As três coisas que representam o legado de Eric Clapton, segundo o próprio

Guitarrista acredita que, além da música, deixará para o futuro outros dois pilares importantes

Eric Clapton tem uma extensa carreira. Na ativa desde a década de 1960, o guitarrista integrou bandas como Yardbirds e Cream, além de ter comandado o Derek and the Dominos e sua própria carreira solo, entre outros projetos.

Diante da vasta experiência, o músico considera que deixará uma marca própria na música, mas não apenas isso. Há outros dois pilares importantes que representam seu legado: a família e o centro de reabilitação Crossroads – fundado por ele em 1998. Por meio de um vídeo no YouTube (via Rock Celebrities), explicou:

“Minha vida é composta por dois elementos além da minha família, que é muito preciosa para mim. Tenho minha carreira na música, minha descoberta, pesquisa e amor pela música e também pelo centro Crossroads. Então, minha família, o centro de tratamento e a música são meu legado. Está tudo interligado, porque minha esposa também está envolvida com o projeto ‘Turn Up For Recovery’ [de recuperação de vícios].”

- Advertisement -

Localizado na ilha de Antígua, no Caribe, o Crossroads ajuda alcoólatras e outros dependentes químicos. De acordo com o músico, o tratamento prestado é o mesmo que o libertou do vício em álcool e drogas, iniciado nos anos 1970.

“O tratamento é executado nos moldes antigos. Não é um spa. Não é uma academia de ginástica. É um centro de tratamento com 12 etapas. É o sistema que me manteve sóbrio por 35 anos.”

Desde 1999, Clapton promove o Crossroads Guitar Festival com o intuito de arrecadar fundos para o centro mencionado. A próxima edição acontecerá nos dias 24 e 25 de setembro, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Entre as 41 atrações do lineup, estão Sheryl Crow, Santana, Robbie Robertson, Buddy Guy, ZZ Top e, claro, o criador do evento.

Sobre o centro de reabilitação Crossroads

Em seu site oficial, o centro de reabilitação Crossroads declara:

Fundado pela lenda da música Eric Clapton, o Crossroads Center Antigua oferece um ambiente terapêutico, solidário e seguro, longe da confusão da vida no vício, na bela ilha de Antígua.

Ajudamos nossos clientes a iniciar uma jornada em direção a uma vida livre dos efeitos devastadores do álcool e outras dependências de drogas.

Desde 1998, temos o compromisso de fornecer tratamento da mais alta qualidade e acessível a todos. Nossos programas são baseados no modelo de tratamento de 12 passos, apoiando a dignidade dos indivíduos e suas famílias que sofreram os efeitos do álcool e outras drogas.

Enxergamos o vício como uma dependência compulsiva de álcool, substâncias, pessoas ou comportamentos, apesar das consequências prejudiciais. A dependência é uma condição progressiva, a menos que seja tratada adequadamente, e nosso modelo de tratamento é um método comprovado que funciona. Acreditamos que existem dois objetivos principais necessários para o sucesso:

  • Um compromisso com a abstinência de álcool, drogas e comportamentos autodestrutivos.
  • Uma mudança no estilo de vida que apoie a abstinência e promova o crescimento pessoal na recuperação.

Sobre Eric Clapton

Em 30 de março de 1945 nasceu Eric Clapton, um dos maiores guitarristas de todos os tempos. Com uma carreira longa e variada, o músico fez história no meio do caminho entre o blues e o rock.

Leia também:  Mustaine gosta mais dos álbuns do Megadeth nos anos 80 ou 90? Ele responde

Sua primeira banda com alguma notoriedade foi o Yardbirds. Foi nessa época que ganhou o apelido “Slowhand”. O motivo? Sempre que arrebentava alguma corda da guitarra durante o show, ele parava para trocá-la, pacientemente, ainda no palco. A plateia aguardava batendo palmas lentamente, daí a origem do nome.

Clapton saiu dos Yardbirds em 1965 e teve sua vaga ocupada por Jeff Beck e depois por Jimmy Page. Ficou por pouco tempo com John Mayall & The Bluesbreakers enquanto trabalhava em alguns outros projetos. Em 1966, passou a integrar o Cream junto de Ginger Baker (bateria) e dividindo vocais com Jack Bruce (baixo). O trio, um dos primeiros supergrupos da história, fez com que Clapton ganhasse também o mercado americano.

Leia também:  Novo álbum “surpresa” de Elton John deve ser lançado em breve

O Cream durou pouco, encerrando as atividades em 1968. Clapton terminou a década migrando entre projetos como o Blind Faith e o Derek and the Dominos – com este último, lançou um de seus grandes sucessos, a música “Layla”. Nos anos 70, ele se dedicou à carreira solo e lidou com os vícios em drogas e álcool, o que perdurou até a década de 80.

No início dos anos 90, uma tragédia abalou a vida do guitarrista. Seu filho, Conor Clapton, de apenas 4 anos, caiu do 53º de um prédio em Nova York. O fato inspirou a música “Tears in Heaven”, presente no álbum “Unplugged”, gravado no quadro da MTV. Tanto o disco quanto a canção foram premiados no Grammy seguinte, além de baterem recordes de vendas.

Nos anos 2000, Clapton focou em colaborações com músicos como J.J. Cale, Billy Preston e muitos outros, além de uma breve reunião do Cream em 2005. Participou de shows especiais para caridade e dirigiu o concerto em homenagem a seu amigo, George Harrison, falecido em 2001. Criou ainda o Crossroads Guitar Festival em 1999, com várias edições ao longo das décadas seguintes.

Nos últimos anos, passou a enfrentar problemas de saúde e estampou manchetes mais pelo negacionismo em relação às vacinas contra a covid-19 do que pela música, embora tenha continuado a lançar discos e fazer colaborações.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesAs três coisas que representam o legado de Eric Clapton, segundo o...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades