A opinião de Deen Castronovo sobre todos os bateristas do Journey

Lista de titulares das baquetas na banda inclui nomes extremamente conceituados na história da música

Entre vários atributos dignos de nota em uma carreira que já chega a meio século, o Journey pode se orgulhar de sempre ter contado com músicos do mais alto calibre. Podemos citar como destaques inevitáveis o vocalista Steve Perry e o guitarrista Neal Schon, além dos tecladistas Gregg Rollie e Jonathan Cain.

Não dá para deixar de mencionar também uma sequência de bateristas conceituados. Aynsley Dunbar e Steve Smith são os mais reconhecidos, tendo sido induzidos com o grupo ao Rock and Roll Hall of Fame em 2017.

- Advertisement -

Atual dono da função, Deen Castronovo refletiu sobre os antecessores durante entrevista ao Ultimate Classic Rock. Ele destacou:

“Eu já tinha ouvido as coisas de Aynsley Dunbar nos discos antigos, mas só fui conhecer em detalhes mais tarde, na verdade. O álbum ‘Infinity’ foi quando o ouvi tocar, mas não sabia disso antes. Assim que escutei, voltei e peguei os anteriores. Ele arrasava, simplesmente incrível. É um baterista britânico e tem aquele sentimento típico dos ingleses.

Então, é claro, temos Steve Smith, que é uma divindade para mim. Já o conhecia dos discos, mas então peguei o ao vivo ‘Captured’ e disse: ‘Oh-oh-oh-ohhhh!’ Todas essas informações novas que eu nunca tinha prestado atenção antes! Simplesmente percebi isso porque era fã de Neil Peart (Rush) e Peter Criss (Kiss).”

Sobrou até elogios para um músico que não é muito querido por Neal Schon, que o chamou de “lenhador” em entrevistas do passado.

Leia também:  A música e o disco do Deep Purple que são os preferidos de Tony Iommi

“Até Mike Baird, que tocou com eles na turnê ‘Raised on Radio’. Ele e Randy Jackson no baixo? Inacreditável. Que ótima dupla esses caras formaram.”

Outros nomes não mencionados, mas que também empunharam baquetas na banda foram Charles Prince (1973-74) e Narada M. Walden (2020-2022).

Journey em 2024

No momento, o Journey realiza uma turnê em parceria com o Toto, celebrando 50 anos de carreira. Entre julho e setembro, o grupo embarca em outro giro norte-americano, com o Def Leppard. Steve Miller Band, Cheap Trick e Heart se revezarão como atrações de abertura durante o itinerário.

Deen Castronovo atualmente

Além do Journey, Deen Castronovo comanda o Revolution Saints, onde também se encarrega dos vocais. O grupo lançou o álbum “Against the Winds” no último dia 9 de fevereiro, via Frontiers Music. O trabalho reúne 11 faixas inéditas.

Leia também:  Os dois filmes que Al Pacino cita como seus favoritos

É o segundo desde a mudança de formação ocorrida em 2022, quando entraram no projeto o baixista Jeff Pilson (Foreigner, ex-Dokken) e o guitarrista Joel Hoekstra (Whitesnake, ex-Night Ranger).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA opinião de Deen Castronovo sobre todos os bateristas do Journey
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades