Na Argentina, Placebo pede para fãs não passarem o show todo filmando no celular

Banda exibiu comunicado nos telões, destacando que o uso de aparelhos eletrônicos prejudica tanto a performance quanto o público

O Placebo é conhecido por ter adotado a postura “phone-free experience” nos últimos anos. Sobretudo nas redes sociais, a banda frequentemente pede para que os fãs não usem os celulares durante os shows e “vivam o momento”. Na Argentina, não foi diferente. 

Na última quinta-feira (14), o show em Buenos Aires, no Estadio Luna Park, deu início à turnê sul-americana do duo. Antes do início da performance, um comunicado surgiu nos telões. 

- Advertisement -

Escrito em inglês, o texto pedia para que o público não passasse o tempo inteiro filmando a apresentação pelo telefone, pois a atitude desconcentra quem está no palco, como também quem está prestando atenção ou curtindo. Dizia a nota na íntegra:

“Caros fãs do Placebo. Gostaríamos de pedir para que vocês não passem o show inteiro filmando com celulares. Isso torna a performance do Placebo muito mais difícil. Fica mais difícil se conectar com vocês e comunicar efetivamente as emoções de as músicas. Também é desrespeitoso com  seus colegas que vão aos shows e querem assistir de verdade e não ficar vendo a parte de trás do seu telefone. Por favor, estejam aqui agora, no presente, e aproveitem esse momento. Porque esse exato momento nunca acontecerá de novo. Nosso propósito é criar comunhão e transcendência. Por favor, nos ajudem em nossa missão. Com respeito e amor. Paz. Namastê.”

Segundo relato de fãs no X/Twitter, um áudio aparentemente do baixista, tecladista e guitarrista Stefan Osdal lendo o comunicado em espanhol também saiu nas caixas de som. Anteriormente, a mesma mensagem havia sido publicada pelos músicos em novembro de 2022.

Leia também:  Phil Mogg confirma que o UFO encerrou atividades

Celulares proibidos no início da turnê

Aliás, a ideia inicial era ir além. Quando o Placebo anunciou os shows de lançamento do álbum “Never Let Me Go” (2022), compartilhou uma carta aberta na qual avisaram que não seria permitido o uso de celulares ou outros dispositivos eletrônicos nas apresentações — com os aparelhos sendo guardados em uma bolsa especial. Em caso de descumprimento, os fãs deveriam se retirar do local. 

“O uso de telefones, smartwatches, câmeras e outros dispositivos de gravação não serão permitidos no espaço de performance. O foco é aproveitar a experiência entre banda e público, viver o momento.

Ao chegar ao local, todos os aparelhos serão guardados em bolsas individuais que serão abertas no final do evento. Os convidados mantêm a posse de seus dispositivos o tempo todo e podem acessá-los durante todo o evento apenas em áreas designadas para uso de telefone dentro do local. Qualquer pessoa vista usando um dispositivo durante a apresentação será educadamente escoltada para fora do local pela segurança.”

Contudo, provavelmente por causa das reclamações, a ação foi revista. Ainda assim, a tecnologia é um problema para os músicos, que chegaram a parar um show em Dublin, Irlanda, em junho do ano passado, devido à presença excessiva de celulares na plateia. 

Leia também:  Baixista do the GazettE, Reita morre aos 42 anos

Placebo em São Paulo

Agora, o Placebo segue para São Paulo, onde toca no Espaço Unimed, no domingo (17). Em entrevista a André Barcinski para a Folha de S. Paulo, o vocalista e guitarrista Brian Molko deixou claro que a recomendação sobre os celulares também vale para a capital paulista.

“A experiência de um show só funciona quando ela é interativa, quando há uma troca entre a banda e o público. Quando você levanta um celular, está criando uma barreira entre você e o artista. É como analisar uma pintura abstrata, é preciso chegar perto e ver de todos os ângulos possíveis para captar a essência daquela obra.”

Placebo e “Never Let Me Go”

Oitavo álbum de estúdio do Placebo, “Never Let Me Go” saiu no dia 25 de março de 2022 pela Rise Records. Foi o primeiro como um duo, após o baterista Steve Forrest ter se retirado.

O lançamento quebrou um hiato de quase uma década desde o anterior, “Loud Like Love”, disponibilizado em setembro de 2013. O trabalho chegou ao top 10 em oito paradas europeias, faturando disco de ouro na Alemanha e Áustria.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasNa Argentina, Placebo pede para fãs não passarem o show todo filmando...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades