A opinião de Gary Moore sobre cover do Nightwish para “Over the Hills and Far Away”

Banda finlandesa regravou um dos maiores sucessos da carreira solo do saudoso guitarrista

Em 2001, o Nightwish experimentava uma carreira ascendente, injetando um ar de novidade ao combalido cenário do heavy/power metal. À época ainda com a vocalista Tarja Turunen, a banda lançou o EP “Over the Hills and Far Away”. O principal atrativo era a faixa-título, uma regravação para o clássico do Gary Moore, original de 1986.

O autor da canção teve a oportunidade de escutar o cover e formar sua opinião. Em 2006, cinco anos antes de falecer, ele revelou seu veredicto à revista Classic Rock, que recentemente resgatou a conversa.

- Advertisement -

Ele disse:

“Sim, eu escutei a versão. Para mim, soou um clima de karaokê, porque a faixa de apoio ficou muito parecida. Não quero dizer isso de forma insultuosa, mas era quase idêntico. Eu acredito que eles são uma banda bem grande agora, então é legal que eles tenham feito isso.”

O cover chegou ao topo da parada na Finlândia, terra natal do grupo, além de ter figurado em outros charts europeus. O Nightwish não a toca desde 2013. Já Tarja ainda costuma cantá-la em algumas ocasiões como artista solo, incluindo a recente passagem pelo Brasil com Marko Hietala.

“Over the Hills and Far Away”

“Over the Hills and Far Away” faz parte do álbum “Wild Frontier”, lançado por Gary Moore em 1986. O registro original contou com a participação do grupo folk irlandês The Chieftains. O single alcançou número 1 na Finlândia e Noruega, além de ter ficado em 9º na Irlanda e 20º no Reino Unido.

Leia também:  A melhor música do Creed, na opinião de Mark Tremonti

A letra conta a história de um homem acusado injustamente de assalto à mão armada. Ele não revela quem é seu álibi, pois se trata da esposa do melhor amigo, com quem mantinha um relacionamento. Assim, ele é mandado para a prisão “nas colinas distantes, por dez longos anos”. No período, recebe cartas de amor da mulher e jura que um dia voltará aos braços da amada.

Sobre Gary Moore

Nascido em Belfast, Irlanda do Norte, Robert William Gary Moore despontou participando do Skid Row – a banda irlandesa, não a americana que faria muito sucesso posteriormente. A seguir, se juntou ao Thin Lizzy. Esteve na banda em 1974 e novamente entre 1977 e 1979.

Desenvolveu respeitada carreira solo, transitando entre o hard/classic rock e o blues. Além do BBM, integrou o Collosseum II. Morreu no dia 6 de fevereiro de 2011, vítima de um ataque cardíaco quando passava férias em um hotel na Espanha.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA opinião de Gary Moore sobre cover do Nightwish para “Over the...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades