Show do Vio-Lence no Brasil será o último de Phil Demmel na banda

Grupo toca no Kool Metal Fest, em São Paulo; guitarrista passará a se dedicar à banda de Kerry King (Slayer)

O guitarrista Phil Demmel anunciou que deixará o Vio-Lence. O músico despontou na cena metálica oitentista com a banda e promoveu sua retomada de atividades em anos recentes, após ter saído do Machine Head, grupo do qual fez parte entre 2002 e 2018, gravando 5 discos de estúdio.

O último show acontecerá no próximo domingo (11) em São Paulo, durante o Kool Metal Fest. O evento ainda contará com apresentações de Exhorder, Ratos de Porão, Damn Youth, Escalpo, Cerberus Attack e Santa Muerte. O serviço completo pode ser conferido ao final da matéria.

- Advertisement -

O instrumentista publicou uma mensagem em vídeo poucas horas após ser anunciado como integrante da banda solo de Kerry King (Slayer). Conforme transcrição do Blabbermouth, ele disse:

“Estou anunciando que o show de domingo será meu último com o Vio-Lence. O momento é estranho, eu sei, e realmente não coincide com a coisa de Kerry. Não é por conta de ‘Oh, isso foi anunciado, então agora estou desistindo disso, parando com isso’, seja o que for, me aposentar, tanto faz.”

Desde o ano passado, Phil já vinha se ausentando de alguns concertos do grupo. Por conta disso, ele prossegue:

“Acho que é algo que já está em andamento há algum tempo. Meu status está indefinido há algum tempo. Estou fazendo coisas com as quais me sinto confortável, cabem na minha agenda ou algo assim. Mas dado o estado mais recente da banda e onde sinto que pertenço a ela ou me sinto ligado a ela, acho que meu tempo chegou ao fim.”

Discordâncias com o vocalista

Finalizando o anúncio, Phil deixa claro que as desavenças com o vocalista Sean Killian, já conhecidas do público, acabaram pesando em definitivo.

Leia também:  Quarta temporada de “The Boys” ganha data de estreia

“Sempre me identificarei com a banda. Eu e Perry [Strickland, baterista] a começamos no colégio. Estou sentindo que Sean e eu fomos longe em páginas diferentes. Acho que sempre estivemos em páginas diferentes. Mas não sinto que me encaixo mais no que é o objetivo disso. E à luz de alguns acontecimentos atuais [risos], me senti compelido a fazer uma pausa.

Pensei em talvez fazer um show em casa, como uma forma de dizer adeus. Mas concluí que não preciso disso. Fizemos os eventos de retorno em Oakland, lá em abril de 2019. Foram dois dias mágicos. Considerando as 5 músicas que fizemos para o EP, me sinto realizado. Qualquer coisa a mais parece forçada. Na verdade, antes dessa turnê latino-americana começar, eu honestamente não queria ir. Mas estava comprometido com isso e não iria desistir. Agora acabou. Acho que fiz o que queria com essa banda.”

Ele conclui com a mensagem:

“De 1º de junho de 1985 a fevereiro até o que será 11 de fevereiro de 2024. 39, quase 40 anos. Então, nunca diga nunca mais. Tente não dizer isso. Às vezes você diz. Foi uma definição de vida, um prazer, uma honra ter sido o Phil do Vio-Lence.”

Vio-Lence e Phil Demmel

Fundado em 1985, na Bay Area de San Francisco, o Vio-Lence lançou 3 álbuns de estúdio durante sua existência original, que durou até 1994. Após algumas reuniões esporádicas, a banda retomou atividades em tempo integral no ano de 2019. Seu trabalho mais novo é o EP “Let the World Burn”, disponibilizado em 2022.

Além do Vio-Lence, Machine Head e o novo trabalho, Phil Demmel gravou com Dublin Death Patrol e Metal Allegiance. Também foi membro substituto temporário no Slayer, Lamb Of God e Overkill.

Leia também:  Por que Tim Commerford (Rage Against the Machine) sente vergonha de ser americano

Recentemente, registrou o único disco do BPMD, com Mike Portnoy (Dream Theater), Bobby “Blitz” Ellsworth (Overkill) e Mark Menghi. Em 1996, chegou a participar dos testes para ser vocalista do Sepultura. Na mesma época, teve sua experiência na função cantando no Torque.

Kerry King solo

From Hell I Rise”, primeiro álbum a levar o nome de Kerry King, sai dia 17 de maio. O trabalho conta com 13 faixas e é descrito como uma extensão sonora da banda que consagrou o guitarrista, com direito a reaproveitar material feito à época de “Repentless”, último disco do grupo.

A formação que acompanha o protagonista conta com Mark Osegueda (Death Angel) nos vocais, Paul Bostaph (ex-Slayer) na bateria, Kyle Sanders (ex-Hellyeah) no baixo e Phil Demmel (ex-Machine Head, Vio-Lence) na guitarra. A produção do disco é assinada por Josh Wilbur (Lamb of God).

Confira detalhes completos do trabalho, além do single “Idle Hands”, clicando aqui.

Serviço – Kool Metal Fest 2024 São Paulo

  • Bandas: Vio-lence + Exhorder + Ratos de Porão + Damn Youth + Escalpo + Cerberus Attack + Santa Muerte
  • Data: 11 de fevereiro de 2024
  • Horário: 14 horas
  • Local: Carioca Club
  • Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899 – Pinheiros/São Paulo
  • Classificação etária: 16 anos
  • Ingressos: online e com taxa no Clube do Ingresso, físico e sem taxa na Loja 255 (Galeria do Rock), na Rua 24 de Maio, 62, primeiro andar – sala 255, São Paulo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasShow do Vio-Lence no Brasil será o último de Phil Demmel na...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades