Após Sammy Hagar, David Lee Roth critica Wolfgang Van Halen: “maldito garoto”

Vocalista citou filho de Eddie como um elemento que complicou a dinâmica na última turnê da banda

Após muito tempo calado, David Lee Roth parece disposto a soltar o verbo contra todo mundo. Depois de responder às críticas de seu substituto e rival no Van Halen, Sammy Hagar, o alvo da vez do cantor é o filho de Eddie. Wolfgang foi o baixista da banda em seus últimos anos de atividade.

­

- Advertisement -

Diamond Dave publicou um vídeo no YouTube sobre o assunto. Originalmente, ele era intitulado “This F*cking Kid”. Posteriormente, foi alterado para “This Crazy Kid”, provavelmente visando evitar censura do conteúdo.

Ele declara, conforme transcrição do Blabbermouth:

“Esse maldito garoto está reclamando durante toda a turnê que eu não estaria prestando atenção suficiente nele no palco. Como o Papai Noel descendo pela chaminé e aparecendo no Natal sem ninguém prestando atenção. Shalom para a cúpula, mano. Estou dando a ele o melhor. Tudo que eu tenho na frente são vinte, trinta mil pessoas de uma só vez, e ele está reclamando com todos ao meu redor – o gerente de negócios, o segurança, a camareira – ‘Dave não está prestando atenção suficiente em mim’. Corta para a cidade de Nova York – a glamourosa e brilhante cidade de Nova York. Estamos em Jones Beach com vinte mil dos meus amigos mais próximos.

Vou para o meio do palco tocar ‘Ice Cream Man’. Faço um testemunho para os irmãos Eddie [Van Halen] e Al [Alex Van Halen]: ‘Cara, quantas vezes tocamos em Nova York. Isto é espetacular’. E o que eu não sei é que esse garoto, esse garoto schlemiel (nota da redação: expressão Iídiche que significa ‘idiota’), requisitou alguns gorilas musculosos para irem lá atrás, pelas minhas costas, para o lado do palco e expulsarem essas duas grandes damas que convidei para o show. E essas mulheres estão na casa dos quarenta, ok? Mulheres de negócios. Na verdade, você não vai acreditar nessa m*rda.

Esse maldito garoto, o que ele não sabe é que essas duas mulheres trabalham para a firma de contabilidade que o representa, não para mim. Mas, como sempre, ele, assim como seu tio e o irmão de seu tio, endureceram as regras para convidados. Eu sabia que iriam fazer isso, então me antecipei e dei ingressos para elas. Coloquei-as bem ao lado. Não estou falando das groupies do Mötley Crüe aqui. Este é o negócio real. As duas estavam carregando bolsas Gucci grandes, certo? Aqui vamos nós. E ele as expulsa, querendo me dar uma lição. O que esse maldito garoto não sabe é que elas carregam os contracheques de todas as 82 pessoas da equipe de estrada. Ninguém me contou até que eu estacionei no meio daquela maldita ponte… Sabe, Jones Beach, eles acham que vou pirar. Eu ri tanto que derramei meu Snapple (nota da redação: marca de sucos e chás).”

O último show do Van Halen

As desavenças se estenderam até o último show da carreira do Van Halen, realizado no dia 4 de outubro de 2015. Dave recorda:

Leia também:  As duas ocasiões em que Slash foi considerado para entrar no Stone Roses

“Corta para Hollywood – é Gooey Ballyhooey Hollywood. Vamos tocar no Hollywood Bowl. São os dois últimos shows da turnê e Ed não está tendo um bom dia. Àquela altura, sabia que teria que fazer cada show como se fosse o último com os irmãos. Isso é importante para mim. Estamos comemorando o quinquagésimo aniversário desde quando começamos a discutir sobre qual música seria a primeira. Mantenha o foco. Os irmãos estão tocando. Entro no palco do Hollywood Bowl. Este é o último show que estamos fazendo. E começo a ficar com lágrimas nos olhos porque testemunho para Ed e testemunho para Al que: ‘Ei, nós começamos na mesma rua, em uma pequena boate chamada Gazzarri’s. Estávamos tocando músicas dançantes e nossos pais não nos deram a mínima. Investíamos cada centavo direto no tanque de gasolina ou no braço das cordas da guitarra. Ok, aqui vamos nós’.

Estamos no Hollywood Bowl. Estou prestes a começar ‘Ice Cream Man’, e esse maldito garoto! Novamente ele comanda dois gorilas musculosos, localiza a única dama que é minha convidada. Ela está nos bastidores. Eles a encontram, fazem com que passe vergonha na frente de todos os outros convidados, vão para o estacionamento e a jogam para fora do prédio! Wolfie Van Halen vai me ensinar uma lição jogando fora o que ele pensa ser minha namorada.

Mas adivinhe? Ela não apenas é uma contadora de novo, e ela não apenas carrega os contracheques de 82 de nós na equipe de estrada, mas também carrega bônus em dinheiro para todos lá. É melhor encostar na próxima parada ou vai fazer xixi nas calças. Lembra da cidade de Nova York? É a mesma senhora!

Esse maldito garoto. Esse maldito garoto.

E é assim que lembro do meu último show com Eddie Van Halen.”

David Lee Roth x Sammy Hagar

Anteriormente, Roth havia protagonizado seu primeiro ataque verbal a Sammy Hagar em muito tempo, como fez questão de enfatizar. Para tal, fez menção direta a um comentário feito pelo cantor em sua autobiografia, “Red: Minha vida no rock sem censuras”. Ele diz ter sido contatado por alienígenas por meio de um sonho e garante que isso foi real. Também descreve uma ocasião, na infância, onde teria visto um OVNI.

Leia também:  Andreas Kisser diz que metal é um dos estilos com maior representatividade feminina

Diante disso, conforme transcrição via Blabbermouth, Diamond Dave relacionou a situação ao fato de seu sucessor sempre criticá-lo publicamente:

“De acordo com Sam, ele foi abduzido por aliens. Eu sei que quando você é abduzido por aliens, você é sondado sexualmente. Sou compelido a abordar esse assunto sórdido num esforço para explicar a conduta de Sam Hagar. Pelos últimos 10 anos, eu não falei uma sílaba sobre ele. Nenhuma. Eu desafio a acharem algo. E perante a constante corrente de gás flatulento direcionada ao Mojo Dojo Diamond Dave Laboratories… e acho que chegamos à resposta técnica e médica que possa explicar a conduta de Sammy Hagar e seu derramamento constante de diarreia vitriólica na nossa direção. Sammy Hagar foi abduzido por aliens e sondado sexualmente. Sondado sexualmente.”

A voz de “Jump”, “Runnin’ with the Devil” e outros clássicos continuou seu discurso com um foco na mecânica da sonda:

“Requer um aparato? É um raio? Não sabemos. Talvez a gente nunca saiba. Mas o que sei com total precisão é que se você pegar metade de um palito de picolé e enfiar num toca-fitas, não importa com quanto cuidado você retira o palito, o toca-fitas nunca será o mesmo de novo. Não importa o quão cuidadosamente você tentar consertar as partes delicadas. E ficará pior e vai parecer que o cantor que costumava ser vai parar de fazer sentido algum. Que nem Sam.”

Nos últimos anos, David Lee Roth se mantém afastado dos palcos. Ele chegou a anunciar uma turnê de despedida, além de ter aberto algumas apresentações do Kiss durante a “End of the Road”, derradeira excursão dos mascarados. Porém, o avanço da pandemia impediu seus planos originais.

Nos últimos tempos, o artista vem disponibilizando algumas músicas gravadas no passado que permaneciam inéditas. Elas foram criadas em parceria com John 5, atual guitarrista do Mötley Crüe.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasApós Sammy Hagar, David Lee Roth critica Wolfgang Van Halen: “maldito garoto”
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades