Como Desmond Child usou refrão de “You Give Love a Bad Name” em mais duas músicas

Compositor reciclou ideia oferecida a Bonnie Tyler na famosa colaboração com o Bon Jovi e reaproveitou de novo com Ava Max

Desmond Child esteve por trás de hits como “I Was Made for Lovin’ You” e “Heaven’s on Fire”, lançadas pelo Kiss, e “Angel”, do Aerosmith. Outra banda com a qual o compositor estabeleceu uma parceria bem-sucedida nos anos 1980 foi o Bon Jovi.

Além do clássico “Livin’ on a Prayer”, o músico trabalhou junto aos integrantes em várias canções, incluindo “You Give Love a Bad Name”, também divulgada como single do álbum “Slippery When Wet” (1986). A criação ao redor da música guarda uma curiosa história a respeito do refrão, detalhada em recente entrevista ao canal Produce Like a Pro (via Music Radar). 

- Advertisement -

Como Desmond contou, a ideia para “You Give Love a Bad Name”, veio, na verdade, de quando compôs para Bonnie Tyler. Jim Steinman, produtor que colaborou com a cantora no álbum “Secret Dreams and Forbidden Fire” (1986), o telefonou, com o intuito de encomendar uma composição bem específica para o disco em questão:

“Ele tinha ouvido uma música minha chamada ‘Lovers Again’. Era uma demo feita no piano e ele decidiu colocá-la no disco. Então ele me pediu para compor uma outra música, me dizendo: ‘componha uma música que tenha os versos no estilo de Tina Turner, uma ponte como The Police e o refrão como Bruce Springsteen. Você consegue? E mais uma coisa, tem que ter algo a ver com androgenia’. Foi tudo o que ele me disse.”

Diante do pedido, o compositor entregou “If You Were a Woman (And I Was a Man)”, incluída no projeto e promovida a single. Apesar do bom desempenho na Europa, Child sentiu que a divulgação da música ficou de escanteio nos Estados Unidos.

Por isso, com a confiança de que o refrão tinha potencial, Child decidiu “reaproveitá-lo” com o Bon Jovi.

Leia também:  A música de Syd Barrett recusada pelo Pink Floyd por ser “perturbadora”

“No primeiro dia em que conheci o Bon Jovi, eu tinha o título ‘You Give Love a Bad Name’ guardado. Jon tinha composto uma música chamada ‘Shot Through the Heart’, que ele tocou, e juntamos as duas coisas […]. Então eu disse: ‘olha, tem essa música que compus para Bonnie Tyler e eu realmente acho que ela tem um refrão de sucesso’. A música da Bonnie tinha uma melodia semelhante, era um pouco como Billie Jean ou Eurythmics. Eu disse: ‘Richie [Sambora], toca isso’, que virou o riff de guitarra da música, e ele respondeu: ‘não, cara, parece Michael Jackson, somos uma banda de rock’. Eu falei: ‘toque na guitarra e coloque peso’.”

Refrão novamente reaproveitado

De fato, “You Give Love a Bad Name” tornou-se uma música de enorme sucesso. Contudo, em 2020, a fórmula apareceu mais uma vez em uma nova criação – desta vez, no álbum de estreia de uma jovem cantora pop: Ava Max. Desmond Child explica:

“Ava Max e sua equipe de nove compositores criaram uma música chamada ‘Kings & Queens’ [do álbum ‘Heaven & Hell’]. Eles entraram em contato comigo e pediram para interpolar ‘You Give Love a Bad Name’ na música. Porque eles achavam que era a original. E eu disse: ‘Não, vocês têm que ouvir ‘If You Were A Woman and I Was a Man’. Essa é a música que foi interpolada em ‘Kings and Queens’. E meu nome está na música como co-compositor’.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesComo Desmond Child usou refrão de “You Give Love a Bad Name”...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades