Por que Alex Van Halen não deve mais se apresentar ao vivo, segundo biógrafos

Tentativas de shows-tributo foram feitas, mas o baterista pode não estar fisicamente apto a assumir a responsabilidade

O Van Halen fez seu último show no dia 4 de outubro de 2015 e encerrou oficialmente as atividades quando Eddie Van Halen morreu, 5 anos depois. Desde então, o baterista Alex Van Halen foi o único remanescente do grupo a não fazer mais aparições públicas tocando.

Segundo seus biógrafos, isso nunca mais deve acontecer. O assunto foi discutido por Chris Gill e Greg Renoff, dois estudiosos da história da música e autores de livros sobre a banda, no podcast Booked on Rock (via Ultimate Guitar).

- Advertisement -

De acordo com Renoff, mesmo que algumas tentativas de tributo sejam sugeridas de tempos em tempos, Alex muito provavelmente pendurou as baquetas. A explicação estaria em questões físicas, além da sempre sentida ausência do irmão.

“Tocar bateria é uma atividade muito física e eu imagino como Alex está se sentindo fisicamente. Deve ser difícil tentar fazer uma turnê, isso deve ser parte do cálculo também. É tipo: ‘Quer saber? Não vale a pena fisicamente (fazer um tributo), porque vai ser difícil’.
Não consigo correr como eu corria há 20 anos. Eu mal consigo correr como corria há 3 anos! Todos nós envelhecemos. Pode ser uma situação física também. Eu sei que houve alguma conversa sobre tentar fazer alguns shows com Dave (Lee Roth, vocalista do Van Halen) e com (Joe) Satriani (guitarrista) e seria mais do que um show, da forma que soou. Fisicamente, pode ser um grande esforço para um baterista.”

Tributo ao Van Halen

Em 2022, o baixista Jason Newsted, ex-Metallica, acabou revelando antes da hora um projeto de tributo ao Van Halen. A ideia era que ele se juntasse a Joe Satriani, David Lee Roth e Alex Van Halen.

A iniciativa não saiu do papel. Ao que parece, a própria “queima de largada” de Newsted foi o que enterrou o projeto antes mesmo de tomar forma.

Gill e Renoff afirmam que outras tentativas de homenagem existiram nos últimos anos, mas também não vingaram, tanto por parte de Alex, como de Wolfgang Van Halen, que participou do tributo a Taylor Hawkins (baterista do Foo Fighters) e chegou a planejar algo similar para o pai. Gill disse:

Leia também:  Como a estreia dos Rolling Stones ajudou a moldar o rock inglês

“Eu gostaria de poder falar mais para as pessoas, mas o triste fato é que houve tentativas. Nós ouvimos algumas coisas vazadas. Houve tentativas do lado de Alex, houve tentativas do lado de Wolfgang. Ambos querem sinceramente fazer um tributo adequado, e existem outras forças atuantes que tornaram isso essencialmente uma impossibilidade. Olhe para o tributo a Taylor Hawkins, aquilo foi provavelmente muito similar ao que Wolfgang tinha em mente… e foi uma impossibilidade.”

Até agora, a única homenagem confirmada ao Van Halen envolve outros ex-membros. Joe Satriani continua envolvido, mas desta vez com Sammy Hagar (vocal), Michael Anthony (baixo) e Jason Bonham (bateria). A turnê, intitulada “The Best of All Worlds”, também vai abordar outras fases da carreira de Hagar. O início está marcado para o dia 13 de julho.

Biografia de Alex Van Halen

Nos últimos dias, foi revelado que Alex Van Halen lançará uma autobiografia. Com o título de “Brothers”, o livro de 384 páginas será lançado no exterior, em inglês, no dia 22 de outubro, pela editora HarperCollins.

De acordo com material promocional, o baterista pretende fazer da obra uma “carta de amor” ao irmão Eddie Van Halen, guitarrista e parceiro de banda falecido em 2020. A ideia é percorrer toda a trajetória da dupla, desde os Países Baixos, onde nasceram. Em comunicado, ele declarou:

“Eu estive com ele desde o primeiro dia. Compartilhamos um toca-discos, uma casa de 75 metros quadrados, uma mãe, um pai e uma ética de trabalho.”

O baterista continua, mencionando também que as glórias e os problemas foram divididos por ambos.

Leia também:  Temple of the Dog lançou único álbum há 33 anos; veja outros fatos da música em 16 de abril

“Mais tarde, compartilhamos a parte de trás de um ônibus de turnê, o alcoolismo, a experiência de se tornar famoso… e de passar mais horas no estúdio do que passei fazendo qualquer coisa nesta vida.”

Ainda de acordo com o material promocional, Alex Van Halen promete trazer um “relato preciso” da vida e dos tempos do Van Halen. Vida e morte de Eddie serão abordadas, visando esclarecer tudo sob o ponto de vista do baterista.

A capa do livro ainda não foi revelada. A obra está em pré-venda no exterior, por meio do site da editora, por US$ 32 (cerca de R$ 159 na cotação atual e em transação direta).

Sobre Alex Van Halen

Atualmente com 70 anos, Alexander Arthur Van Halen nasceu em Amsterdã, Holanda, migrando para os Estados Unidos ainda na infância junto com os pais e o irmão. Participou da fundação do Van Halen, banda que revolucionou o hard rock no final dos anos 1970, vendendo mais de 80 milhões de discos em todo o planeta.

É um ministro ordenado, tendo comandado a cerimônia do segundo casamento do irmão, assim como a de sua ex-cunhada, Valerie Bertinelli. Fora do grupo que o consagrou, não realizou participações em obras de outros artistas.

Desde a morte de Eddie Van Halen, ocorrida em outubro de 2020, Alex se mantém longe dos holofotes. Especulações sobre shows tributos pipocam de tempos em tempos, mas nada se concretizou até hoje.

A pessoas próximas, o músico costuma relatar que não pretende retomar a carreira artística, embora nada tenha sido anunciado de forma oficial. Além da ausência fraterna, ele também enfrenta uma série de restrições físicas por conta dos anos de atividades. Os problemas envolvem as articulações e a audição.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasPor que Alex Van Halen não deve mais se apresentar ao vivo,...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades