As músicas do Judas Priest que Richie Faulkner mais gosta de tocar ao vivo

Guitarrista escolheu composição criada antes mesmo de Rob Halford se tornar vocalista da banda como a preferida

Membro do Judas Priest desde 2011, o guitarrista Richie Faulkner já participou das gravações de três álbuns de inéditas – contando o que já está sendo preparado e deve sair em 2023. Porém, não dá para negar que ao vivo a banda tem seu repertório centrado nos clássicos de décadas passadas.

Em entrevista à rádio americana Rock Rage (transcrita pelo Blabbermouth), o músico foi questionado sobre o material que mais gosta de executar nos shows.

- Advertisement -

“Amo ‘Victim of Changes’. Amo ‘The Sentinel’. As que ajudei a criar também estão entre minhas favoritas por motivos diferentes. Mas cresci ouvindo os clássicos. ‘Freewheel Burning’ sempre é divertida de tocar, assim como ‘Night Comes Down’. Também tem ‘Electric Eye’. Quando começa a tocar a intro, ‘The Hellion’, é um momento de bastante emoção.

Enfim, todas são ótimas. Porém, se é preciso escolher uma, tem que ser ‘Victim of Changes’. É uma música épica. ‘Painkiller’ também é ótima, o público enlouquece. Para um guitarrista também é muito boa, fantástica.”

Judas Priest e “Victim of Changes”

“Victim of Changes” entrou em “Sad Wings Of Destiny” (1976), segundo álbum do Judas Priest. Ela é a junção de duas músicas antigas: “Red Light Lady”, escrita por Rob Halford para seu grupo anterior, Hirsohima; e “Whiskey Woman”, do guitarrista K.K. Downing e Al Atkins, vocalista original da banda.

Leia também:  O Rage Against the Machine acabou? Tim Commerford responde

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesAs músicas do Judas Priest que Richie Faulkner mais gosta de tocar...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades