AC/DC e Bon Jovi devem adiar shows no Brasil, segundo jornalista

Banda australiana recebeu "propostas excelentes" da Europa, enquanto grupo americano pode ter sido afetado por cirurgia de seu vocalista

AC/DC e Bon Jovi não virão ao Brasil em 2024. De acordo com o jornalista José Norberto Flesch, as duas bandas devem atrasar o anúncio de seus shows no país.

­

- Advertisement -

A banda australiana liderada pelo guitarrista Angus Young até estará em turnê no ano de 2024. Contudo, segundo Flesch, “propostas excelentes” da Europa — continente pelo qual já vão excursionar no meio deste ano — fará com que a visita seja deixada “para depois”.

Por sua vez, o grupo americano comandado pelo vocalista Jon Bon Jovi “também vai deixar para 2025” uma turnê que já era discutida há algum tempo, conforme antecipado ainda em 2022 pelo prefeito de Manaus, David Almeida. De acordo com o jornalista, procedimentos realizados nas cordas vocais do cantor seriam a causa.

Apesar disso, o Bon Jovi tem planos de disponibilizar um novo álbum neste ano. Um single intitulado “Legendary” teve seu primeiro single anunciado para esta quinta-feira (14).

José Norberto Flesch havia publicado, em dezembro de 2023, que o AC/DC viria ao Brasil “entre setembro e outubro”. Outro jornalista, Lauro Jardim, publicou posteriormente em sua coluna n’O Globo que a visita contemplaria quatro apresentações: duas no estádio do Morumbi, em São Paulo, e outras duas no festival Rock in Rio, na capital fluminense.

Leia também:  Slipknot anuncia show intimista na Califórnia para esta quinta (25)

AC/DC e Bon Jovi

De concreto por parte do AC/DC, há apenas sua já mencionada turnê europeia. Será a primeira sequência de apresentações do grupo em oito anos — eles retornaram aos palcos em outubro do ano passado, em compromisso único, para o festival americano Power Trip.

Os shows promoverão o álbum “Power Up” (2020). Duas mudanças foram promovidas na formação em relação ao disco. O baterista Matt Laug (ex-Alanis Morissette), que já havia se apresentado no Power Trip, ocupa a vaga deixada por Phil Rudd. No baixo estará Chris Chaney (ex-Jane’s Addiction), substituindo Cliff Williams, aposentado das turnês.

Com relação ao Bon Jovi, o novo álbum está gravado e Phil X compartilhou alguns detalhes em entrevista ao podcast Kenny Aronoff Sessions (via Ultimate Classic Rock). O sucessor de “Bon Jovi 2020” foi registrado em Nashville e, segundo o guitarrista, teve um processo mais colaborativo que os discos anteriores.

Leia também:  A última música que Jon Bon Jovi cantaria ao vivo, se pudesse escolher

Os problemas vocais de Jon foram comentados durante uma sessão de perguntas e respostas promovida pela Pollstar Live. Ele revelou ter passado por uma cirurgia reconstrutiva nas cordas vocais, bem como um procedimento complementar chamado medialização.

“Tornou-se de conhecimento público agora, mas fiz uma grande cirurgia reconstrutiva em minhas cordas vocais e nunca tive nada parecido com isso. Então tem sido um caminho difícil, mas encontrei um médico na Filadélfia que fez algo chamado medialização, porque uma das minhas cordas estava literalmente atrofiada.
Às vezes as pessoas ficam com nódulos; isso é bastante comum. Às vezes, desvios de septo e coisas assim prejudicam as cordas. A única coisa que já esteve no meu nariz foi meu dedo. Portanto, foi muito difícil nesta última década ter que lidar com algo que foi fora do meu controle.”

Foto: Ben Houdijk / Depositphotos

A medialização citada por Jon Bon Jovi é, de acordo com o site Jefferson Health, “um procedimento no qual a prega vocal paralisada é empurrada para o meio, para que a prega vocal funcional possa fechar adequadamente para recuperar a função vocal normal e a capacidade de deglutição”.

Segundo o artista, foi necessário se submeter ao procedimento porque sua corda vocal saudável estava sendo muito forçada para compensar a mais fraca. Ele ainda garantiu que se não conseguir se apresentar no nível ao qual está acostumado, pode simplesmente se aposentar.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasAC/DC e Bon Jovi devem adiar shows no Brasil, segundo jornalista
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades