Os critérios do Grammy para escolher o álbum do ano, segundo votantes

Cinco membros do júri disseram à revista Variety quais características foram analisadas para decidir o ganhador da categoria em 2023

Uma das principais categorias do Grammy, importante premiação do mundo da música, é “Álbum do Ano”. Na 65ª edição, que aconteceu no último domingo (5), quem levou o grande troféu da noite foi Harry Styles, pelo disco “Harry’s House”.

A decisão da academia gerou polêmica, visto que Beyoncé também estava na disputa pelo seu mais recente projeto, “Renaissance”. Maior ganhadora de Grammys da história, com 32 gramofones no total, a cantora já foi indicada na categoria quatro vezes, também com “I Am… Sasha Fierce” (2008), “Beyoncé” (2013) e “Lemonade” (2016), mas nunca venceu.

- Advertisement -

Levando em consideração a expectativa gerada em torno do prêmio, a revista Variety conversou com cinco membros do júri para entender os critérios utilizados. A identidade deles não foi revelada.

Os critérios do Grammy para o Álbum do Ano

O primeiro dos entrevistados, um empresário votante há mais de 15 anos, destacou a autenticidade como um ponto importante, acima do sucesso comercial do trabalho. Para ele, Kendrick Lamar, com o disco “Mr. Morale & the Big Steppers”, era o favorito da categoria por conta de sua originalidade.

“Kendrick Lamar é gigante e nesse disco ele não estava de olho no trabalho de outras pessoas. Bad Bunny teve de longe o álbum de maior sucesso comercial do ano, mas acho que muitas pessoas não sabem quem é ele. O disco do Coldplay é uma crueldade. Não sei para quem esse disco foi feito, não acho que crianças de 12 anos queiram ouvir Chris Martin, e definitivamente não acho que os fãs do Coldplay queiram ouvir BTS e Selena Gomez.”

Já um produtor e engenheiro de som, que já venceu o Grammy e que ajuda a eleger os vencedores há quase 20 anos, disse priorizar a qualidade dos músicos envolvidos no álbum e não a quantidade. Por isso, tinha como preferência “In the Silent Days”, de Brandi Carlile.

“O álbum de Brandi é talvez o único que tem músicos de verdade. A lista de créditos do álbum não tem 8 mil pessoas, apenas três pessoas fizeram aquele álbum, junto da banda, é só.”

Um produtor na casa dos 20 anos, votando pela primeira vez, julgou o impacto e alcance dos álbuns nas redes sociais e o número de hits. Sendo assim, escolheu “Harry’s House”.

“Eu pessoalmente não ouvi muito. Mas ele se tornou conhecido em todas as partes do TikTok? Com certeza. Beyoncé fica em segundo lugar. O projeto de Lizzo é ótimo, mas só tem um hit. Eu ouvi o de Kendrick muito mais do que os outros, mas não teve uma música sequer de destaque e não sinto que teve o impacto cultural que o álbum do ano merece.”

Já um veterano do mundo da música na casa dos 70 anos optou pelo disco do Abba, “Voyage”. No entanto, elogiou o “Renaissance” e a grandiosidade dos projetos de Beyoncé e criticou Styles por ter iniciado sua carreira na boyband One Direction.

“O fato de que toda vez que ela faz algo novo é um grande evento é admirável. Eu mantenho a origem de Harry Styles contra ele. Ele era de uma boyband e eu nunca levei esses grupos a sério.”

Por último, uma cantora com cerca de 30 anos, em sua segunda eleição, disse que valorizou a relevância do artista com o passar do tempo e suas composições. Pensando nisso, “Music of the Spheres”, do Coldplay, era o seu candidato ao troféu.

“Sou uma grande fã do Coldplay, ainda mais do que Harry Styles. Eles resistiram ao tempo, são compositores incríveis e produtos. Esse não é o melhor álbum deles, mas eu adoraria vê-los ganhar um Grammy.”

Os vencedores de 2023

Confira abaixo a lista dos indicados e vencedores das principais categorias do Grammy 2023.

Leia também:  A banda e o disco que mudaram a vida de Slash, segundo o próprio

Álbum do Ano

Abba – Voyage
Adele – 30
Bad Bunny – Un Verano Sin Ti
Beyoncé – Renaissance
Mary J. Blige – Good Morning Gorgeous – Deluxe
Brandi Carlile – In These Silent Days
Coldplay – Music of the Spheres
Kendrick Lamar – Mr. Morale and the Big Steppers
Lizzo – Special
Harry Styles – Harry’s House (VENCEU)

Artista Revelação

Anitta
Omar Apollo
Domi & Jd Beck
Muni Long
Samara Joy (VENCEU)
Latto
Måneskin
Tobe Nwigwie
Molly Tuttle

Música do Ano

Adele – Easy on Me
Beyoncé – Break My Soul
Bonnie Raitt – Just Like That (VENCEU)
DJ Khaled Featuring Rick Ross, Lil Wayne, Jay-Z, John Legend & Fridayy – God Did
Gayle – ABCDEFU
Harry Styles – As It Was
Kendrick Lamar – The Heart Part 5
Lizzo – About Damn Time
Steve Lacy – Bad Habit
Taylor Swift – All Too Well (10 Minute Version) (The Short Film)

Leia também:  Filho de Chorão alega ter caído em golpe; guitarristas do Charlie Brown Jr rebatem

Gravação do Ano

Abba – Don’t Shut Me Down
Adele – Easy on Me
Beyoncé – Break My Soul
Brandi Carlile Featuring Lucius – You and Me on the Rock
Doja Cat – Woman
Harry Styles – As It Was
Kendrick Lamar – The Heart Part 5
Lizzo – About Damn Time (VENCEU)
Mary J. Blige – Good Morning Gorgeous
Steve Lacy – Bad Habit

A lista completa com todas as categorias está disponível no site do Grammy.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesOs critérios do Grammy para escolher o álbum do ano, segundo votantes
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades