A cena de “Quase Famosos” que sempre leva Anya Taylor-Joy às lágrimas

Filme de 2000 foi dirigido por Cameron Crowe e se baseia em suas experiências como jornalista da Rolling Stone

Lançado em 13 de setembro de 2000, o filme “Almost Famous” (no Brasil, “Quase Famosos”) é uma daquelas quase unanimidades quando o assunto é o rock no cinema. A obra é semibiográfica, baseada em memórias do diretor Cameron Crowe e seu tempo como jornalista da revista Rolling Stone.

Na trama, o personagem William Miller (interpretado pelo ator Patrick Fugit), um garoto aspirante a repórter musical, conhece a banda Stillwater e passa a acompanhar o grupo na estrada. As experiências testemunhadas e vividas pelo jovem ditam a tônica do roteiro.

- Advertisement -

Uma das cenas mais emblemáticas ocorre após um desentendimento entre os músicos, que pegam a estrada no tour bus enquanto cantam “Tiny Dancer”, clássico de Elton John. Em participação no programa “My Life in Soundtracks”, da MTV, a atriz Anya Taylor-Joy (O Gambito da Rainha, Peaky Blinders, Emma) cita o momento como um que sempre a faz chorar. A transcrição foi feita pelo site Far Out Magazine.

“A cena em Quase Famosos onde a Clearwater (ela erra o nome, que é Stillwater) teve uma briga, porque Russell é proeminente na camiseta da banda, enquanto todo mundo está no fundo. Então, como em um grande drama, todos entram no ônibus e cantam ‘Tiny Dancer’ de Elton John e fazem as pazes ao final. Esse é o momento musical perfeito. Só me faz chorar toda vez.”

A ligação com a obra foi importante para Anya até mesmo durante a pandemia.

“Eu estava na Filadélfia quando tudo começou a acontecer. Nunca havia conseguido encontrar a trilha sonora do filme em vinil ou CD. Fui a uma estação de rádio e eles me queimaram uma cópia do CD. Então agora eu tenho meu próprio disco da trilha sonora de ‘Quase Famosos’. Isso foi muito especial para mim.”

Sobre “Quase Famosos”

Curiosamente, “Quase Famosos” não foi um sucesso de bilheteria. O filme deu prejuízo, arrecadando US$ 47,4 milhões, sequer empatando o orçamento de US$ 60 milhões.

Leia também:  Homens que acusam Michael Jackson de abuso querem julgamento antes de filme

Mesmo assim, foi elogiado por crítica e público, chegando a faturar o Oscar na categoria Melhor Roteiro Original. Também conquistou dois Globos de Ouro, por Melhor Filme de Comédia ou Musical e por Atriz Coadjuvante (destinado a Kate Hudson, que deu vida a Penny Lane), e um Grammy já em 2001 por Melhor Trilha Sonora.

No último mês de novembro, um musical baseado na trama estreou na Broadway.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA cena de “Quase Famosos” que sempre leva Anya Taylor-Joy às lágrimas
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades