A grande crítica que Ritchie Blackmore tinha ao grunge em 1997

Guitarrista declarou que sentia falta de mais melodia no rock que dominava as paradas à época

O Deep Purple foi uma das primeiras bandas a aderir ao movimento das reuniões. Em 1984, a formação mais bem-sucedida do grupo – o famoso Mark II – juntou forças novamente, lançou o clássico álbum “Perfect Strangers” e realizou a turnê mais bem-sucedida da indústria naquele período.

Entre idas e vindas, Ritchie Blackmore também reativou o Rainbow duas vezes. Durante entrevista à Metal Edge, em fevereiro de 1997, o guitarrista comentou as movimentações do mercado nesse sentido. E aproveitou para traçar um paralelo com a cena que reinava no rock.

“Eu acho que a coisa do grunge foi boa por um tempo, mas havia muitas bandas de repente se tornando grunge e isso foi desonesto. Foi a saturação. Quando todo mundo está se rebelando contra todo mundo isso não significa mais nada. O ciclo está completo.”

- Advertisement -

Blackmore também declarou gostar de um pouco mais de melodia voltando a comandar as paradas.

“Seria bom ver a volta de bandas de hard rock com conteúdo melódico. O que me incomodava nas do grunge era a dissonância vinda do cantor. Sempre achei isso difícil de aceitar. Eu amo melodias.”

Um exemplo estava na música do próprio, que estava sendo arquitetada naquele período e permanece ativa até hoje.

“O que estou fazendo agora é muito melódico. É um projeto acústico que envolve minha noiva Candice e eu. É vagamente baseado na música dos anos 1500. Guitarra, vocais, teclados e todos os tipos de instrumentos estranhos.”

Ritchie Blackmore e Blackmore’s Night

A ideia em questão é o Blackmore’s Night, que já lançou 11 álbuns de estúdio desde o início das atividades. O mais recente, “Nature’s Light”, saiu em 2021. Chegou ao 7º lugar na parada alemã, melhor desempenho de um disco do grupo em toda a sua história.

Leia também:  A curiosa única sequela deixada em Dinho Ouro Preto por queda de palco em 2009

*Foto: Steve Knight / CC BY 2.0

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA grande crítica que Ritchie Blackmore tinha ao grunge em 1997
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

2 COMENTÁRIOS

  1. O Grunge em si tinha influência do Punk, um som mais sujo em determinadas bandas e caprichadas em outras!!!! Acredito que o Grunge se destacava mesmo eram determinados riffs e atitudes, sendo que Nirvana e Pearl Jam foram as bandas de maior destaque…não as melhores, foram as maiores em termos de destaque!!!! Não é a toda em que muitos consideram o Acústico MTV de maior destaque também forma de Nirvana e Pearl Jam…quando vinha as bandas de Hard e Heavy Rock, elas queria mesmo era investir em Orquestra Sinfônica e tal!!!! valeu!!!!

    • Corrigindo: Nâo é a toa em que muitos consideram o Acústico MTV de maior destaque foram de Nirvana e Pearl Jam…quando vinha as bandas de hard e Heavy Rock, elas queriam mesmo era investir em Orquestra Sinfônica e tal, valeu!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades