Os diferenciais de Teemu Mäntysaari no Megadeth, segundo Dave Mustaine

Finlandês foi elogiado pelo líder da banda por simplesmente ser um grande fã de heavy metal, além de executar solos antigos de forma fiel

Parecia que a saída de Kiko Loureiro do Megadeth seria mais difícil para Dave Mustaine, mas Teemu Mäntysaari já caiu nas graças do chefe. Escolhido e treinado pessoalmente pelo brasileiro para ocupar a vaga, o finlandês foi elogiado pelo líder da banda, que destacou seus grandes diferenciais em relação aos antecessores.

Em entrevista ao site grego Rocking.gr, Mustaine contou, inicialmente, que Mäntysaari se distingue dos demais guitarristas que passaram pelo grupo por uma característica simples: ele é um grande fã de heavy metal. Para o americano, os demais músicos carregam influências diferentes.

- Advertisement -

Dave disse:

“Há muitas diferenças entre os dois guitarristas. Todos os guitarristas que foram alunos e ex-guitarristas do Megadeth tinham algo único sobre eles. Mas encontrar alguém que realmente ama o metal tanto quanto eu, fazia muito, muito tempo…”

A partir daí, Mustaine começou a repassar as formações mais antigas. Também discutiu a importância de se manter a execução das músicas em shows o mais fiel possível ao original, outra qualidade do atual integrante.

“Se formos voltando, Kiko não era realmente um cara do metal. Chris Broderick era meio metal, mas era mais progressivo. Antes dele havia Glen Drover, que era um pouco metal, mas ele tinha algo acontecendo com sua saúde e não pôde continuar. E então tivemos outros caras… Jeff (Young), Chris (Poland)… esses caras eram grandes músicos, mas não eram realmente metal, metal, metal. Marty (Friedman) era bem metal, mas ele gostava mesmo de música asiática, coisas japonesas e dessa parte do mundo.

Teemu, para mim… eu realmente não sei muito sobre ele, mas sei que ele toca essas músicas exatamente como elas foram gravadas, o que é algo que nenhum dos outros guitarristas fez. Alguns dos solos eram meio difíceis para eles tocarem e eles fizeram o melhor que podiam. Tem uma entrevista que vi recentemente com um de nossos antigos guitarristas dizendo que eles fizeram o melhor que podiam nos solos e colocaram suas impressões neles. E isso, para mim, não acho que seja respeitoso com a canção.”

Conhecido por seu trabalho com o Wintersun, Teemu Mäntysaari chegou ao Megadeth em setembro de 2023, inicialmente substituindo Kiko Loureiro só em alguns shows. O brasileiro confirmou seu desligamento oficial do grupo em novembro, permitindo assim que Teemu fosse efetivado na banda.

Megadeth atualmente

Após uma turnê pela América do Sul — que passou pelo Brasil com uma data em São Paulo —, o Megadeth já começa a se preparar para compor um novo álbum de estúdio. Ao menos é o que indica Dave Mustaine.

Leia também:  O único rockstar com o qual Noel Gallagher diz se identificar

Também em entrevista ao Rocking.gr, o líder do grupo contou ter pedido para seus colegas — o guitarrista Teemu Mäntysaari, o baixista James LoMenzo e o baterista Dirk Verbeuren — enviem ideias de músicas. O sucessor de “The Sick, the Dying… and the Dead!” (2022) começará a ser trabalhado mesmo com uma mudança recente na formação: a chegada de Mäntysaari para a vaga deixada pelo brasileiro Kiko Loureiro, no fim do ano passado.

“Eu estava ansioso para começar a fazer novas músicas já quando saí do estúdio pela última vez em 2022. Tínhamos músicas que não estavam finalizadas, mas precisávamos nos preparar para o lançamento do disco e voltar às turnês. Acabei de conversar com o pessoal sobre como nos preparar para começar a enviar ideias para o que faremos a seguir.”

Ainda durante o bate-papo, Dave revelou não ter planos para celebrar os 40 anos de Megadeth ou de seu álbum de estreia, “Killing is My Busines… and Business is Good!” (1985), com turnês especiais ou iniciativas diferentes. Porém, trata-se de um marco que faz o músico ao menos considerar uma comemoração.

“Não pensei nisso. Estou sempre procurando um motivo para me divertir, então é uma ótima ideia fazer uma festa para isso. […] Eu adoraria fazer um álbum de aniversário e uma turnê para promover esses discos todos. Mas agora estamos concluindo uma turnê mundial e nos preparando para voltar para casa, quando começaremos a trabalhar em novas músicas.”

Em outra entrevista, ao Poisoned Rock (via Blabbermouth), Teemu Mäntysaari confirmou que o Megadeth já começa a discutir a criação de novas músicas. Ele disse:

“No momento, estamos trabalhando para incluir algumas músicas novas ao setlist, como músicas antigas que a banda não toca há muito tempo, ou mesmo algumas que eles nunca tocavam antes. Também estou fazendo algumas ligações diárias com Dave Mustaine para passar essas músicas. Quando estivermos juntos na turnê (pela Europa, em junho), acho que vamos começar a conversar sobre algumas ideias de riffs e juntar algumas ideias. Vamos ver o que acontece.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasOs diferenciais de Teemu Mäntysaari no Megadeth, segundo Dave Mustaine
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades