A reação de Blaze Bayley ao ouvir “Brave New World”, do Iron Maiden, pela 1ª vez

Ex-vocalista do Iron Maiden admitiu ter se sentido derrotado com a demissão da banda, no final do século passado

Blaze Bayley foi o vocalista do Iron Maiden de 1994 a 1999. No período, participou das gravações de dois álbuns “The X Factor” (1995) e “Virtual XI” (1998) – além da faixa inédita “Virus”, da coletânea “Best of the Beast” (1996). Apesar de sua era contar com o respeito de parte dos fãs hoje em dia, seria tentar tapar o sol com peneira dizer que foi um sucesso à época.

Antes da virada do século, a banda fez aquilo que parecia inevitável, chamando Bruce Dickinson para reassumir o posto que havia sido seu. Em entrevista à mais recente edição da revista Metal Hammer, Blaze se mostrou ponderado em relação aos fatores que levaram à decisão.

“Vamos ser sinceros, Bruce Dickinson é a referência absoluta do que é ser um vocalista do heavy metal. Ele é um dos maiores cantores e intérpretes de qualquer gênero musical. Então, ele deixa sua banda favorita, que traz esse idiota de Tamworth? Muitos fãs me odiavam já de saída. Há uma porcentagem que ainda me odeia. Há algumas pessoas que nunca me ouviram, mas ainda me odeiam porque não sou Bruce.”

- Advertisement -

Bayley não faz questão de esconder que, apesar de ter saído em bons termos, mantendo a amizade com os agora ex-colegas, a situação não foi nada fácil.

“Foi horrível. Eu fazia todos esses planos para minha carreira solo: ‘vou voltar com um novo projeto, vou usar tudo que aprendi com o Maiden e compondo músicas com esses caras, vai ser incrível’. E então, algumas horas depois, estava chorando. Não pude admitir isso na hora, mas fiquei destruído.”

No ano seguinte à mudança, o Iron Maiden lançou “Brave New World”, trabalho que os recolocou em um patamar gigantesco em termos de popularidade. Pela primeira vez, Bayley reconheceu seu desconforto ao escutar o disco.

“Sim, ouvi e admito que chorei muito. É um álbum muito bom, mas sabia que se as coisas tivessem funcionado de forma diferente, teria sido eu trabalhando no estúdio com esses caras, cantando algumas dessas músicas. Houve uma sensação de grande derrota que me atingiu com muita força.”

Blaze Bayley atualmente

Hoje com 60 anos, Blaze Bayley vem se recuperando de um infarto sofrido no primeiro semestre de 2023. Recentemente, o cantor disponibilizou o álbum ao vivo “Damaged Strange Different And Live” para ajudar a custear o tratamento a que vem se submetendo.

Leia também:  A curiosa razão que levou Steve Harris a sair de sua banda pré-Iron Maiden

Além da carreira solo, ele se dedica a reuniões esporádicas com o Wolfsbane, banda de hard rock que o projetou no Reino Unido, o fazendo chamar a atenção do Iron Maiden – com quem excursionaram em 1990.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA reação de Blaze Bayley ao ouvir “Brave New World”, do Iron...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades