Duff McKagan pode ter sido o último músico a ver Kurt Cobain vivo; saiba como foi

Baixista do Guns N’ Roses pediu desculpas a Dave Grohl por não tê-lo avisado da situação em que encontrou o líder do Nirvana

Em 5 de abril de 1994, Kurt Cobain tirou a própria vida. O comportamento autodestrutivo do líder do Nirvana já vinha deixando o mundo em sinal de alerta. Ainda assim, quando a situação se concretizou, o choque entre fãs, pessoas próximas e a indústria foi inevitável.

Talvez o último astro do rock a ter visto o músico vivo foi Duff McKagan. O baixista do Guns N’ Roses também passava por um momento crítico, lutando contra o vício – batalha que segue vencendo com méritos desde então.

- Advertisement -

Durante depoimento ao documentário “The Last 48 Hours of Kurt Cobain”, resgatado pelo Far Out Magazine, o músico contou como o encontro se deu.

“Ele parecia muito deprimido. Um amigo em comum, Eddie, encontrou Kurt quando foi me pegar no aeroporto. Os dois saíram para fumar e eu disse: ‘Talvez devêssemos levá-lo de volta para casa um pouco’. Não era como se estivesse prevendo alguma coisa, mas ele estava para baixo e sozinho. Eddie voltou para buscar Kurt mas, naquele momento, seu carro chegou e ele desapareceu.”

Duff McKagan pede desculpas a Dave Grohl

Posteriormente, McKagan também contou o ocorrido a Dave Grohl, no documentário “Sonic Highways”, do Foo Fighters.

“Eu não liguei para vocês e fui uma das últimas pessoas a vê-lo. Então, eu só queria pedir desculpas por não ter ligado.”

Em 2014, durante entrevista à Mulatschag TV, da Áustria, Duff relembrou com mais detalhes o breve encontro. Conforme transcrição do Blabbermouth, ele disse:

Leia também:  Sammy Hagar teve inveja do Van Halen por conta de “1984” e do hit “Jump”

“Fiquei realmente mal quando vi Kurt. Quer dizer, escrevi sobre isso em meu livro. Tinha, tipo, 87 palavras. Éramos apenas dois caras f*didos, mas ambos estávamos em grandes bandas. Pousamos no aeroporto e meio que conversamos… quero dizer, meu pâncreas explodiu quatro semanas depois enquanto ele durou mais dois dias. Era onde nós dois estávamos em nossas vidas – no limite de nossas cordas.”

Refletindo sobre a situação, o companheiro de Axl e Slash busca conforto no fato de que nada poderia ter sido feito de mais concreto tendo em vista o comportamento do ícone do grunge.

“Não tinha a sensação de que ele partiria em dois dias, mas, novamente, muitos dos meus amigos e colegas estavam morrendo ou tinham morrido. Eu estava ficando entorpecido, me acostumando. E mesmo quando recebi uma ligação informando que ele havia morrido, não caí da cadeira. Simplesmente aconteceu. E eu estava muito f*dido para realmente absorver. Apenas pensei: ‘Oh, outro caiu.’”

A data da morte de Cobain foi determinada a partir de exames médicos. O corpo foi encontrado apenas no dia 8 de abril.

Leia também:  Sem Brasil e com Argentina, Judas Priest anuncia festas globais de “Invincible Shield”

Sobre Kurt Cobain

Kurt Cobain nasceu em Aberdeen, Washington, no dia 20 de fevereiro de 1967. Iniciou trajetória na cena musical de Seattle por meio do amigo de colegial Buzz Osbourne, vocalista e guitarrista do Melvins. Aos 18 anos formou a primeira banda da carreira, Fecal Matter que ficou ativa por um curto período.

Em 1987, ao lado de Krist Novoselic, formou o Nirvana. Nos primeiros anos de atividade, o projeto atingiu amplo reconhecimento na região de Seattle com sua sonoridade bastante apoiada pelo punk rock.

A consagração mundial veio com o seu segundo álbum, “Nevermind” (1991), que se tornou um dos discos mais vendidos de todos os tempos. O material apresentou hits como “Smells Like Teen Spirit”, “In Bloom”, “Come As You Are” e “Lithium”. 

Em paralelo ao sucesso, enfrentou a depressão e a dependência química. Os problemas foram amplamente explorados pela mídia, assim como o relacionamento problemático com Courtney Love. Em constante conflito com a fama e o vício, cometeu suicídio aos 27 anos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesDuff McKagan pode ter sido o último músico a ver Kurt Cobain...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades