O disco que Cillian Murphy mais ouviu em 2023: “artista destemida”

Vencedor do Oscar de melhor ator elogiou espírito de cantora e compositora britânica

Vencedor do Oscar na categoria de melhor ator por sua performance em “Oppenheimer”, o irlandês Cillian Murphy celebrou a cantora e compositora britânica PJ Harvey – inclusive por seu trabalho fora da música.

Falando ao The Times, para um perfil sobre a artista (com paywall), o astro elogiou seu espírito destemido.

- Advertisement -

Ele disse, conforme repercussão do Louder:

“Seu livro recente, ‘Orlam’, é uma obra-prima, e I Inside the Old Year Dying foi meu álbum mais ouvido do ano passado. Adoro a música dela, mas também o espírito como artista. Ela é destemida, polimática e política. Nenhum álbum soa igual, mas você sempre sabe que é um disco de PJ Harvey.”

O disco mencionado por Murphy saiu em 7 de julho de 2023. Foi o primeiro de material inédito de Harvey desde “The Hope Six Demolition Project” (2016). Chegou ao 5º lugar na parada britânica, alcançando o número 1 no segmento de álbuns lançados de forma independente. Ainda foi Top 10 em outros 8 charts europeus.

Leia também:  Como pandemia conduziu volta de Mike Portnoy ao Dream Theater

PJ Harvey, Cillian Murphy e “Peaky Blinders”

Outra ligação entre Cillian e PJ envolve a série “Peaky Blinders” e sua trilha sonora. A trama narra as façanhas fictícias de uma gangue criminosa de Birmingham e é estrelada por Murphy como seu chefe, Tommy Shelby.

Harvey fez um cover de “Red Right Hand”, de Nick Cave, especialmente para a produção. Também cedeu os direitos de suas canções “When Under Ether”, “To Bring You My Love”, “This is Love” e “Is This Desire?”.

A carreira musical do ator

Curiosamente, Cillian Murphy teve uma banda com o irmão, Páidi, no final do século passado. A The Sons of Mr. Green Genes, era batizada em tributo a uma música gravada por Frank Zappa no disco “Hot Rats” (1969). A sonoridade também refletia essa influência.

Leia também:  Sepultura terá ex-membros participando dos shows de despedida? Andreas Kisser responde

Eles chegaram a receber proposta de um contrato de cinco discos pelo selo Acid Jazz, baseado em Londres. Porém, recusaram, citando razões de independência artística.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO disco que Cillian Murphy mais ouviu em 2023: “artista destemida”
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades