Borknagar reafirma sonoridade única e envolvente em “Fall”

Em seu 12º álbum de estúdio, banda norueguesa segue praticando uma sonoridade toda particular

Seria muito simples dizer que o Borknagar é uma banda que começou no black metal, aprofundou elementos prog com o passar dos anos e se mantém aberta para experiências até hoje, quando lança seu 12º álbum de estúdio. Porém, a coisa vai muito além disso. Mesmo para quem não é tão adepto das referências, o som do grupo norueguês consegue fluir de forma invejável, como se forjasse um estilo próprio.

“Fall”, que chega pela Century Media Records, reafirma essas premissas e demonstra que as características do coletivo se sobrepõem aos músicos envolvidos. Tanto que apenas um integrante permanece desde o começo das atividades, o guitarrista e idealizador Øystein G. Brun – que também assina a produção. A formação atual traz ainda o vocalista e baixista ICS Vortex (ex-Dimmu Borgir), o tecladista e vocalista Lars A. Nedland, o guitarrista Jostein Thomassen e o baterista Bjørn Dugstad Rønnow.

- Advertisement -
Leia também:  Taylor Swift não se arrisca em meio a bons acertos de “The Tortured Poets Department”

As 8 faixas em 54 minutos apresentam complexidade, mesclando passagens calmas com momentos de pura agressividade. O grande mérito está justamente na capacidade de conseguir prender a atenção do ouvinte. Os arranjos conseguem transmitir a sensação imagética almejada, atraindo ao contato com as forças da natureza que regem a mensagem transmitida.

Fica até difícil buscar algum destaque individual, já que a obra precisa ser desfrutada em sua integralidade, quase como se fosse um filme. Ainda assim, o single “Moon” se sobressai, assim como a climática “Afar”. Há ainda espaço para um flerte quase pop em “Unraveling”, mostrando que não há medo de sacrificar uma suposta integridade tão pregada pelos headbangers ortodoxos. Como Brun já deixou claro em recente entrevista ao Blabbermouth:

“Como sempre, o novo álbum traz coisas que nunca fizemos antes. Como artistas, precisamos seguir o caminho perigoso ao invés do seguro, desafiar o ouvinte a cruzar fronteiras. Sem forçar, mas também sem medo de arriscar.”

O Borknagar pode não ter alcançado o sucesso e reconhecimento de alguns colegas de geração. Porém, em trinta anos de carreira, não teve quase nenhum deslize do ponto de vista artístico. “Fall” prossegue essa campanha quase perfeita de forma envolvente e emocionante, reafirmando a posição privilegiada de Øystein e seus companheiros de jornada.

Leia também:  Tradição e vanguarda dão o tom do Pearl Jam em “Dark Matter”

*Ouça “Fall” a seguir, via Spotify, ou clique aqui para conferir em outras plataformas digitais.

*O álbum está na playlist de lançamentos do site, atualizada semanalmente com as melhores novidades do rock e metal. Siga e dê o play!

Borknagar – “Fall”

  1. Summits
  2. Nordic Anthem
  3. Afar
  4. Moon
  5. Star Ablaze
  6. Unraveling
  7. The Wild Lingers
  8. Northward

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioResenhasResenhas de discosBorknagar reafirma sonoridade única e envolvente em “Fall”
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades