Vice-presidente dos EUA, Kamala Harris mostra LPs comprados em loja especializada

Política visitou estabelecimento conhecido por vender discos de vinil de jazz e soul e voltou com três álbuns diferentes

Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos, visitou recentemente uma loja de discos em Washington, D.C, e saiu com alguns LPs. No Instagram, ela compartilhou um vídeo do momento e mostrou as compras realizadas. 

O estabelecimento em questão foi o Home Rule (HR) Records, especializado em álbuns de jazz, reggae, soul e música africana. Na legenda do registro, Kamala escreveu:

“Tive o prazer de parar na Home Rule (HR) Records em DC para celebrar a Semana Nacional de Pequenas Empresas.”

- Advertisement -

Logo nos primeiros segundos, a vice-presidente exibiu para a câmera o disco “Let My Children Hear Music” (1972), de Charles Mingus – artista descrito por ela como um dos “melhores da história do jazz”. Depois, tirou da sacola “‘Everybody Loves the Sunshine” (1976), lançado por Roy Ayers, e explicou por que adquiriu o LP:  

“Um dos meus álbuns favoritos da vida, é muito bom, um clássico.” 

Por último, apresentou, em suas palavras, o “lindo” “Porgy and Bess” (1959), fruto de uma parceria entre Louis Armstrong e Ella Fitzgerald. Assista abaixo ao vídeo, em inglês:

https://www.instagram.com/p/CsCKiBFNOwW/

A visita de Kamala Harris

Para a revista local Washingtonian, Charvis Campbell, proprietário da Home Rule (HR) Records, contou como foi atender Kamala Harris na loja. Antes da visita, ele recebeu um telefonema, avisando, sem muitos detalhes, que um membro do gabinete da vice-presidente iria até o lugar.   

“Eu sabia que algo iria acontecer. Kamala sabe do que gosta. Foi legal perceber que ela não foi só para aparecer, sabe? Foi realmente um sincero ‘preciso comprar alguns discos’. Então eu amei isso. Fiquei muito feliz, obviamente um pouco travado.”

Discos de vinil nos EUA e Brasil

O relatório de 2022 da Recording Industry Association of America (RIAA) revelou que, pela primeira vez desde 1987, discos de vinil superaram CDs em termos de unidades vendidas nos Estados Unidos.

Leia também:  Esposa de Gary Holt explica volta do Slayer e defende iniciativa

Foram 41 milhões de unidades de vinil vendidas no país, comparado a 33 milhões de CDs. Além disso, o formato mais antigo gerou US$ 1,2 bilhão para a indústria, um crescimento de 17% comparado a 2021 e 71% da renda total de vendas físicas em 2022.

Já no Brasil, o CD ainda é a mídia física mais rentável quando se trata de música. Um relatório da Pró-Música Brasil aponta que o comércio de CDs gerou R$ 6,7 milhões no ano passado. Em contrapartida, os discos de vinil arrecadaram menos, R$ 4,7 milhões, enquanto os DVDs ficaram muito abaixo dos outros dois, com R$ 400 mil. Juntos, porém, esses números caracterizam apenas 0,5% do total das receitas da indústria fonográfica brasileira – hoje totalmente dominada pelo streaming. De acordo com o relatório, 86,2% do valor recebido em 2022 (ou seja, R$ 2,2 bilhões) veio de tais plataformas.

Leia também:  Dave Mustaine diz que ainda está lidando com Kiko Loureiro fora do Megadeth

Os best sellers em território americano

Segundo a empresa de monitoramento de mercado Luminate, o disco de vinil mais vendido nos Estados Unidos no ano passado foi “Midnights”, de Taylor Swift, com 945 mil cópias vendidas – quase o dobro do segundo colocado, “Harry’s House”, de Harry Styles, com 480 mil. O pódio fecha com a estreia de Olivia Rodrigo, “Sour”, com 263 mil unidades vendidas. “Good kid, m.A.A.d city”, de Kendrick Lamar, esteve em quarto, com 254 mil. “Rumours”, álbum lançado pelo Fleetwood Mac em 1977, pegou a quinta colocação, com 243 mil.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasVice-presidente dos EUA, Kamala Harris mostra LPs comprados em loja especializada
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades