Russell Brand é acusado de abuso sexual por quatro mulheres

Ator e comediante se defendeu em vídeo caracterizando acusações como ataque coordenado por sua postura contra a indústria farmacêutica

O ator e comediante Russell Brand, famoso por estrelar nos filmes “Ressaca de Amor” e “O Pior Trabalho do Mundo”, foi acusado de abuso sexual por quatro mulheres. Uma delas teria 16 anos de idade quando o crime supostamente ocorreu.

As alegações contra Brand, casado com a cantora Katy Perry entre 2010 e 2012, são parte de uma colaboração entre o Channel 4 e os jornais ingleses The Times e Sunday Times. Foram apresentadas no último sábado (16), no especial de TV “Russell Brand: In Plain Sight”.

- Advertisement -

Segundo a reportagem publicada pelo The Times, uma das mulheres alegou ter sido estuprada por Brand na casa do ator em Los Angeles, em 2012. Após o incidente, ela teria procurado assistência médica em um centro de tratamento de violência sexual no UCLA Santa Monica Medical Center. 

A mulher, identificada pelo veículo de comunicação como Nadia, compartilhou com o jornal uma cópia de seu histórico médico. Além disso, depôs sobre o estado de suas peças de roupa e outras provas dadas à polícia antes de decidir não prestar queixa por medo de represália pública.

De acordo com a reportagem, Nadia também mostrou aos jornalistas mensagens supostamente trocadas entre ela e Brand no período após o ocorrido, nas quais ela teria escrito:

“Quando uma garota fala NÃO, significa não”.

Brand teria respondido, segundo o The Times:

“Mil desculpas… Vou me redimir por isso aos seus olhos com amor e bondade. Não é a minha ideia original, que era mais sexo. Você foi ótima comigo e estou envergonhado pelo meu comportamento.”

Outra acusação

Outra mulher, identificada como Alice, disse ao The Times ter começado um relacionamento com Brand em 2006, quando ela ainda tinha 16 anos – a idade de consentimento no Reino Unido – e ele, 30. 

Leia também:  Engenheiros do Hawaii: Augusto Licks convida Humberto Gessinger para show com Carlos Maltz

No testemunho de Alice ao jornal, ao longo de três meses juntos, o comportamento do ator teria sido abusivo e coercivo — ele foi acusado de treiná-la sobre o que dizer aos pais e se referir a ela como “criança” enquanto lia para ela o romance “Lolita”, de Vladimir Nabokov. Para quem não está familiarizado, esse livro é sobre um pedófilo.

Alice disse ao The Times que o ator a violentou e ela só conseguiu escapar ao lhe dar um soco no estômago. Também afirmou que a equipe responsável por gerenciar a carreira artística de Brand estava a par de seu namoro com uma adolescente e o aconselharam a não ser visto com ela em público.

Mais depoimentos

A reportagem do jornal ainda conta com depoimentos de ex-namoradas, duas assistentes de Russell Brand e membros de equipe dos diversos programas do qual ele participava nessa época. Os relatos apontam para um padrão de comportamento abusivo de sua parte.

Leia também:  Quarta temporada de “The Boys” ganha data de estreia

Brand chegou a se antecipar à publicação da reportagem e postou, na noite de sexta-feira (15), um vídeo em suas redes sociais no qual se defende. Ele disse sobre as acusações:

“Essas alegações são relacionadas a um período no qual estava trabalhando no mainstream, quando estava nos jornais o tempo inteiro, estava em filmes, e sobre o qual escrevi extensamente nos meus livros. Eu fui muito, muito promíscuo. Agora, durante essa época de promiscuidade, os relacionamentos que tive foram sempre consensuais. Sempre fui transparente sobre isso na época, quase transparente até demais, e estou sendo transparente sobre isso agora.”

O ator e comediante também caracterizou tais acusações como parte de um ataque coordenado por suas posições contrárias à indústria farmacêutica e a vacina de Covid-19. Desde a pandemia, ele adotou uma postura de ceticismo com relação à imunização e ao distanciamento social.

Confira abaixo o trailer do especial de TV “Russell Brand: In Plain Sight”.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasRussell Brand é acusado de abuso sexual por quatro mulheres
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades