O melhor álbum de Bob Dylan na opinião de Chris Cornell

Saudoso ícone de Seattle foi até 1962 para resgatar o álbum de estreia do cantor

Além dos trabalhos pesados e estridentes com o Soundgarden e o Audioslave, Chris Cornell incorporou o espírito de um trovador solitário em sua carreira solo. Muitos fãs brasileiros lembram a apresentação no SWU 2011, quando o músico encarou a gigante plateia do festival apenas com voz e violão. Não à toa, uma de suas referências era Bob Dylan.

O ícone da música pavimentou o caminho entre o tradicionalismo do folk e a revolução sonora do rock com poesia e postura individualista, sem ter medo de dar a cara a tapa.

- Advertisement -

Mas qual seria o disco preferido de Chris entre as obras do lendário músico. O próprio respondeu, em resgate do site Far Out Magazine:

“Meu disco favorito de Bob Dylan é o primeiro, em que ele canta uma música autoral (nota da redação: na verdade são duas, ‘Talkin’ New York’ e ‘Song to Woody’) e o resto são suas interpretações das canções folclóricas da era do Dust Bowl, ou mesmo voltando até o influxo em massa de pessoas que vinham ao EUA durante a corrida do ouro. As interpretações são incríveis.”

Leia também:  Como surgem as máscaras novas do Slipknot a cada álbum

A estreia de Bob Dylan

Gravado entre 20 e 22 de novembro de 1961, “Bob Dylan” foi lançado em 19 de março de 1962. Inicialmente, não obteve grande repercussão.

Com o sucesso posterior do protagonista, chegou a voltar às paradas, alcançando o 13º lugar no Reino Unido, onde ganhou disco de prata.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO melhor álbum de Bob Dylan na opinião de Chris Cornell
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades