O assassinato de Ashley Ellerin, ex-namorada de Ashton Kutcher

Estudante de moda tinha acabado de assumir namoro com o ator, mas teve sua vida tirada por assassino conhecido como "Estripador de Hollywood"

A sentença de prisão do ator Danny Masterson, que fez parte do elenco de “That ’70s Show”, continua gerando mais algumas consequências para os demais membros do elenco. Após internautas resgatarem uma bizarra entrevista de Wilmer Valderrama, foi a vez do público se relembrar do assassinato de uma ex-namorada de Ashton Kutcher.

O caso foi relembrado por uma das vítimas de Masterson, condenado por estupro. Ashley Ellerin foi morta com diversos golpes de faca em fevereiro de 2001 por Michael Gargiulo, um serial killer que recebeu os apelidos de “Estripador de Hollywood” e “O Garoto Assassino da Porta ao Lado” e que já foi punido por seus crimes.

- Advertisement -

Quem era Ashley Ellerin

Ashley Ellerin nasceu em 16 de julho de 1978 no norte do estado da Califórnia. Ela se mudou para Los Angeles na segunda metade do ano de 2000 para estudar moda.

Em dezembro de 2000, Ellerin acabou conhecendo Ashton Kutcher, que ainda estava em seus primeiros trabalhos na carreira de ator. Após saírem algumas vezes, os dois assumiram namoro em fevereiro de 2001.

Meses antes de sua morte, Ellerin também conheceu o próprio Michael Gargiulo, que tiraria sua vida pouco tempo mais tarde. A jovem topou com o assassino – que trabalhava como técnico de ar condicionado e aquecedores, segurança e era aspirante a ator – pela primeira vez após ele a ajudar a remendar um pneu furado em seu carro.

Leia também:  Bruce Dickinson revela com qual artista ele trabalharia se pudesse

A partir daí, Gargiulo começou a aparecer na casa da estudante sem avisar e sempre se oferecia para ajudá-la a consertar algo, o que fez Ellerin começar a ter medo do assassino.

A morte de Ashley Ellerin

Em 21 de fevereiro de 2001, Ashley Ellerin e Ashton Kutcher marcaram de se encontrar às 20h para irem juntos a uma festa após a cerimônia de entrega do Grammy. No entanto, por conta de alguns contratempos, o ator avisou para a estudante que só poderia pegá-la às 23h.

Durante o julgamento de Michael Gargiulo, Kutcher revelou que bateu várias na porta do apartamento da então namorada, pois viu as luzes acesas, mas que não teve resposta.

“Eu bati na porta, não tive resposta. Bati de novo e, novamente, sem resposta. Nesse momento, eu assumi que ela tinha saído, que eu me atrasei e ela estava chateada.”

O ator revelou que decidiu olhar pelas janelas do apartamento quando notou uma mancha no chão, mas que no momento, pensou se tratar de outra coisa.

“Eu vi o que eu achava ser vinho tinto no carpete. Mas eu não me preocupei porque fui em uma festa na casa dela e parecia uma festa de faculdade. Não pensei muito naquele momento.”

Mal sabia Ashton Kutcher que aquela mancha que viu era justamente o sangue da namorada. Ashley Ellerin foi esfaqueada 47 vezes por Michael Gargiulo. As autoridades afirmaram que a estudante morreu justamente três horas antes de Kutcher ir até seu apartamento – o horário que eles haviam marcado de se encontrar previamente.

Leia também:  A curiosa razão pela qual Andre Matos queria tirar Kiko Loureiro do Angra

O que aconteceu com Michael Gargiulo

Gargiulo já havia tirado a vida de uma ex-namorada no início dos anos 1990, quando ainda morava em Chicago. Ele ainda assassinou uma vizinha sua em dezembro de 2005.

Em abril de 2008, o assassino em série tentou, mais uma vez, matar outra vizinha sua, chamada Michelle Murphy, mas ela conseguiu sobreviver ao ataque. Dois meses mais tarde, Gargiulo foi preso pelas autoridades.

O serial killer só foi julgado pela morte de Ashley Ellerin em maio de 2019, junto com o assassinato desta vizinha que ocorreu em 2005 e a tentativa que ocorreu pouco antes de ser detido.

Gargiulo foi condenado à morte, mas como o estado da Califórnia não tem conduzido qualquer tipo de execução desde 2006, o assassino deve cumprir prisão perpétua – a não ser que o estado americano volte a executar condenados no futuro.

No momento, o assassino também aguarda sua extradição para o estado de Illinois – onde fica Chicago – por conta do assassinato que cometeu nos anos 1990.

*Texto construído com informações do The Sun e AP News.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO assassinato de Ashley Ellerin, ex-namorada de Ashton Kutcher
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades