Shane MacGowan deixou R$ 53 mil para pagar conta do bar em seu funeral

Amigos e familiares do vocalista do The Pogues saíram da cerimônia diretamente para o pub favorito dele

O funeral de Shane MacGowan, vocalista do The Pogues, aconteceu no último dia 8 de dezembro. Porém, mesmo após a morte, o músico – falecido em 30 de novembro – surpreendeu os amigos e fãs presentes na cerimônia com uma verba destinada à bebedeira em seu pub favorito, o que obviamente foi cumprido por todos os participantes.

De acordo com informações do The Independent, McGowan deixou uma conta paga no valor de 10 mil euros (cerca de US$ 12 mil, ou mais de R$ 53 mil) no Thatched Cottage, seu pub favorito em Nenagh, Irlanda, onde aconteceu o funeral. Segundo uma fonte que preferiu se identificar apenas como “um dos parceiros de bebedeira de Shane”, esse foi o último pedido do músico no local.

- Advertisement -

Entre os presentes na despedida, o ator e músico Johnny Depp transportou o caixão no encerramento. O cantor australiano Nick Cave ainda interpretou a composição “A Rainy Night in Soho”. Bob Geldof e o presidente da Irlanda, Michael D. Higgins, também compareceram.

Leia também:  Biografia de Alex Van Halen será uma “carta de amor” para Eddie

Os remanescentes do The Pogues também se reuniram para tocar “The Parting Glass”, com Spider Stacy nos vocais. Foi o primeiro reencontro da banda desde os shows derradeiros, realizados em 2014. Também já faleceram o guitarrista Philip Chevron em 2013 e o baixista Darryl Hunt em 2022.

McGowan tinha 65 anos e morreu devido a complicações de uma pneumonia e encefalite viral.

Shane MacGowan e Pogues

Nascido em Kent, na Inglaterra, e filho de imigrantes irlandeses, Shane MacGowan foi o frontman do Pogues desde a fundação em 1982 até o rompimento em 2014 — embora tenha ficado fora entre 1991, quando foi demitido, e 1996, período de hiato encerrado em 2001. A influência da terra de seus antepassados se mostrava presente tanto no som quanto nas letras da banda.

Seus cinco primeiros álbuns, lançados entre 1984 e 1990, foram todos premiados com disco de ouro ou prata no mercado britânico — com destaque a “If I Should Fall from Grace with God” (1988), terceiro do catálogo e responsável por atingir o terceiro lugar na parada local. O trabalho fez sucesso no embalo do single “Fairytale of New York”, parceria com Kirsty MacColl que chegou ao topo do chart irlandês, além de abocanhar a segunda colocação no ranking do Reino Unido.

Leia também:  Paul McCartney solta palavrão ao apoiar Foreigner no Rock and Roll Hall of Fame

Além do Pogues, Shane foi membro dos Nipple Erectors e teve o projeto Shane MacGowan and the Popes, além de produzir seu próprio material solo e colaborar com artistas como Kirsty MacColl, Joe Strummer, Nick Cave, Steve Earle, Johnny Depp, Sinéad O’Connor e Ronnie Drew.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasShane MacGowan deixou R$ 53 mil para pagar conta do bar em...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades