O lado do Led Zeppelin que Bruce Dickinson não gostava

Vocalista do Iron Maiden prefere as performances “primitivas” do início da carreira do quarteto

Embora a carreira do Led Zeppelin tenha durado pouco – mal passou de uma década quando a morte de John Bonham impôs o desfecho –, é possível separar sua discografia em alguns períodos. Com o passar dos anos, o blues rock com doses extras de peso foi sendo incorporado a elementos experimentais, além de flertes com outros segmentos da música popular.

­

- Advertisement -

Em entrevista de 2015 ao Loudwire, Bruce Dickinson revelou sua preferência pelo formato original. Para o cantor, os conterrâneos mudaram muito com a proximidade obtida ao mercado dos Estados Unidos.

Disse o vocalista do Iron Maiden, conforme transcrição do Far Out Magazine:

“As primeiras coisas de Robert Plant e do Led Zeppelin eram inacreditáveis. Minha época favorita é quando eles tocavam ao vivo na TV dinamarquesa e coisas do tipo. Uau, era algo completamente não editado e cru, simplesmente surpreendente. É primordial, realmente é.”

Para o frontman de uma das maiores bandas da história do metal, a aproximação do mercado americano prejudicou Jimmy Page e companhia.

Leia também:  Kiko Loureiro anuncia venda de equipamentos usados no Megadeth

“O Zeppelin foi adotado pelo grande estilo das rádios americanas. Mas tenho que confessar que o que mais adorava neles eram as suas raízes folk inglesas. Não suas cópias de faixas de blues americano.”

Jethro Tull e Genesis

Curiosamente, uma opinião semelhante foi dada ao mesmo Loudwire em 2021 ao falar de outro icônico grupo do Reino Unido. À época, Bruce explicou as diferenças entre suas preferências e as do chefão de sua banda.

“Steve Harris e eu gostamos dos mesmos artistas, mas em fases diferentes. Curto o lado mais folk dos primeiros discos do Jethro Tull, ele prefere a fase prog. Ele gosta do Genesis clássico, eu prefiro Peter Gabriel na carreira solo.”

Bruce Dickinson no Brasil

No dia 1º de março próximo, Dickinson lança “The Mandrake Project”, seu novo álbum solo. No mês seguinte, dá início à turnê de divulgação. O Brasil recebe as seguintes datas:

  • dia 24 de abril em Curitiba, na Live Curitiba;
  • dia 25 de abril no Pepsi On Stage, em Porto Alegre;
  • dia 27 de abril na Opera Hall, em Brasília;
  • dia 28 de abril na Arena Hall, em Belo Horizonte;
  • dia 30 de abril no Rio de Janeiro, no Qualistage;
  • dia 02 de maio na Quinta Linda, em Ribeirão Preto;
  • e no dia 04 de maio em São Paulo, na Vibra São Paulo.
Leia também:  Edu Falaschi anuncia show em SP da turnê “Rebirth Live in SP Revisited”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO lado do Led Zeppelin que Bruce Dickinson não gostava
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades