As 60 melhores músicas de Ozzy Osbourne segundo a Metal Hammer

Lista teve foco na carreira solo e em parcerias do Madman registradas em lançamentos de outros artistas

Celebrando 75 anos de Ozzy Osbourne, a Metal Hammer juntou um elenco de jornalistas, músicos e figuras abalizadas da indústria com um objetivo: escolher as 60 melhores músicas do Madman em sua carreira solo.

Sim, o material do Black Sabbath ficou de fora – exceto por regravações com outros artistas. Também há ênfase nas participações especiais em obras alheias.

- Advertisement -

O resultado, em ordem decrescente, está listado abaixo.

As 60 melhores músicas de Ozzy segundo a Metal Hammer

60. Changes (feat. Kelly Osbourne) (2003)

59. Bloodbath In Paradise (No Rest For The Wicked, 1988)

58. Scary Little Green Men (Ordinary Man, 2020)

57. Old LA Tonight (Ozzmosis, 1995)

56. Parasite (Patient Number 9, 2022)

55. Tomorrow (Ozzmosis, 1995)

54. Steal Away (The Night) (Blizzard Of Ozz, 1980)

53. So Tired (Bark At The Moon, 1983)

52. Centre Of Eternity (Bark At The Moon, 1983)

51. Patient Number 9 (Patient Number 9, 2022)

50. The Ultimate Sin (The Ultimate Sin, 1986)

49. Gets Me Through (Down To Earth, 2001)

48. Straight To Hell (Ordinary Man, 2020)

47. Demon Alcohol (No Rest For The Wicked, 1988)

46. Iron Man (This Means War) (Nativity In Black II, 2000)

45. Nothing Feels Right (Patient Number 9, 2022)

44. Time After Time (No More Tears, 1991)

43. One Of Those Days (Patient Number 9, 2022)

42. It’s A Raid (Ordinary Man, 2020)

41. Crucify The Dead (Slash – Slash, 2010)

40. All My Life (Ordinary Man, 2020)

39. I Ain’t No Nice Guy (Motörhead – March Or Die, 1992)

38. Breakin’ All The Rules (No Rest For The Wicked, 1988)

37. Stillborn (Black Label Society – The Blessed Hellride, 2003)

36. Rock ‘n’ Roll Rebel (Bark At The Moon, 1983)

35. Waiting For Darkness (Bark At The Moon, 1983)

34. Killer Of Giants (The Ultimate Sin, 1987)

33. Let Me Hear You Scream (Scream, 2010)

32. Crazy Babies (No Rest For The Wicked, 1988)

31. Desire (No More Tears, 1991)

30. Believer (Diary Of A Madman, 1981)

Leia também:  Ozzy Osbourne conta por que criticou Kanye West abertamente por sample não autorizado

29. Mr. Tinkertrain (No More Tears, 1991)

28. S.A.T.O. (Diary Of A Madman, 1981)

27. Degradation Rules (Patient Number 9, 2022)

26. I Don’t Wanna Change The World (No More Tears, 1991)

25. Fire In The Sky (No Rest For The Wicked, 1988)

24. Miracle Man (No Rest For The Wicked, 1988)

23. Close My Eyes Forever (Lita Ford – Lita, 1988)

22. Road To Nowhere (No More Tears, 1991)

21. I Don’t Wanna Stop (Black Rain, 2008)

20. Under The Graveyard (Ordinary Man, 2020)

19. I Just Want You (Ozzmosis, 1995)

18. Revelation (Mother Earth) (Blizzard Of Ozz, 1980)

17. Suicide Solution (Blizzard Of Ozz, 1980)

16. Dreamer (Down To Earth, 2001)

15. I Don’t Know (Blizzard Of Ozz, 1980)

14. Goodbye To Romance (Blizzard Of Ozz, 1980)

13. You Can’t Kill Rock And Roll (Diary Of A Madman, 1981)

12. Ordinary Man (Ordinary Man, 2020)

11. Perry Mason (Ozzmosis, 1995)

10. Hellraiser (No More Tears, 1991)

9. Flying High Again (Diary Of A Madman, 1981)

8. Over The Mountain (Diary Of A Madman, 1981)

7. Shot In The Dark (The Ultimate Sin, 1986)

6. Mama, I’m Coming Home (No More Tears, 1991)

5. Bark At The Moon (Bark At The Moon, 1983)

4. No More Tears (No More Tears, 1991)

3. Diary Of A Madman (Diary Of A Madman, 1981)

2. Mr. Crowley (Blizzard Of Ozz, 1980)

1. Crazy Train (Blizzard Of Ozz, 1980)

A “campeã”

Sobre a “campeã”, a revista declarou:

“Apesar de toda a escuridão e horror que Ozzy Osbourne cortejou com o Black Sabbath (e continuaria cortejando em suas muitas controvérsias ao longo dos anos 80), permanece o fato de que o seu primeiro single solo continua sendo o mais amado. Absolutamente tudo nele é icônico; da gargalhada maníaca à batida forte do baixo fornecida por Bob Daisley, a batida estrondosa de Lee Kerslake que evoca um trem por si só e, claro, o riff icônico de Randy Rhoads.

Embora não seja tão abertamente ameaçador quanto seus trabalhos anteriores, ‘Crazy Train’, no entanto, lidou com a aniquilação nuclear e a paranoia em torno da Guerra Fria, embora de uma forma tão sutil que você quase poderia confundi-lo com um divertido hino de festa do heavy metal. Com Randy Rhoads, Ozzy encontrou sua própria arma secreta para injetar nova vitalidade em sua música e ‘Crazy Train’ mostrou do que o novo garoto era capaz, acelerando o ritmo e ainda trazendo um peso considerável para manter os headbangers felizes.

A faixa mais tocada de Osbourne (com mais de 1.150 ocorrências da música sendo executada ao vivo, bem como mais de 11 milhões de reproduções no YouTube e mais 398 milhões no Spotify), ‘Crazy Train’ continua sendo um dos hinos mais conhecidos e amados do heavy metal, uma festa garantida. Titular em qualquer clube de rock ou metal. Considerando que uma das últimas turnês do Black Sabbath com Ozzy nos anos 70 os viu regularmente derrotados pelos novatos do Van Halen, o retorno com um guitarrista prodígio provou ser apenas o impulso necessário para revitalizar não apenas sua carreira, mas sua vida.”

Sobre Ozzy Osbourne

Nascido em Marston Green, Warwickshire, Inglaterra, John Michael Osbourne se destacou como vocalista do Black Sabbath nos anos 1970. Nas últimas décadas, realizou uma série de reuniões com os outros membros da formação original.

Leia também:  Sid Wilson não quis sobrenome Osbourne para seu filho com Kelly Osbourne

Após ser demitido da banda, partiu para uma carreira solo que o transformaria em um astro de grande projeção midiática, sempre comandado por sua esposa, a empresária Sharon Osbourne.

Na virada do século, se tornou ainda mais conhecido do público generalista graças ao reality-show “The Osbournes”, protagonizado pela família. Ainda gravou com nomes como Lita Ford, Motörhead, Type O Negative, Gary Moore, Alice Cooper, Black Label Society, Coal Chamber, Primus e Post Malone, entre outros.

Atualmente com 75 anos, Ozzy Osbourne enfrenta as limitações de saúde causadas pelo Parkinson, além de ter passado por uma série de cirurgias em decorrência de efeitos causados por um acidente de triciclo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioListasAs 60 melhores músicas de Ozzy Osbourne segundo a Metal Hammer
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades