Bruce Dickinson compôs “Tattooed Millionaire” sobre Nikki Sixx? Ele responde

Vocalista explicou polêmica sobre faixa-título de álbum solo de 1990, da qual o baixista do Mötley Crüe se orgulha de ter supostamente inspirado

Em 1990, ainda em sua passagem inaugural pelo Iron Maiden, Bruce Dickinson lançou seu primeiro álbum solo, intitulado “Tattooed Millionaire”. De acordo com uma das mais famosas “lendas urbanas do metal”, a faixa-título do disco é uma crítica a Nikki Sixx, baixista do Mötley Crüe, com quem supostamente a primeira esposa do vocalista o traiu. Mas o quanto de verdade tem nisso?

O assunto apareceu durante entrevista de Dickinson ao repórter Greg Prato, do Songfacts. Após fazer um comentário faixa a faixa de seu novo trabalho solo, “The Mandrake Project”, o frontman foi perguntado sobre as origens de “Tattooed Millionaire” — e tratou de desmentir a famosa história.

- Advertisement -

Ele disse:

“Todo mundo gosta de pensar que era sobre Nikki Sixx. E apesar de ele ser meio que o exemplo, na verdade era um amálgama de toda uma geração de coisas. É claro que, agora, milionários tatuados são absolutamente normais. Nada a ver com música.”

O próprio Sixx alega que a faixa-título é em sua “homenagem”, após Bruce saber que a esposa o traiu com ele. Porém, o baixista do Mötley Crüe diz que o cantor descobriu ao ler a biografia “The Dirt”, que saiu onze anos após a música — o que inviabilizaria a suposta inspiração.

Leia também:  Pearl Jam lança o single “Wreckage” dois dias antes de novo álbum

Ainda assim, o Crüe lançou o álbum “New Tattoo” em 2000 como uma forma de tirar sarro da situação, com direito a reproduzir na capa o dragão presente no single da faixa-título do trabalho de Dickinson.

A geração de milionários tatuados

A “geração” a qual Bruce se refere é a cena do hair metal americano dos anos 80, da qual Nikki Sixx e o Mötley Crüe são grandes expoentes. Em uma entrevista de 1990, quando o álbum foi lançado, Dickinson já tinha uma opinião parecida e até mais raivosa. Em trecho trazido pela Metal Hammer, ele diz:

“Não se trata de ter ou não tatuagem. ‘Tattooed Millionaire’ é toda uma área que eu vejo apenas como um grande esgoto purulento e aberto no c* da humanidade em termos de música.

Toda a vibração dessa cena não tem nada a ver com música. Não tem nada a ver com ser real. Tem a ver com alguma atitude idiota que se resume a: ‘Sim, queremos andar de limusine, queremos garotas, cara’. Eu vi os arquetípicos milionários tatuados trepando com alguma garota fora de um ônibus de turismo, na calçada. Bem, isso é ótimo. […] Mas, ao mesmo tempo, o que esse cara está tentando provar? Nem é dar um bom exemplo para si mesmo. É apenas lixo e eu não respeito isso.”

Bruce Dickinson e “Tattooed Millionaire”

“Tattooed Millionaire” foi lançado em 8 de maio de 1990. A ideia do disco surgiu após Bruce ter sido convidado a compor uma canção para o filme “A Hora do Pesadelo V”. Curiosamente, “Bring Your Daughter… To The Slaughter” não entrou no play, sendo reaproveitada pelo Iron Maiden em “No Prayer For The Dying”, disponibilizado mais tarde no mesmo ano.

Leia também:  Royal Blood faz show pesado e em sintonia com fãs do Rio

O álbum foi escrito quase na sua totalidade em parceria com o guitarrista Janick Gers, que também se tornaria uma novidade na Donzela de Ferro pouco tempo depois.

Além das composições próprias, contava com uma versão para “All The Young Dudes”, composta por David Bowie e popularizada pelo Mott The Hoople. Chegou ao 14º lugar na parada britânica, emplacando 4 singles no Top 40.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesBruce Dickinson compôs “Tattooed Millionaire” sobre Nikki Sixx? Ele responde
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades