3 razões para ouvir agora “The Fear of Fear”, novo EP do Spiritbox

EP de seis faixas apresenta a melhor versão possível da “banda de metal mais quente do momento”

A trajetória do Spiritbox está em curva ascendente desde a fundação da banda, em 2016, pelo casal Courtney LaPlante (voz) e Mike Stringer (guitarra). E como há evolução a cada lançamento, não poderia ser diferente no novo EP “The Fear of Fear”, disponibilizado nesta sexta-feira (3) pela Rise Records / BMG (clique aqui para ouvir).

O material resume o atual momento do grupo canadense, que encontrou ainda mais estabilidade com a chegada do baterista Zev Rose em 2020 e do baixista Josh Gilbert — que toca em turnês desde 2022 e foi confirmado como integrante oficial neste ano. A versão 2023 do Spiritbox, definido pela conceituada revista britânica Kerrang! como “a banda de metal mais quente do momento”, é a melhor possível.

- Advertisement -

Abaixo estão listados três motivos para você parar tudo o que estiver fazendo para ouvir “The Fear o Fear” (clique aqui para escutar). Veja!

Oferece outro nível de experiência

Ao todo, “The Fear of Fear” apresenta seis faixas. Três delas já são conhecidas do público, pois foram disponibilizadas como singles: “The Void” (que acumula 9 milhões de reproduções somente no Spotify), “Jaded” (cujo videoclipe entrou para a lista “vídeos em alta” do YouTube nas primeiras 24 horas) e, mais recentemente, “Cellar Door”.

Mas a experiência ganha outra dimensão ao ouvir todo o EP. Não apenas pelas outras três faixas — “Too Close / Too Late”, “Angel Eyes” e “Ultraviolet” —, como também por como as canções fluem em sequência e fazem sentido ao serem conectadas. As músicas que você já conhecia dos singles ficam ainda melhores quando inseridas no contexto completo.

Apresenta evolução

Dentro do heavy metal, não é incomum nos depararmos com bandas que optam por fazer o mesmo tipo de som a cada lançamento — ou que, quando resolvem mudar, acabam errando o alvo. Por saber como quer soar, o Spiritbox consegue se desvencilhar de ambas as situações.

Leia também:  Simple Plan doa US$ 10 mil e inicia ação para ajudar o Rio Grande do Sul

Diversos veículos de comunicação rotulam o som do grupo como metalcore, mas dá para te garantir: vai muito além. Há influências do metal progressivo, djent, post-metal, metal alternativo e até uma pitada pop. E não é fácil fazer isso funcionar, mas dá muito certo.

“The Fear of Fear” mantém essas referências — responsáveis por solidificar a identidade da banda —, mas as leva para outro nível. Seja pela qualidade das composições, pela versatilidade fluida, pela força da produção ou pelo patamar elevado das performances: o que se ouve neste EP é ainda melhor do que foi apresentado no ótimo álbum “Eternal Blue” (2021).

Surpreende a cada faixa

Uma das características mais fortes de “The Fear of Fear” é sua capacidade de surpreender a cada faixa. É um claro reflexo da já mencionada busca por evolução.

A abertura do EP, “Cellar Door”, é talvez a música mais pesada da carreira do Spiritbox. Traz elementos vistos em uma das canções mais famosas do grupo, “Holy Roller”, e os eleva a outro patamar. Forte e, por que não, sufocante — em um nível raríssimo no metal contemporâneo. Por si só, começar a audição com uma faixa desse tipo já é uma surpresa e tanto.

Mas logo na sequência há “Jaded” e outras texturas são exploradas. A intensidade é mantida, só que revezando com uma abordagem melódica. O Spiritbox te conduz da calmaria à tempestade várias vezes na mesma canção. E é um prato cheio para Courtney LaPlante mostrar por que é uma das maiores cantoras do metal na atualidade. Toda a sua versatilidade é colocada à prova; e ela sai dali com uma orgulhosa nota 10.

A essa altura, ninguém esperaria uma música totalmente conduzida por vocais limpos. Contudo, é exatamente isso que “Too Close / Too Late” nos proporciona. O capricho no desenvolvimento melódico é um diferencial, assim como a capacidade de apresentar ganchos memoráveis sem abdicar da pesada identidade sonora do grupo.

Leia também:  CEO do Spotify diz que “custo para criar conteúdo” é “próximo de zero”

A rebuscada gama de influências do Spiritbox volta a se mostrar efetiva em “Angel Eyes”. Os experimentos contemplam desde algumas batidas de trap até a busca de Mike Stringer pela nota mais grave possível de uma guitarra. Se ele consegue, não dá para saber; mas todas essas referências são exploradas de modo tão natural que impressiona.

“The Void” e “Ultraviolet”, que soam como músicas-irmãs e trazem outro predicado interessante do Spiritbox, ainda melhor nesse EP: a habilidade em construir canções de veia pop. Dá para imaginar qualquer uma dessas duas faixas tocando no rádio — seja a primeira, com seu andamento convencional; seja a segunda, numa proposta ligeiramente mais experimental e com alguns elementos eletrônicos aqui e acolá, mas ainda afável e grudenta. Ambas te pegam logo de cara.

Clique aqui para ouvir “The Fear of Fear”, o novo EP do Spiritbox.

Sobre o Spiritbox

O Spiritbox foi criado em Victoria, Canadá, no ano de 2016. A banda conquistou notoriedade nas plataformas digitais com uma série de singles e EPs liberados antes de seu primeiro álbum, “Eternal Blue” (2021). A estratégia de divulgação, pouco convencional dentro do heavy metal, se mostrou efetiva em especial pela qualidade das canções apresentadas.

O disco de estreia conseguiu posições de destaque em várias paradas internacionais, incluindo Estados Unidos (13º), Reino Unido (19º), Austrália (8º) e Alemanha (17º). Duas músicas do trabalho, “Constance” e “Circle with Me”, atingiram o topo da parada americana US Hard Rock Digital.

A excelente reputação do Spiritbox também se estende às turnês. O grupo já excursionou com nomes do porte de Papa Roach, Limp Bizkit e Shinedown, além de ter feito sequências de shows como headliner (artista principal) na América do Norte e Europa. Passou ainda por festivais tradicionais como Download, Resurrection, Graspop Metal Meeting, Sick New World, entre outros.

EP “The Fear of Fear” (capa e tracklist)

  1. Cellar Door
  2. Jaded
  3. Too Close / Too Late
  4. Angel Eyes
  5. The Void
  6. Ultraviolet

*Este artigo é um publieditorial.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioConteúdos3 razões para ouvir agora “The Fear of Fear”, novo EP do...

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades