Lollapalooza multa artistas por shows cancelados? Diretora responde

Nos últimos dias, três atrações cancelaram suas aparições na versão brasileira do evento

Recentemente, três atrações que estariam presentes na edição 2024 do Lollapalooza Brasil cancelaram suas vindas. Jaden, Rina Sawayama e Dove Cameron, escalados respectivamente nos dias 22, 23 e 24 de março, alegaram “motivos pessoais” e não virão mais ao evento, que anunciou duas atrações em substituição: Jessie Reyez (23) e Greta Van Fleet (24).

Esses não foram os únicos cancelamentos às vésperas do festival, que acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Valendo-se das mesmas alegações, o Paramore, que seria headliner do sábado, comunicou anteriormente que não viria mais. Em sua vaga, entrou o Kings of Leon.

- Advertisement -

Mas qual seria a posição da organização em relação a esse tipo de situação? Haveria algum tipo de retaliação, como uma multa?

Leca Guimarães, diretora mundial do Lolla, respondeu ao Uol Splash que não. A prioridade logo após o anúncio gira em torno da busca por novos artistas.

“Ter que sair correndo para achar uma atração disponível em tão pouco tempo é complicado. Tem que acionar os contatos, quase pedir favor. E normalmente sai caro.”

O impacto da morte de Taylor Hawkins (Foo Fighters)

Um exemplo citado na conversa foi o ocorrido em 2022. O Foo Fighters seria a atração principal do último dia, mas o baterista Taylor Hawkins acabou falecendo na véspera.

Leia também:  Eclipse solar faz Soundgarden volta a parada nos EUA com “Black Hole Sun”

Nenhum artista internacional quis assumir a responsabilidade de substituir a banda em tão pouco tempo. A solução foi juntar Planet Hemp, Emicida e convidados. Leca enfatizou:

“O que aconteceu ali mostrou que a música existe mais para unir do que para separar.”

Lollapalooza Brasil e os cancelamentos

Não é algo raro atrações desmarcarem seus shows em festivais. O próprio Lollapalooza Brasil sofreu com isso em outros momentos. Incluindo ano passado, quando dois headliners – Blink-182 e Drake – cancelaram aparições. A banda poppy punk, inclusive, é um dos nomes principais em 2024, embora a situação tenha virado meme nas redes sociais e muitos estejam esperando um novo “perdido” do trio.

O caso de Drake foi ainda mais controverso, já que a notícia veio apenas no dia. Para completar, na mesma noite, o rapper foi filmado em Miami, durante uma festa em um strip club.

Leia também:  Tradição e vanguarda dão o tom do Pearl Jam em “Dark Matter”

Conforme levantamento da CNN Brasil, mais quatro concertos originalmente agendados não ocorreram em 2023: Willow (devido a “circunstâncias imprevistas”), Omar Apollo (que cancelou após ser chamado para abrir a turnê de SZA), Dominic Fike e 100 Gecs (ambos sem motivo informado).

Já em 2022, além do Foo Fighters, não subiram aos palcos Jane’s Addiction, King Gizzard & The Lizard Wizard (devido a problemas relacionados à covid-19, segundo o anúncio do festival) e Phoebe Bridgers (por um “imprevisto de última hora”, sem mais explicações).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasLollapalooza multa artistas por shows cancelados? Diretora responde
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades