O grande problema de “Vingadores: Guerra Infinita”, segundo James Gunn

Diretor afirmou que não concordou com o desenrolar daquela famosa com o Senhor das Estrelas e Thanos

O diretor James Gunn marcou seu nome como um dos grandes cineastas que contribuíram para o sucesso dos filmes do Universo Cinematográfico Marvel. Prestes a se despedir, já que assumiu o controle dos longas da rival DC, o cineasta revelou, em sua opinião, qual foi o grande problema de “Vingadores: Guerra Infinita”.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter (via Farout / Movieweb), Gunn afirmou que gostou do filme, mas não concordou com a famosa cena em que Peter Quill/Senhor das Estrelas começa a socar o rosto de Thanos e impede os demais heróis de tirarem a Manopla do Infinito da mão esquerda do vilão.

- Advertisement -

Além disso, o cineasta afirmou que para ele, o Senhor das Estrelas teria matado a namorada Gamora sem pensar duas vezes se fosse preciso.

“Eles (em menção aos Irmãos Russo, diretores do filme) fizeram algumas coisas que eu não queria. Sim, o Senhor das Estrelas teria matado a Gamora se ela pedisse. Não, ele não teria socado o Thanos e amaldiçoado o universo.”

Vale lembrar que James Gunn deu uma pequena contribuição com o roteiro de “Vingadores: Guerra Infinita”, mas ficou bastante limitado por ser um trabalho dos Irmãos Russo. Desta forma, não pôde conduzir a cena de forma diferente.

Leia também:  Um relato apaixonado de Kate Bush sobre a beleza dos discos de vinil

Intérprete de Mantis pede ajuda ao diretor

Na mesma entrevista, quem também estava presente foi Pom Klementieff, que vive a personagem Mantis. A atriz revelou que ficou insegura ao gravar “Guerra Infinita” após notar que James Gunn não escreveu seus diálogos – e chegou a pedir uma ajudinha do diretor.

“Eu não consigo me imaginar interpretando a Mantis com outra pessoa escrevendo as falas. Estavam me dando as direções e eu pensei: ‘acho que vou ligar para o James’.”

Rocket, o protagonista “secreto”

James Gunn também revelou que para ele, Rocket é o protagonista “secreto” dos filmes dos Guardiões da Galáxia e que topou gravar o terceiro – e provavelmente último – filme da equipe justamente para contar a história do guaxinim, algo que ele considerou que estava faltando.

“A coisa mais importante para mim era a história do Rocket, e aí, depois disso, de todo o resto. Rocket é o protagonista secreto de Guardiões da Galáxia e sempre esteve no centro para mim. Este é o momento em que realizo isso. A razão para eu ter voltado e decidido fazer esse filme é por que eu realmente percebi que a história do Rocket precisava ser contada – e deixei pendente após Vol. 2. Então, essa é a coisa mais importante.”

Leia também:  Zakk Wylde conta por que não entrou para o Guns N’ Roses nos anos 90

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO grande problema de “Vingadores: Guerra Infinita”, segundo James Gunn
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades