Por que a Netflix não licencia suas produções para concorrentes

Motivo para que isso não aconteça tem relação com a enorme base de assinantes da plataforma - são 250 milhões ao redor do mundo

A Netflix tem o costume de pegar séries inicialmente exibidas por outros canais de TV e streamings e transformá-las em sucesso. Se você já notou que o caminho aposto nunca aconteceu, é porque a plataforma, de fato, não tem interesse em licenciar suas produções para os outros — e há uma lógica por trás disso.

A revelação foi feita por Ted Sarandos, um dos CEOs da Netflix. Durante um entrevista concedida a diversos veículos de mídia (via IndieWire), o executivo foi primeiramente questionado sobre como a plataforma transformou a série “Suits”, que licenciou do canal americano USA Network, em um dos seus grandes sucessos recentes.

- Advertisement -

Sarandos disse:

“É uma combinação de nossa enorme base de assinantes com nosso sistema de recomendações, que soube colocar ‘Suits’ na frente das pessoas que mais a amariam. É um reflexo do que fazemos de melhor.”

Em seguida, o executivo da gigante do streaming entregou por qual motivo não licencia seus conteúdos para plataformas rivais e canais de TV: eles não possuem o mesmo alcance da Netflix, que conta com mais de 250 milhões de assinantes em todo o planeta.

“Não acho que isso necessariamente aconteceria ao contrário – que outros canais teriam mais chances de encontrar mais audiência para a programação que temos na Netflix. É por isso que não fazemos isso (licenciar as produções para os outros). Isso não é parte da nossa estratégia de negócios. Mas acho que podemos agregar um tremendo valor quando licenciamos conteúdo. Não tenho certeza de que isso será recíproco.”

Desta maneira, se você ainda tinha esperança de ver qualquer conteúdo exclusivo da Netflix em algum canal de TV ou streaming rival, já pode desistir da ideia – ao menos, por agora.

Leia também:  Tarja e Marko Hietala começam turnê conjunta; veja vídeos e setlist

Os streamings de filmes e séries mais satisfatórios de 2023

O mercado dos serviços de streaming nunca esteve tão em alta e existem diversas opções para o público escolher, como Netflix, Prime Video, HBO Max, Disney+, Apple TV+, entre outros. Mas afinal de contas, qual destas plataformas deixa os clientes mais satisfeitos? Uma pesquisa conduzida nos Estados Unidos respondeu a essa pergunta.

A agência Whip Media foi a responsável pelo estudo (via Variety). Ela entrevistou 2.011 pessoas nos Estados Unidos, com idades entre 18 e 54 anos, entre os dias 7 e 16 de julho de 2023.

Para os entrevistados, o streaming mais satisfatório de todos é o HBO Max (que por lá, já é apenas Max). O serviço da Warner Bros havia ocupado o primeiro lugar na pesquisa do ano passado, apesar de uma leve queda no percentual em relação a este ano – 88% em 2023 contra 94% em 2022.

Leia também:  Crítica: “Duna: Parte II” busca mais conexão dos espectadores com seu universo

O Hulu, que não está disponível no Brasil, ocupou o segundo lugar, enquanto o Disney+ completou o pódio.

Netflix em queda

Já a Netflix, talvez a grande responsável por iniciar esse “boom” dos serviços de streaming, continua em queda livre nesse quesito. Em 2021, ocupou o segundo posto, enquanto que em 2022, caiu para o quarto.

Agora, a gigante do streaming ficou apenas com o sexto lugar no quesito satisfação. Apesar disso, a Netflix ainda foi a principal escolhida pelos entrevistados se tivessem de manter apenas a assinatura de um serviço, com 27% da preferência do público.

Satisfação com plataformas de streaming em 2023

1) Max: 88%
2) Hulu: 87%
3) Disney+: 85%
4) Apple TV+: 81%
5) Paramount+: 79%
6) Netflix: 77%
7) Amazon Prime Video e Peacock: ambos 74%

Melhora dos “intermediários”

Ainda segundo o estudo, essa melhora dos streamings “intermediários” – como Apple TV+, Prime Video e Paramount+ – se deve a melhoras que as plataformas fizeram na qualidade de seu conteúdo, maior variedade e aumento de valor.

Clique aqui caso queira baixar o estudo e conferir todos os dados analisados.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasPor que a Netflix não licencia suas produções para concorrentes
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades