Lita Ford diz que foi chamada para ser baixista do Led Zeppelin

Vocalista e guitarrista recebeu proposta enquanto estava com as Runaways, na década de 1970

Antes de embarcar numa carreira solo, Lita Ford conseguiu sucesso na década de 1970 como guitarrista das Runaways. Enquanto realizava shows ao lado da banda, no fim da adolescência, a musicista acabou recebendo uma proposta tentadora: ser baixista do Led Zeppelin.

Conversando com a revista Guitar World, a artista relembrou como surgiu o convite. Tudo começou quando o guitarrista Jimmy Page e o vocalista Robert Plant compareceram a uma apresentação do grupo feminino na casa noturna Starwood, localizada na Califórnia, nos Estados Unidos.

- Advertisement -

Ela declarou:

“Jimmy Page e Robert Plant foram ver o show. As Runaways eram uma grande novidade, éramos garotas adolescentes que podiam destruir, arrebentar e agitar o público durante uma performance. Nosso empresário na época, Kim Fowley, disse: ‘ok, meninas, reúnam-se e tirem uma foto com Robert Plant e Jimmy Page’. E claro que eu estava surtando, cresci  ouvindo a banda e ainda estava crescendo, eu tinha apenas 17 anos.”

No entanto, o intuito não era apenas assistir à apresentação. Naquele período, o baixista John Paul Jones pensava sobre a possibilidade de deixar o Zeppelin, devido à exaustiva agenda de turnês. O músico queria passar mais tempo com a família e focar nas gravações de estúdio. 

Leia também:  Entre a luz e as trevas: a história de “Headless Cross”, do Black Sabbath

Por isso, os colegas precisavam de um substituto e logo pensaram em Lita, que ficou surpresa ao ouvir a situação:

“Robert Plant disse: ‘queremos substituir nosso baixista, John Paul Jones’. E eu pensei: ‘não estou ouvindo isso, me recuso a acreditar que isso realmente esteja saindo da boca dele’. Achei: ‘ele deve estar brincando’, porque John Paul Jones é um Deus no baixo na minha opinião. Mas foi isso que ele disse.”

Recusa e continuidade de John Paul Jones

No fim das contas, tanto Lita Ford optou por recusar o pedido, quanto John Paul Jones continuou no grupo. Ainda assim, ela admirou a atitude de procurar uma mulher para a vaga, diante do contexto da época:

“Eu fui embora pensando: ‘ah, que legal, foi gentil da parte dele me enxergar dessa forma’, porque, naquela época, muitas pessoas não viam as mulheres como musicistas reais porque éramos jovens garotas. Eles nunca nos levaram a sério. Para mim, tocar guitarra sempre foi minha principal prioridade, eu realmente não me importava com o resto.”

Em sua autobiografia “Vivendo como uma Runaway”, lançada em 2016, a guitarrista e vocalista também acrescentou:

Leia também:  Turnstile promove sessão de descarrego com show em SP

“Eu nem ao menos tentei. Eu amo John Paul Jones. Ele é um dos meus baixistas favoritos. Eu não conseguia me imaginar o substituindo, mas achei muito legal o fato de pensarem em uma mulher para a banda deles.”

Lita Ford atualmente

Atualmente, Lita Ford está trabalhando em seu próximo álbum solo, que deve sair neste ano. O mais recente é “Living Like a Ruanway”, disponibilizado em 2012. Quatro anos mais tarde saiu “Time Capsule”, compilando gravações antigas que permaneciam inéditas até então.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesLita Ford diz que foi chamada para ser baixista do Led Zeppelin
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades