapper argentino Trueno (em “Meu Barrio”);
  • o duo Tropkillaz (em “Ainda”);
  • MC Carol de Niterói, por intermédio de um sample (“Onda Forte”);
  • o trio carioca de música eletrônica Tantão e Os Fita (“Veias Abertas”), este último formado pelo artista visual, vocalista e compositor Carlos Antônio Mattos (Tantão) e pelos produtores Abel Duarte e Cainã Bomilcar, entre outros.

Em declaração oficial, o vocalista Marcelo D2 fala sobre como a situação política do país motivou o grupo a produzir material inédito.

“A gente achava que nunca mais ia lançar um disco do Planet. Estávamos bem resolvidos com a agenda de shows rolando desde 2008. Mas o momento da pandemia e todo o descaso do governo – que só foi crescendo e colocou o país numa situação de violência absurda – pareceu um chamado a criar algo e a nos posicionarmos por meio da música. Era como se cada um estivesse em um canto até o momento que recebemos o chamado do Batman. Esse foi o momento em que entendemos que era necessário tirar a poeira da capa e voltar para unificar o público.”

Também em nota à imprensa, BNegão complementa:

“Este disco é muito diverso, como é a história do Planet Hemp: não tem uma música muito parecida com a outra. Ter esse time de produtores com a gente nessa empreitada foi fundamental para chegarmos nesse resultado.”

A banda atualmente

Na ativa entre 1993 e 2001, o Planet Hemp encerrou atividades inicialmente para que Marcelo D2 focasse em sua carreira solo. Reuniões esporádicas ocorreram em 2003, 2010 e no período entre 2012 e 2016.

A partir de 2018, a banda voltou em definitivo. Nos últimos meses, foram realizadas apresentações nos festivais Lollapalooza Brasil, Virada Cultural de São Paulo, João Rock e Coolritiba. Estão escalados para o Rock in Rio 2024, em performance com a cantora Pitty, no dia 15 de setembro.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasPlanet Hemp lança clipe gravado em fazenda de maconha no Brasil
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades