Após 43 anos, Dead Kennedys consegue disco de ouro por “Fresh Fruits for Rotting Vegetables”

Álbum de estreia da lendária banda punk recebeu o devido reconhecimento da indústria musical com algumas décadas de atraso

O álbum de estreia do Dead Kennedys, “Fresh Fruits for Rotting Vegetables” (1980), foi certificado com disco de ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA), que representa gravadoras e distribuidoras dos Estados Unidos.

O prêmio, atribuído a quem vende mais de 500 mil cópias de um trabalho no mercado americano, saiu na última sexta-feira (15). A conquista chega 43 anos depois do lançamento oficial de um dos álbuns mais importantes da história do punk rock.

- Advertisement -

Segundo a Variety, é a primeira vez que um trabalho de inéditas do grupo chega à marca das 500 mil cópias vendidas — ou equivalente em formato digital. Lembrando que para contar como uma unidade comercializada no ambiente virtual, é necessário ter 10 downloads pagos de faixa ou 1,5 mil streams.

Leia também:  Dire Straits Legacy confirma 8 shows no Brasil entre abril e maio

Em 2007, um disco de ouro foi dado a uma coletânea dos Dead Kennedys, “Give Me Convenience or Give Me Death” (1987).

Dead Kennedys e “Fresh Fruits for Rotting Vegetables”

“Fresh Fruits for Rotting Vegetables” foi lançado em setembro de 1980 e trouxe ao mundo clássicos como “Kill the Poor”, “California Über Alles” e “Holiday in Cambodia”, entre outras músicas de temas espinhosos e letras cheias de ironia, cortesia do então vocalista Jello Biafra. O sucesso veio, mas ficou restrito aos shows, já que muitas lojas se negaram a comercializar o álbum por seu conteúdo lírico, o que só torna o disco de ouro ainda mais importante.

O trabalho foi lançado pelo selo independente Alternative Tentacles, de propriedade da banda. Alguns anos depois, o catálogo dos Dead Kennedys foi comprado pela IRS, de Miles Copeland, irmão do baterista do The Police, Stewart Copeland.

Leia também:  Homens que acusam Michael Jackson de abuso querem julgamento antes de filme

Biafra se desentendeu com Miles e depois com o resto da banda, deixando-a em 1986. O grupo seguiu sem seu membro principal, que formou o Guantanamo School of Medicine.

Jello Biafra ainda não se pronunciou sobre a conquista de “Fresh Fruits for Rotting Vegetables”. Já as redes sociais do Dead Kennedys — cuja formação atual traz o guitarrista East Bay Ray e o baixista Klaus Flouride dos membros originais — comemoraram bastante o disco de ouro. Veja:

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasApós 43 anos, Dead Kennedys consegue disco de ouro por “Fresh Fruits...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades